quinta-feira, 13 de junho de 2013

Viagem Literária # 04

Para aqueles que não sabem, passei os últimos três meses em Londres, em um programa de intercâmbio. Além de apreender inglês, tive a oportunidade de viajar e, como não poderia deixar de ser, conferir a estória por trás de alguns livros. E foi assim que surgiu a coluna Viagem Literária que será publicada uma vez por semana, pelo período aproximado de dois meses. 

Sendo fã confesso e incondicional de Jane Austen, não poderia deixar de conferir o museu dedicado a autora na cidade de Bath, o Jane Austen Center.

Comecemos com um pouco de história: foram os romanos que descobriram as águas termais no local, e por isso construíram casas de banho, o que deu origem ao nome da cidade.

Entre Maio e Junho de 1799, Jane ficou por seis semanas em Bath, sendo esta experiência que a inspirou a escrever o romance A Abadia Northanger. Este livro foi concluído apenas em 1803, sendo adquirido por um livreiro, o qual decidiu não dar prosseguimento na publicação do mesmo.

Os Austens se mudaram para Bath no ano de 1801, permanecendo lá até 1806, ocasião em que Jane, sua mãe e irmã se mudaram para Southampton (seu pai faleceu no ano anterior).

Enquanto morou em Bath, Jane começou a escrever o livro The Watsons, vindo a abandoná-lo após ter escrito dezessete mil palavras. O livro foi recentemente publicado no Brasil pela Editora Nova Fronteira, reunindo duas obras inacabadas da autora.

Em 1815, Jane deu início ao processo de escrita de Persuasão, e mesmo tendo passado nove anos sem ir à cidade, ela ainda tinha algo a dizer sobre Bath. A autora veio a falecer dois anos após, na cidade de Winchester, estando enterrada na Catedral de Winchester.

Ambos os livros, A Abadia Northanger e Persuasão, foram publicados postumamente, pelo seu irmão, Henry Austen.

A visita ao museu começa com uma apresentação de cerca de vinte minutos sobre a vida de Jane Austen, e logo após segue-se para a exibição, repleta de informações sobre a vida de Jane em Bath, os costumes e tradições da cidade naquela época, assim como dados sobre os seus livros.

O museu não tem nada de surpreendente, confesso, mas para aqueles que apreciam a obra de Jane Austen vale a pena. Para mim, a visita valeu um dos suverniers mais interessante que poderia comprar na Inglaterra: uma caneta tinteiro. Nada mais inspirador para um fã de Jane Austen aspirante a escritor do que uma caneta, certo? 


O único desenho de Jane Austen foi feito por sua irmã, Cassandra, e se encontra em Londres no National Portrait, museu dedicado a pinturas e fotografias de rostos. Todos as outras pinturas realizada ao longo dos anos são inspiradas neste desenho.

Como se vê, o desenho está incompleto, de modo que especula-se que Cassandra não estivesse fazendo um bom trabalho, razão pela qual não teria terminado o retrato.


Sobre a viagem:
Embora a cidade seja bonita, a arquitetura é romana demais, para o meu gosto. Quase nem parece que você está na Inglaterra. Como fiz uma excursão de um dia que incluía três destinos, tive tempo apenas para ir ao museu e fazer um walking tour pela cidade.


O destino da próxima Viagem Literária é um endereço bem conhecido em Londres. Não perca!

14 comentários:

Neyla Suzart disse...

Oi Alexandre!
Que invejinha de vc! rs Adoro Jane Austen e gostaria muito de conhecer o Jane Austen Center. Deve ser um sonho *-*
Beijos
http://www.coisasdemeninasarteiras.blogspot.com.br/

Vânia Gama disse...

nunca li nada da Jane Austen, mas o sonho da minha vida é ir pra Londres, ou seja: INVEJA AO EXTREMO HAHHA
mas achei bem interessante ter um museu todo dedicado a ela! É uma das coisas que nós, amantes de leitura, apreciamos pra caramba!
beijos

Thaynara ribeiro disse...

Quero muito conhecer Londres!!!!
Apesar de nunca ter lido nada da Jane, tenho muita curiosidade e só aumentou depois de ler o post, amei!!!!


Divulgação no twitter: /thaynaralavign2/status/346603600677597185

Gladys Sena disse...

Pena que o museu não possua mais atrativos.
É bom quando descobrimos novidades das pessoas que apreciamos, :)

Rossana Batista disse...

Estava ansiosa para ler mais sobre sua viagem.
Tô com invejinha da sua caneta tinteiro, rsrs.
Um dia ainda irei para esse museu :D

Divulgação: https://twitter.com/rooohbatista/status/348460766703276032

Roberta Moraes disse...

Oii, tudo bem?!
Estou amando os posts sobre a viagem.
Não conhecia a escritora e nunca tinha ouvido falar do museu, foi bom saber. Agora posso procurar livros dela para conhecer.

Divulgação: https://www.facebook.com/roberta.moraes.7127/posts/324608401007323

Aione Simões disse...

Ai que coisa mais diva!
Não sabia da origem do nome de Bath e achei bastante interessante.
Ainda que o museu não tenha nada demais, eu certamente o visitaria se tivesse a oportunidade.
Achei lindíssima a caneta tinteiro!
Beijão, Alê!

Vânia Gama disse...

https://twitter.com/_nirvania/status/346386983083454465

Naty disse...

Ahh que inveja de você (mas isso sempre acontece nesses post rsrs)
Eu queria tanto visitar esse museu! E adorei a caneta tinteiro, amaria ter ela na minha estante.
humm será Sherlock o próximo?

https://twitter.com/NatyIC/status/348919315002716161

Aione Simões disse...

Divulgação: https://twitter.com/mi_simoes/status/350444110471106562

Nardonio disse...

Essa caneta tinteiro é realmente bem inspiradora. O que achei legal nesse museu é que tem um vídeo que faz um belo apanhado sobre Jane e os costumes da época. Isso pra galera já entrar no clima.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom
Divulgação: https://twitter.com/_Dom_Dom/status/350824305061396480

Jessica Lisboa disse...

Espera, mentira que ela tem um museu?! Novidade pra minha pessoa, fiquei curiosa, vontade de ir ;/

cristiane disse...

Sou uma das que sempre quis conhecer mais desses lugares dos livros dela.
Nossa, dá vontade de conferir. Imagino como era naquela época...campos, cidade, esse contraste. Deve ser bem bacana ir lá hoje em dia e conferir esse cenário como está hoje em dia.
https://twitter.com/cristianecullen/status/351368536863674369

Eduarda Menezes disse...

Alê,
Imagino que a experiência tenha sido maravilhosa. Quero muito conhecer Bath e adorei conferir as curiosidades sobre Austen e a cidade.
Esse souvenir está a coisa mais linda. Assim que entrei no seu post fiquei pensando que entraria em falência nesse Centro. Deve ter um monte de coisa legal. Eu sou a louca do souvenirs, quase deixei minha carteira no museu de Sherlock Holmes huahau
Beijo

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger