domingo, 19 de maio de 2013

RESENHA: Eu Sou o Número Quatro

“Respiro fundo, e nessa inspiração levo outras coisas para dentro de mim. Raiva. Determinação. Esperança e medo. Eu os deixo entrar, sinto cada um deles. Depois tomo impulso, corro e entro na casa.” (LORE, 2011, p. 251)

***

Sempre li comentários positivos sobre a série Os Legados de Lórien, porém, por algum motivo desconhecido estava com um pé atrás para iniciar a leitura da saga. A sinopse não me despertou atenção, por isso, decidi ver o filme antes, e ao constatar que a premissa era de fato interessante (mesmo não achando o filme em si aquilo tudo), aumentei minhas apostas para o livro. E não me decepcionei.

Momentos antes da destruição do planeta Lórien, nove crianças e seus guardiões fogem para a Terra. O plano era esperar estas crianças crescerem, desenvolverem seus poderes e então enfrentarem os mogadorianos, responsáveis pela dizimação de Lórien. Escondidos nos quatro cantos da Terra, os refugiados são caçados um a um por seus inimigos. Os três primeiros já foram mortos, e o próximo da lista é o numero quatro.

Se eu pudesse resumir a obra em algumas palavras, eu me veria obrigado a dizer: muito, muito criativa. Para quem está cansado de ler mais do mesmo, o primeiro livro da série é um prato cheio: uma mistura de ficção científica (afinal, estamos falando de aliens, não estamos?), aventura e uma pitada de drama adolescente. E por mais inusitada que seja esta mistura, não é que deu liga?!

A narrativa é extremamente envolvente, mantendo o interesse e atenção do leitor do início ao fim. Porém, fiquei com a impressão que alguns personagens poderiam ter sido melhores desenvolvidos, mas nada que ofusque o brilho da obra.

O Número Quatro, no momento conhecido pelo nome John Smith, é um adolescente um pouquinho irritante. Talvez, minha afirmação seja redundante, afinal, todo adolescente é irritante. Mas devo dizer que John superou o nível esperado. Impulsivo, dono da verdade, incapaz de medir as conseqüências e com a constante atitude “seja feita minha vontade”. Simplesmente irritante. Apenas não abandono a leitura da série pois a evolução do personagem neste primeiro livro é nítida, e tenho certeza que nos próximos volumes seu amadurecimento será ainda maior.

Encerrei a leitura com gostinho de quero mais, imaginando o rumo que a estória vai tomar e com a intenção de ler os demais volumes da série ainda neste ano.
 
Título: Eu sou o número quatro
Autor: Pittacus Lore 
N.º de páginas: 350
Editora: Intrínseca

15 comentários:

Ana Paula Barreto disse...

Realmente não me interessei pela série, talvez pela temática, mas principalmente por este lado mais adolescente. Acho que por já ter passado bastante desta fase, não tenho muita paciência.
Mas parece um livro bem escrito e envolvente. Conheço algumas pessoas que leram e gostaram muito. Então, acho que é mais questão de gosto mesmo.
bjs
GFC: Ana Paula Barreto

Thaynara ribeiro disse...

Conhecia a série, mas também não tinha me animado com a leitura!
Gostei muito da resenha e agora me animei pra ler os livros!!!!

cath´s m. disse...

"Sempre li comentários positivos sobre a série Os Legados de Lórien, porém, por algum motivo desconhecido estava com um pé atrás para iniciar a leitura da saga."
Eu sinto exatamente isso, também não achei o filme uau.
Mas espero ainda lê-lo, já que a maioria dos leitores gostaram.

Aione Simões disse...

Oi Alê!
Acho que criatividade é ponto chave ultimamente, com tantos livros aparentando mais do mesmo, não é?
É bom ver que a narrativa e a construção da história como um todo contribuem, apesar do quatro não ser o personagem mais legal do mundo hehe.
Ainda assim, não tenha tanta vontade de ler, inclusive não vi o filme também.
Beijão!

Manuela Cerqueira disse...

Estou super curiosa para ler os livros do " Os Legados de Lórien". Assim como você vi primeiro o filme. mas eu só soube depois que ele se originava de um livro
.
E desde então estou super curiosa para ler os livros restantes..

GFC: Manuela Cerqueira

✿Nessa✿ disse...

Oie!
Adorei a resenha. Tenho curiosidade em ler este livro. Ainda não assisti ao filme.
Gostei do seu blog.

Beijionhos*
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

Rossana Batista disse...

Gosto de ler livros do tipo ficção científica, e me interessei em ler o livro.
Espero me envolver igual a você.

GFC: Rossana Batista

Roberta Moraes disse...

'Eu sou o número quatro' não é um livro que eu pretenda ler agora.
Gosto muito desse mundo onde as pessoas tem poderes e tudo mais.
Quem sabe leio em outro momento.

GFC: Roberta Moraes

Nardonio disse...

Desde o lançamento do primeiro livro dessa série, fiquei com vontade de ler, pois sou fã do gênero. E não assisti o filme também, porquê estou preferindo ler pra depois ver as adaptações. Em relação aos adolescentes, compartilho essa sua afirmativa. Rsrsrs Pelo menos ele vai amadurecendo no decorrer da narrativa.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

Gabriela disse...

Eu li o livro, vi o filme e pra ser sincera gostei muito dos dois.
Algumas pessoas que não leram o livro dizem que é muito parecido com SmallVille, sinceramente não tem nada a ver.
Estou ansiosa pelo segundo assim como você, espero que a história não decepcione.

Introducing you a book disse...

Oi Ale!
Olha, tenho que admitir que a sinopse tbm não me chamou mto a atenção, justamente por me parecer 'mais do mesmo' como tu falaste, por isso não procurei ler o livro ou ver o filme! Mas a resenha despertou minha curiosidade, quem sabe leia o livro, mas antes vou ver o filme pra sentir 'qual é que é' hehehehe!
Bjos
Débora

Naty disse...

Eu já li o livro. Ele tem sim um enredo criativo, mas por algum motivo não consegui gostar da escrita do autor. Não criei empatia por nenhum personagem, para você ter uma ideia meu personagem preferido foi o cachorro rsrs

Isabelle disse...

Ótima resenha! Tenho vontade de ler o livro.

Seu blog é muito bom, parabéns! Seguindo!

Beijos

http://www.verbosdiversos.com/

Gladys Sena disse...

Nossa, nem todos os adolescentes são irritantes, tadinhos, rsrs. Pelo menos houve um amadurecimento do personagem já no primeiro livro.

Não acompanho essa série. Nem assisti ao filme.

Vamos ver o que rola nos próximos volumes, :)

GFC: Gladys.

Clara Beatriz disse...

Espero que ele amadureça, personagens assim me tiram a paciência.
Ainda não li a serie e também não sei se lerei, o livro não me chama muito a atenção. Pretendo só ver ao filme.

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger