sábado, 22 de setembro de 2018

OS SETE: Além da Contracapa

Hoje é o dia!! Sete anos de Além da Contracapa! Vem com a gente descobrir “os sete” desses anos de blog. 

SÉTIMA RESENHA

Princesa de Rua” é um livro pouco conhecido, que teve início no blog da escritora Fernanda Mello. Crônicas poéticas que explodem sentimento de um jeito que faz pensar que foram escritas para você. 








SÉTIMA COLUNA 

A quarta edição da coluna “Quem vem para o jantar?” trouxe para um encontro literário os convidados Agatha Christie, Raphael Draccon e Jane Austen






SÉTIMA PARCERIA 

A sétima editora a confiar no Além da Contracapa foi a Companhia das Letras, que na época englobava os selos Seguinte e Parela, além do principal Companhia das Letras.







SÉTIMO VÍDEO 

A TAG “Isso ou Aquilo” foi nossa sétima aventura diante das câmeras, na qual respondemos 13 perguntas a respeito das nossas preferências em questões como ficção ou não ficção, e-book ou livro físico, livraria física ou online. 

SÉTIMA PROMOÇÃO

Em comemoração em primeiro ano do blog, fizemos uma gincana durante todo o mês de setembro. Toda sexta-feira uma prova ia ao ar dando novas oportunidades de pontos aos participantes. Os prêmios eram 6 livros para 3 vencedores. 



SÉTIMA PROMOÇÃO COM EDITORA PARCEIRA 

Dias de Chuva e Tempestade” foi o sétimo livro que sorteamos com uma editora parceira, a Arqueiro. Um drama familiar a respeito de um crime ocorrido há 23 anos. 







SÉTIMA PROMOÇÃO EM CONJUNTO 

A convite do grupo Companhia das Letras para divulgar Bloodlines, spin off de Academia de Vampiros, e na carona do aniversário da autora Richelle Mead, sorteamos um exemplar do primeiro livro “Laços de Sangue” junto com os blogs Amigo do Livro e Endless Poem.








Promoção de Aniversário


Aniversário tem que ter presente e nos 7 anos do Além da Contracapa eles vão todos para os nossos leitores. Então, com o apoio dos nossos blogs amigos e editoras parceiras, vamos sortear muitos livros para vocês. Vem comemorar com a gente essa data tão especial!


Regras Gerais:

A promoção terá início no dia 22 de setembro e término no dia 22 de outubro.

Para participar, basta preencher os formulários abaixo, usando sua conta do Facebook ou seu e-mail, e ter um endereço de entrega no Brasil.

A promoção é dividida em duas partes: "Em parceria com blogs" e "Em parceria com editoras". Não deixe de conferir as regras específicas para cada promoção.


A mesma pessoa poderá ser vencedora de mais de um sorteio. Basta seguir as regras e ter sorte.


O resultado será divulgado no blog e nas redes sociais até três dias após o encerramento da promoção, sendo que o sorteado será contatado por e-mail, tendo o prazo de 48 horas para fornecer seus dados e o blog se responsabiliza por confirmar o recebimento das informações. 



A Equipe do Além da Contracapa se reserva ao direito de dirimir questões não previstas neste regulamento.


EM PARCERIA COM BLOGS

Regras específicas:


Todas as entradas são opcionais.

Os livros sorteados são:
Além da Contracapa: Justiça Ancilar
Alegria de viver e amar o que é bom: Proibido - Tabitha Suzuma 
Canto Cultzíneo: A Outra Vida - Suzanne Winnacker
Caverna Literária: Uma Canção para Jack - Celia Bryce
Conjunto da Obra: O Colecionador de Memórias - Cecilia Ahern
Livro Lab: Ferinos: O Encantador de Corvos - Jacob Grey
Meu Epílogo: Homens, Mulheres e Filhos - Chad Kultgen
Minha Vida Literária: Querido Mundo - Bana Alabed
My Dear Library: Dias de Despedida - Jeff Zentner
Prefácio: Vale-presente Saraiva no valor de 30 reais
Queria Estar Lendo: e-book Estrelas Perdidas - Bianca da Silva e e-book Rubi de Sangue - Denise Flaibam
Revelando Sentimentos: Eu, inabalável
Roendo Livros: Tudo Junto e Misturado - Ann Brashares
She is a Bookaholic: O Morcego - Jo Nesbo

primeiro sorteado poderá escolher 6 prêmios entre as 15 opções, o segundo sorteado poderá escolher 5 prêmios entre as 9 opções restantes, e o terceiro sorteado ficará com os 4 prêmios restantes. 

O prazo para envio dos prêmios é de 40 dias úteis. 



a Rafflecopter giveaway

EM PARCERIA COM EDITORAS


Regras específicas:

É obrigatório curtir a página do blog Além da Contracapa no Facebook.

As demais entradas são opcionais

Para a entrada "Tweet about the Giveaway" ser válida, é obrigatório seguir o blog no twitter. 


Os livros sorteados são:
Calamidade
O Colecionador
Para todos os garotos que já amei
Nix
Eleanor Oliphant Está Muito Bem
Menina boa, menina má

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

OS SETE: Stephen King

Que setembro é o mês de aniversário do Além da Contracapa vocês já sabem. E quem acompanha o blog há mais tempo sabe também que isso significa um mês de posts especiais. Por isso, esse ano decidimos celebrar os nossos sete anos fazendo uma série de posts brincando com o número sete. No primeiro deles, homenageamos um dos nossos autores preferidos, que também faz aniversário nesse mês: Stephen King completa 71 anos hoje!

7º livro

O sétimo livro escrito por King foi "Cujo", uma história em que o bizarro  invade o cotidiano. Um dócil cachorro é mordido por morcegos contaminados e desenvolve raiva. A partir disso, ataques horríveis começam a acontecer em uma cidade pequena. Mas o pior de todos é o que aguarda uma mãe e seu filho, presos em um carro cercado pelo assustador Cujo.





7ª coletânea

A sétima coletânea publicada pelo autor foi Tudo é Eventual, que traz catorze contos de suspense e terror. Um dos contos mais conhecidos é "1408", no qual um escritor se hospeda em um quarto de hotel que é supostamente assombrado. O conto foi adaptado para o cinema, estrelando John Cusack.







7º livro de Bachman


"Os Justiceiros" foi o sétimo livro publicado sob o pseudônimo de Richard Bachman, que foi lançado ao mesmo tempo que "Desespero". Os livros são considerados gêmeos ou romances espelhos, por se passarem em universos paralelos, contando com os mesmos personagens. As capas dos livros inclusive formam uma imagem única.





7º livro adaptado

O sétimo livro adaptado para o cinema foi "A Hora do Lobisomem", no qual uma pequena cidade é aterrorizada pelos ataques de uma fera sanguinária em toda lua cheia. A adaptação, Bala de Prata, foi lançada em 1985 e roteirizada pelo próprio King.







7º livro de parceria

O sétimo livro escrito por King que recebemos da parceria com o Grupo Companhia das Letras foi "'Salem", onde conhecemos o escritor Ben Mears, que retorna para cidade de Jerusalem’s Lot para enfrentar os medos do passado. Mas a cidade se encontra sob um clima de tensão crescente desde a morte de uma criança e o desaparecimento de alguns habitantes.





7º livro com mais de 700 páginas

"Lobos de Calla", o quinto volume da série A Torre Negra, foi o sétimo livro com mais de 700 páginas publicado por King. A saga, composta por sete livros, conta a estória de Roland, o último pistoleiro vivo, em busca da Torre Negra.







7º prêmio

King recebeu o prêmio especial do British Fantasy Awards por sua contribuição excepcional para o gênero (outstanding contribution to the genre). A premiação, concedida no ano de 1981, considerou o conjunto da obra do autor, e não uma obra específica.








E se você quer saber mais sobre o autor, não deixe de conferir o documentário "Stephen King: Shining in the dark", que traduzimos em parceria com o site Stephen King Brasil.


quinta-feira, 20 de setembro de 2018

PROMOÇÃO: Stephen King


Setembro não é apenas o mês de aniversário do Além da Contracapa, mas também de um dos nossos autores preferidos: o Mestre Stephen King. O autor completa 71 anos no dia 21 de setembro e para comemorar essa data, nada melhor do que uma promoção: em parceria com o Grupo Companhia das Letras vamos sortear os livros "Outsider", "A Incendiária" e "Belas Adormecidas" para um sortudo. 

Regulamento:

A promoção terá início no dia 20 de setembro e término no dia 20 de outubro.

Para participar, basta preencher o formulário abaixo, usando sua conta do Facebook ou seu e-mail. É obrigatório curtir a página do blog no Facebook e ter um endereço de entrega no Brasil.

As demais entradas são opcionais

Para a entrada "Tweet about the Giveaway" ser válida, é obrigatório seguir o blog no twitter. 

O resultado será divulgado no blog e nas redes sociais até três dias após o encerramento da promoção, sendo que o sorteado será contatado por e-mail, tendo o prazo de 48 horas para fornecer seus dados e o blog se responsabiliza por confirmar o recebimento das informações. 

Decorrido o prazo sem manifestação do vencedor, novo sorteio será realizado.

O vencedor ganhará um exemplar dos livros "Outsider", "A Incendiária" e "Belas Adormecidas". 

Os livros serão enviados pela editora.  

A Equipe do Além da Contracapa se reserva ao direito de dirimir questões não previstas neste regulamento.

a Rafflecopter giveaway

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

RESENHA: Calamidade

Calamidade Brandon Sanderson
Na minha opinião, a trilogia Executores é uma das melhores séries de fantasia da atualidade e eu estava com expectativa em alta para conferir Calamidade, o último livro da saga. E o mais impressionante de tudo é que Brandon Sanderson não apenas atingiu minhas expectativas, mas conseguiu superá-las

ATENÇÃOa sinopse (parágrafo abaixo) CONTÉM SPOILERS do livro anterior. O restante da resenha é spoiler free. 

Os Executores estão sem recursos, sem aliados e sendo perseguidos por um Alto Épico. Mas David acredita que descobriu como impedir que os Épicos sejam corrompidos por seus poderes. E para testar a teoria, eles vão para Ildithia, uma cidade de sal, com um plano ousado e com potencial de sobra para dar errado. 

Já mencionei diversas vezes como acho a série Executores original, criativa e genial. Mas dessa vez, Sanderson me surpreendeu ainda mais do que eu esperava, pois é impossível não ficar impressionado com a inteligência do autor, que pensou em absolutamente todos os aspectos desse universo. É incrível ver como o autor consegue explorar todo o potencial do universo que criou, fornecendo as respostas que o leitor esperava. 

A evolução do protagonista é palpável ao longo da saga. No início vemos um David mais irresponsável e consumido por vingança, mas desta vez vemos ele está agindo de forma mais racional e “pé-no-chão”. Suas responsabilidades entre os Executores também aumentam, fazendo com que ele assuma um papel de destaque no grupo. 

“Era um sentimento comum; tentar explicar Épicos com ciência era enlouquecedor, no melhor dos casos. Quando os Estados Unidos aprovaram o Ato de Capitulação, que declarou os Épicos isentos do sistema jurídico, um senador explicou que não deveríamos esperar que leis humanas fossem capazes de subjugá-los quando eles não obedeciam nem mesmo as leis da física.
Mas, tolo ou não, eu ainda queria entender. Eu precisava que fizesse sentido.”
(SANDERSON, 2018, p. 59)

Como esperado, Calamidade é o tipo de livro que te faz emergir completamente na estória e que você simplesmente não sente as páginas virarem. Além do ritmo intenso, o livro conta com altas doses de ação e adrenalina, fazendo com que o leitor fique sem fôlego do início ao fim. Nem é preciso dizer que o desfecho é uma verdadeira montanha russa de emoções, que me deixou com o coração na boca. 

Inicialmente, eu imaginava que a série Executores se enquadraria apenas no gênero da fantasia. Porém, em Calamidade vemos que o autor flertou com elementos da ficção-científica e acertou em cheio, criando uma mistura exótica e deliciosa. Outro aspecto que merece destaque é o domínio de Sanderson sobre a estória, pois vemos como elementos do primeiro e segundo livros são relevantes para a conclusão da saga. 

A meu ver, Sanderson é um dos poucos autores que tem a habilidade necessária para escrever uma série. É incrível ver como cada livro da saga tem estória própria, mas também faz parte de algo maior. Enquanto isso, a maioria das séries que vejo por aí contam com estórias ralas, desnecessariamente estendidas, e que só foram escritas em mais de um volume por fins comerciais. 

Calamidade fechou uma série incrível com a chave de ouro e que colocou definitivamente Brandon Sanderson entre os meus autores favoritos. Uma obra com um universo riquíssimo e bem elaborado, e que ainda conta com personagens construídos com esmero, uma trama impecável e uma estória eletrizante. Sem a menor sombra de dúvidas, Executores foi a melhor série de fantasia que li nos últimos anos. 

Título: Calamidade
Autor: Brandon Sanderson
N.º de páginas: 381
Editora: Aleph
Exemplar cedido pela editora

Comprar: Amazon
Gostou da resenha? Então compre o livro pelo link acima. Assim você ajuda o Além da Contracapa com uma pequena comissão.

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

RESENHA: Outsider

Stephen King / Outsider
A beleza das histórias de Stephen King é que não há regras. Tudo pode acontecer. Em “Outsider”, realmente acontece.

Na pequena cidade de Flint City, o corpo de um menino de onze anos é encontrado em uma cena de crime perturbadora. Perturbador também é quando Terry Maitland, um homem respeitado na comunidade, é reconhecido por diversas testemunhas e seu DNA comprova que ele é o autor do crime. Só que Terry tem um álibi sólido que o coloca a quilômetros de distância e planta dúvidas na mente dos envolvidos na investigação, em especial do detetive Ralph Anderson. Como poderia um homem estar em dois lugares ao mesmo tempo?

Quando se trata de Stephen King, é fácil saber que uma história pode enveredar para qualquer lado. No caso de “Outsider” isso significa que pode se tratar tanto de um criminoso extremamente inteligente, quanto de uma resposta sobrenatural. Ambas as possibilidades são intrigantes e o autor segura esse mistério por boa parte da narrativa (uma pena que uma citação do Publishers Weekly na orelha do livro entregue qual o caminho que a trama segue).

Não sou fã de histórias sobrenaturais, mas gosto da maneira como King trata o tema, sempre como se o sobrenatural fosse parte natural da trama, de forma que nem questionamos se aquilo é realista ou não, fantástico ou não. Mas em “Outsider” os próprios personagens duvidam do que está acontecendo. Eles mesmos escutam uns dos outros: “Eu sei que é difícil de engolir, mas vem comigo” e essa acaba sendo a mensagem que o autor deixa nas entrelinhas para o leitor, ao alertá-lo para o quanto o que está acontecendo é fantasioso. “Ok, King. Eu vou com você”, foi a minha reação. “Mas me convença de que isso faz sentido e que não é uma solução preguiçosa.”

Sim, a trama começa como uma investigação policial e acaba virando uma caçada a um ser sobrenatural e eu não vejo nisso um problema. Mas me incomodou um pouco que o autor não guarde muitas surpresas. Na metade do livro já entendemos o que está acontecendo. Dali para a frente é só esperar o desenrolar dos acontecimentos. É ruim? Não. Mas achei um desenvolvimento cômodo para um autor capaz de tanto mais. É como se King estivesse apenas brincando de escrever um livro.

“Ela tentaria convencê-las mesmo assim. Uma pessoa fazia o que podia, fosse ajeitar lápides ou tentar convencer homens e mulheres do século XXI de que havia monstros no mundo e que a grande vantagem deles era a indisposição das pessoas racionais para acreditar.” (KING, 2018, p. 334)

Talvez, a verdadeira história que King queria contar com “Outsider” estivesse relacionada não aos acontecimentos em si, mas na consequência deles. No que o medo e a incompreensão nos fazem sentir. No fato de que não compreender uma coisa não faz com que ela não seja real e que, às vezes, é importante aceitar como possível o que parece totalmente improvável. Destaque para a família Peterson e para a mudança de mentalidade do detetive Ralph que se obriga a aceitar que existem coisas que estão além da lógica. Nisso King acerta, fazendo o que sabe fazer de melhor: trabalhando a humanidade de seus personagens.

Outsider” tem uma breve relação com a trilogia “Mr Mercedes” e traz de volta a personagem Holly Gibney. Para aqueles que não leram a trilogia, isso não é impedimento, já que a personagem é suficientemente contextualizada neste livro. Eu mesma li apenas os dois primeiros livros da trilogia e, embora a participação de Holly tenha mais a ver com os acontecimentos do terceiro livro, não senti dificuldade nenhuma.

Mesmo não sendo uma das tramas melhor desenvolvidas do autor, daquelas que ele torce o pano até tirar a última gota de água, “Outsider” é um Stephen King. O que significa que é um livro envolvente e que você facilmente lerá 100 páginas seguidas sem nem notar.

Título: Outsider
Autor: Stephen King
N° de páginas: 528
Editora: Suma
Exemplar cedido pela editora

Compre: Amazon
Gostou da resenha? Então compre o livro pelos links acima. Assim você ajuda o Além da Contracapa com uma pequena comissão.

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

RESENHA: Lobos de Calla

Lobos de Calla A Torre Negra
Confesso que achei a leitura de Mago e Vidro, o quarto livro da série A Torre Negra, um pouco cansativo e por isso mesmo não estava com muita expectativa para ler Lobos de Calla. Mas, para minha surpresa, este acabou se tornando um dos meus livros preferidos da saga. 

A cidade de Calla é atacada por cavaleiros mascarados uma vez a cada geração. Eles sequestram metade das crianças e as devolvem semanas depois, com sequelas físicas e psicológicas. Calla está prestes a ser atacada novamente quando os pistoleiros chegam na cidade e sua ajuda é solicitada pelos moradores. Como se não bastasse, os pistoleiros também precisam proteger um amigo na Nova York de 1977.

Lobos de Calla foi o livro que me fez perceber que apesar da premissa da série ser a busca pela Torre Negra, a jornada de Roland e do ka-tet é o verdadeiro cerne da saga. É incrível ver a evolução e o amadurecimento de todos os personagens, bem como o desenvolvimento de seus relacionamentos. Apesar dos protagonistas não se aproximarem muito da Torre no sentido físico, mais uma vez o livro fornece diversas respostas sobre ela. 

Antes de começar a leitura da saga, fiquei sabendo que era importante ler ‘Salem antes do quinto livro, embora não soubesse exatamente o porquê. Assim, li o referido livro sempre me perguntando como ele se conectaria com a série A Torre Negra e acabei suspeitando que um personagem, que tem um final aberto, poderia reaparecer. Dito e feito, foi exatamente isso que aconteceu. 

Este personagem acabou roubando a cena e sendo um dos fatores que mais motivou minha leitura, pois estava muito curioso para descobrir o que havia acontecido com ele depois dos eventos narrados em ‘Salem e como ele foi parar no Mundo Médio. Sinceramente, fiquei impressionado (mais uma vez) com a genialidade de King, que cruzou a vida desses personagens com tamanha naturalidade e maestria. 

“— Ninguém nunca vive feliz para sempre, mas deixamos as crianças aprenderem isso por conta própria, não é?” (KING, 2007, p. 58) 

Creio que a leitura de ‘Salem não seja absolutamente necessária para quem deseja ler A Torre Negra, porém, o livro fornece um importante background do personagem e enriquece ainda mais a experiência de leitura de Lobos de Calla.

A trama de Lobos de Calla é muito bem desenvolvida e amarrada, contando com diversos núcleos e arcos narrativos. King tem paciência para ir costurando os inúmeros fios da trama e mesmo sendo um livro longo, a leitura não se torna cansativa em nenhum momento. O desfecho é a especialidade de King, do tipo que faz o leitor prender a respiração e ficar com o coração na mão. Já o final deixa um cliffhanger e tanto para a continuação da saga. 

A meu ver, Lobos de Calla é o turning point da série. Fica evidente que a saga ganha um novo fôlego e agora já conseguimos vislumbrar a Torre se aproximando. De minha parte, tudo o que digo é expectativa em alta para o sexto e penúltimo livro da série. 

Título: Lobos de Calla - A Torre Negra vol. V
Autor: Stephen King
N.º de páginas: 741
Editora: Suma

Compre: Amazon
Gostou da resenha? Então compre o livro pelos links acima. Assim você ajuda o Além da Contracapa com uma pequena comissão.

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger