quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

RESENHA: Brilhantes

“— Você não pode deter o futuro. Tudo que pode fazer é escolher um lado.” (SAKEY, 2015, p. 21).

***

Com uma estória promissora, Brilhantes logo chamou minha atenção quando o vi entre os mais vendidos da Amazon americana. E quando descobri que Gillian Flynn e Michael Connelly tinham dado seu aval à obra de Marcus Sakey, o livro logo se tornou uma das minhas maiores expectativas literárias para 2016. 

A partir de 1980, uma parcela da população começa a nascer com sinais de inteligência avançada e por isso são chamados de brilhantes. Anos depois, eles começam a mudar o mundo, criando tecnologias inovadoras e solucionando problemas intrincados, mas alguns deles passam a utilizar seus dons em benefício próprio e se tornam excelentes criminosos. É assim que surge uma forte tensão, entre seres humanos “normais” e os “anormais”. Nick Cooper, um agente brilhante, trabalha para os Serviços Equitativos, seção do governo destinada a neutralizar outros brilhantes que se tornaram uma ameaça para o país. E o maior alvo deles atende pelo nome de John Smith, um terrorista inescrupuloso, que não se importa em colocar a vida de civis em risco para defender sua causa. 

A narrativa de Sakey é ágil e dinâmica, mesmo nos capítulos iniciais, quando a apresentação dos personagens e do cenário é o foco do livro. Passado este momento, quando a ação realmente começa, é impossível interromper a leitura. Para se ter uma ideia, li as últimas cento e vinte páginas de madrugada, após uma noite mal dormida e um longo dia de mudança. E o mais impressionante disso tudo é que sequer vi as páginas passarem. 

Nick Cooper é um protagonista fantástico. Ser um brilhante que trabalha para o governo é visto com maus olhos tanto por seus pares, quanto pelos seres humanos normais. Mas Cooper entende que a única forma de criar um país onde normais e anormais possam conviver pacificamente é interromper a atividade terrorista. Afinal, a violência apenas dá margem para medidas ainda mais agressivas contra os brilhantes. Mesmo vivendo uma situação complexa e repleta de dilemas, o leitor entende desde o início suas atitudes e motivos, 

Apesar de ser um livro de ficção científica, é interessante ver como Brilhantes traz discussões atuais e relevantes para a sociedade. É impossível ler e não constatar o paralelo entre os Serviços Equitativos e a NSA, órgãos que deteriam amplos poderes de investigação, que não se importarim em violar direitos fundamentais, e que fariam isso tudo sem supervisão. A questão que surge é: até que ponto é lícito ao governo violar direitos garantidos pela constituição em nome da segurança e do bem comum?

O desfecho — apesar de não ser surpreendente — é o ápice do livro, contando com muita ação e adrenalina, além de deixar ganchos promissores para a sequência da série. Aliás, devo registrar que fazia tempo que o primeiro livro de uma saga não me empolgava tanto para continuar a leitura dos demais. 

Creio que minha única crítica se limite ao fato de que, em determinados momentos, Brilhantes se tornou previsível e contou com alguns clichês. Porém, quando um autor tem uma boa estória para contar e sabe o que está fazendo, tais detalhes em nada desmerecem a obra. 

Ao eleger Brilhantes como uma das maiores expectativas para o ano, esperava encontrar uma mistura de thriller e ficção científica com terrorismo, política e conspiração, e foi exatamente isso que encontrei. 

Título: Brilhantes (exemplar cedido pela editora)
Autor: Markus Sakey
N.º de páginas: 474
Editora: Galera Record

29 comentários:

Alice Lima disse...

Que bacana Alê, não tinha lido nada a respeito deste livro ainda!
Não leio muita ficção científica, mas a premissa me chamou bastante a atenção!
Bela resenha.
Beijinhos,
Alice
www.wonderbooksdaalice.com

Larissa Santos disse...

Já tinha visto a capa desse livro na página da editora, mas não procurei nada sobre o enredo. Não é o tipo de livro que costumo ler, mas gostei muito da sua resenha inclusive fiquei curiosa para saber mais. Espero ter a oportunidade de lê-lo.
Parabéns pela ótima resenha!


http://blogquerida.blogspot.com.br/

Tô pensando em Ler disse...

Eu já achava essa capa linda, agora com a resenha o livro entrou de vez nos meus desejados.
Eu não sabia que tinha alguma coisa de ficção científica, pensei que fosse somente mais uma distopia igual a tantas outras que tem por aí sem nada de novo... Me enganei, né... Que bom!!!

Adorei a resenha!

Bjkss

Lelê

Gabriela CZ disse...

Agora realmente fiquei curiosa por esse livro, Alê. Gosto de tramas assim, que tracem paralelos com a realidades. E ainda parece uma ótima ficção científica. Pretendo ler. Ótima resenha.

Abraços!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

Tony Lucas disse...

Oi, Alê! Tudo bem? Se eu já tinha ficado com uma certa vontade de ler o livro ao ver você falando sobre ele no vídeo do especial de fim de ano, agora com sua resenha eu me convenci de que preciso ler "Brilhantes" o mais rápido possível. Adorei a resenha! :)

Abraço

http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

Teca Machado disse...

Oi, Alê!

Uau! Que resenha apaixonada.
Já tinha visto alguns comentários aleatórios sobre Brilhantes, mas a sua foi a primeira resenha mesmo. Me fisgou!
Adoro livros que praticamente "grudam" na nossa mão e a gente só solta quando termina.
Sinto que vou gostar muito.
E não ligo muito para clichê. Dependendo da história eles encaixam perfeitamente. :)

Ah, e obrigada pelas dicas do King!
Sob a Redoma eu vi que é beeeem gigante, né? Hahaha. Vi uns pedaços da série.
Acho que vou começar pelo Joyland e pelo Quatro Estações.

Beijooos

www.casosacasoselivros.com

Desbravadores de Livros disse...

Olá, Alê.
Apesar de ser previsível em alguns momentos e contar com clichês (algo que me desagrada), acredito que brilhantes será uma leitura proveitosa para mim. O primeiro motivo é por se tratar de ficção científica, o que adoro. Em segundo, por trazer críticas sociais, o que acho essencial numa literatura de qualidade.
Dessa forma, darei uma chance para a obra.

Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores!

Caverna Literária disse...

Brilhantes parece ser mais uma distopia onde há a divisão entre os normais e os potencialmente inteligentes, mas creio que a história vá além disso. Adorei a resenha, só a capa que podiam ter desenvolvido um pouco melhor

xx Carol
http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
Tem resenha nova no blog de "A 5ª Onda", vem conferir!

Daniele Costa disse...

Oii Alê, tudo bom?
Já passei diversas vezes por esse livro e ainda não tinha conseguido me interessasr pela história, mas posso dizer que sua resenha me deixou bem animada para começar a leitura desse livro :D
http://estantedeumafangirl.blogspot.com.br/

Luci Hora disse...

Apesar de não gostar desse tipo de livro, sua resenha é maravilhosa!!! Você descreve com tantos detalhes que deixa qualquer um empolgado.
Ponto de exclamação

Palavra Sem Par disse...

BRILHANTES deve ser BRILHANTE mesmo hahaha, sério com toda essa empolgação é impossivel não o inclui-lo em minha lista, adorei essa adrenalina e até mesmo a questão que você abordou até que ponto o governo pode ir para garantir algo? é algo a se pensar e repensar... Enfim adorei adorei e adorei quero que tenha continuação quero ler a continuação esse e os que vierem kkk
Meu blog palavra sem par

monique larentis disse...

Estou louca para ler, parece ser muito muito bom. Vi a primeira vez a história na turnê :D

www.vivendosentimentos.com.br

Estilo Gisele disse...

Achei bem interessante, não conhecia.
Beijos
www.estilogisele.com.br

Vanessa Vieira disse...

Gostei da resenha Alê. Não sou lá muito fã de distopias, mas confesso que a premissa da trama é bem interessante. Fico feliz que o livro tenha suprido todas as suas expectativas. Abraço!

www.newsnessa.com

RUDYNALVA disse...

Alê!
Bom saber que temos um livro de ficção que envolve outros assuntos que bem poderiam fazer parte da nossa realidade.
Humanos com poderes não é tão inédito, entretanto, um enredo onde há quem vá em busca dos que tem poderes e usam de forma ilícita, é uma boa trama.
Gostaria de ler.
“Se não queres que ninguém saiba, não o faças.” (Provérbio Chinês)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

Luiza Helena Vieira disse...

Oi, Alê!
Acho que a sua resenha foi a única totalmente positiva que li sobre esse livro.
Eu sempre fui bem interessada nesse livro porque amo ficção científica e geralmente livros nesse estilo são bem ligados na atualidade.
Parabéns pela resenha! Como sempre, muito boa.
Beijos
Balaio de Babados

Sil disse...

Olá, Alê.
Eu já queria ler esse livro antes, agora com sua resenha quero ler ainda mais. O que tinha me chamado a atenção nele foi a capa linda, nem tinha reparado nas recomendações dos outros autores hehe. Que bom que alcançou as suas expectativas. Vou ler mas como é série vou esperar lançar os outros.

Blog Prefácio

Erica Ferro disse...

Oi, Alê! Tudo bem?
Caramba, que resenha instigante! Gosto muito de livros com essa pegada policial, repleto de ação e adrenalina.
A sua resenha foi tão positiva e empolgada, que despertou a minha vontade de acompanhar essa série, mesmo que eu não goste muito de séries.
Com certeza, vou adicionar esse livros aos que preciso ler em 2016.
Beijo!

Blog || Fan Page

Diane disse...

Oie...
Quase comprei esse livro na livraria esses dias !
A sua resenha me animou bastante a ler e agora estou aqui arrependida de não ter comprado rsrs...
Beijos

coisasdediane.blogspot.com.br

Minhas Impressões disse...

Oi Alê.
Sua resenha foi determinante para eu anotar o nome do livro para procurar por ele depois. A premissa me interessou muito. Estou querendo dar mais atenção a ficção científica esse ano e esse livro tem uma história que ainda é inédita para mim.

Abraços.

Minhas Impressões

Carolina Garcia disse...

Oi, Alê!

Adorei sua resenha e já estou louca para pegar esse livro para ler! Hahahaha
Já o tinha achado interessante durante os vídeos de fim de ano de vocês, mas agora tenho certeza que quero ler sim! Hahaha

Uma pena que só posso comprar novos livros a partir de março/abril. Mas com certeza esse será uma das primeiras novas aquisições de 2016! :)

Bjs

livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

Jessica Lisboa disse...

Não conhecia esse livro até o momento, pela capa jurava que era uma distopia. Mas vi que é completamente o oposto do que imaginava, já gostei. Espero ter a oportunidade de ler em breve essa historia.

Amanda Ferreira disse...

Adorei a premissa do livro, e adorei também saber que ele é ágil e dinâmico. Gostei bastante do mundo cheio de pessoas super inteligentes, acredito que durante a leitura o autor também vá explorar as consequências de uma sociedade possuir tantas pessoas brilhantes. Enfim, adorei a resenha e a dica de leitura!

Matheus Braga disse...

Hey, Alê, tudo bem?

Adorei esse livro, mas confesso que em alguns momento eu fiquei meio perdido de tanta informação nova que o autor introduz. Como você mesmo disse, já nos primeiros capítulos ele é bem dinâmico, então não teve aquele momento mais lento para nos adaptarmos ao mundo que é bem comum em livros que trabalham ideias originais como a de Brilhantes. Também não curti muito alguns clichês, mas hoje é difícil achar um livro que não o tenha. Os efeitos na capa do livro são lindos.

Abraços,
Matheus Braga
Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

Rafaela. disse...

Oi, Alê!

É ótimo quando nossas expectativas são atingidas. Também estou curiosa para ler "Brilhantes" - especialmente depois da sua resenha -, achei a proposta bem diferente e pude perceber que o autor a desenvolveu com maestria. Parece ser uma leitura excelente, mesmo com algumas previsibilidades e clichês.
Quero para ontem!

Beijocas.
http://artesaliteraria.blogspot.com.br

Kayna Barra disse...

Amei sua resenha e preciso ler um livro assim e esse livro ja adicionei na minha lista e sua resenha me deixou muito curiosa sobre o livro.
Bjs

Dan Igor disse...

Muito interessante esse mix que o livro apresenta, a premissa é fascinante e, em conjunto com sua resenha, me cativou bastante. Ansioso para ler, todo o mundo fala bem. Abraços

suzana cariri disse...

Oi!
Faz um tempo que estou querendo ler essa historia e gostei muito da resenha o livro parece ser bem envolvente e com uma ótima trama achei que esse mundo que o Marcus Sakey criou parece fascinante e Brilhantes já está na minha lista de leitura !!

Ana I. J. Mercury disse...

Eu li umas resenhas bem negativas sobre esse livro, eu amei a capa e a premissa, mas depois dessas resenhas, perdi a vontade.
Porém, agora a sua só me deixou empolgada!!! Fiquei muito curiosa,principalmente porque não to acostumada com esse gÊnero.
Assim que der, lerei sim!!
bjãooo

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger