terça-feira, 9 de agosto de 2016

RESENHA: Emma

“A vaidade trabalhando em uma mente fraca produz muitos tipos de danos.” (AUSTEN, 2015, p. 346).

***

Emma é uma jovem rica de vinte e dois anos que, após o casamento da irmã, passou a governar a casa onde mora com seu pai. Apesar de não ter interesses amorosos, tampouco a intenção de se casar, ela se diverte tentando arrumar um bom partido para Harriet, sua nova protegida, ignorando as objeções de seu cunhado, sr. Knightley. Quando seus planos tomam rumos inesperados, Emma percebe os problemas que suas intromissões causaram na vida dos envolvidos. 

Confesso que demorei a me envolver com a estória e o motivo principal foi a protagonista. Emma me pareceu uma jovem superficial, fútil e que tinha um conceito muito elevado de si mesma. Acima de tudo, Emma é egocêntrica, pois não apenas espera que a vida da cidade de Higbury gire ao seu redor, mas também acha que suas opiniões e seus juízos sempre estão corretos, desdenhando das posições contrárias as suas. Mas a característica que mais me incomodou foi o preconceito latente e o sentimento de superioridade em relação aos outros. 

Uma das ocupações de Emma era fazer as vezes de cupido, entretanto, a personagem tinha pouca aptidão para discernir os verdadeiros sentimentos alheios, o que a levava a dar péssimos conselhos e a criar situações embaraçosas. Felizmente, ela aprende com os erros e aos poucos começa a amadurecer, deixando transparecer seu lado mais humano e sensível. É essa mistura de bondade e esnobismo que faz de Emma uma personagem memorável, que consegue ser, ao mesmo tempo, heroína e vilã. 

A narrativa é em terceira pessoa, entretanto, trata-se de um texto que vem permeado pelas impressões e emoções de Emma. Assim, um dos grandes baratos do livro é tentar desvendar o que realmente está acontecendo, pois a imaginação fértil somada aos preconceitos de Emma sempre a levavam a enxergar coisas que não estavam lá ou a ignorar as que estavam, de forma que o leitor não pode se fiar em suas interpretações dos fatos.

Emma é, sem sombra de dúvidas, o cerne da obra, e não por menos seu nome dá título ao livro. O que vemos é sua jornada de crescimento e amadurecimento, sendo os demais acontecimentos simples panos de fundo para o desenvolvimento da protagonista. Em virtude disso, o livro conta com um ritmo mais vagaroso e com poucas reviravoltas. 

Outro fator que chama atenção é que Emma é uma protagonista completamente diferente das demais heroínas de Jane Austen. Creio que a intenção da autora foi mostrar o ponto de vista de alguém que estivesse no centro de uma família abastada, revelando a cultura que pregava a superioridade de uma classe social em relação às outras. Emma é a personificação desse mundo de aparências e vaidades, que valoriza mais o sangue e o dinheiro do que outras qualidades. E por isso mesmo, eu diria que esta é a crítica social mais clara e contundente de Austen, pois expõe uma forma de pensar mesquinha e obtusa. 

Emma foi o último dos seis romances de Jane Austen que li e fico feliz que tenha sido assim. Isso por que o livro, apesar de não ter uma trama tão complexa, certamente apresenta uma personagem que não é fácil de ser compreendida em virtude de sua ambiguidade e que demora a despertar a empatia do leitor. Se este tivesse sido meu primeiro contato com a autora, tenho dúvidas se teria apreciado a genialidade na construção da personagem, bem como as críticas sociais. 

Esta edição digna de colecionador também conta com os livros “Mansfield Park” e “A Abadia Northanger”.


 
Título: Emma (exemplar cedido pela editora)
Autora: Jane Austen
N.º de páginas: 767
Editora: Martin Claret

21 comentários:

Naiara Fidelis Da Silva disse...

Esta edição é incrível, é uma das mais bonitas que já vi dos livros desta autora.

Adriana Holanda Tavares disse...

Adorei ler a resenha!! Tenho Orgulho e Preconceito aqui em casa, portanto, esse vai ser o primeiro livro da Jane que irei ler. Inclusive já folheei um pouquinho e gostei bastante do que li. Sobre a Emma, ainda não tenho esse, mas como sei que a escrita dela é mesmo diferente nesse lerei com mais calam. A edição é sem dúvidas perfeita!

Josiane disse...

Nossa que livro lindo. A capa, as letras, tudo na diagramação chama muita atenção! A trama também parece ser muito boa, como sempre, Jane Austen é uma escritora fantástica, só tem um defeito: ás vezes ela enrola muito. mas da pra relevar

Desbravador de Mundos disse...

Olá, Alê.
Pelo visto, o grande atrativo da obra é o desenvolvimento da protagonista e a crítica à uma representante legítima de uma sociedade onde a classe é de grande importância. Apesar de ser a trama mais linear da autora, ainda me parece uma obra interessante.
Vou querer conferir.

Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

Janiele Silva disse...

Oieee, sou louca pra ler esse livro, já li vários da autora mas até agora ainda não tive a oportunidade de conhecer a Emma, até já vi algumas adaptações do livro e morro de vontade de ler!!!

Bjs

www.leituraentreamigas.com.br

Gabriela CZ disse...

Você concluiu a jornada com Jane Austen e eu nem comecei ainda, Alê. Mas desse ano não passa, começarei por Lady Susan que é o que tenho. Bom, nunca tinha visto comentários sobre Emma e pelo visto é diferente mesmo. Acho que vou seguir seu exemplo e deixá-lo mais pra frente. E essa edição está incrível! Ótima resenha.

Beijos!

Bárbara Ximenes disse...

Ótima resenha, me deixou curiosa para conhecer este livro.
Nunca tinha visto nenhuma resenha ou comentário sobre ele.

www.donadegato.com
Beijos!

Cristiane Dornelas disse...

Ela é a mais mimada que a autora fez. Ao menos pra mim. Que protagonista! Amava e odiava algumas atitudes dela, essas coisas de superioridade irritavam, mas é interessante ver o crescimento da garota conforme a história avança. Vale muito a pena. E que edição linda essa! Sou doida pra ter em mãos.

Márcia Saltão disse...

Olá!
Ainda não tive o prazer de ler nada da autora, mas tenho muita vontade! Sempre leio comentários maravilhosos sobre suas obras e como é um gênero que gosto bastante, com certeza irei ler. Linda capa. Gostei muito da sua resenha, bem explicada e motivadora. Adicionado a minha lista. Beijos.

Ariane Reis. disse...

Oie Ale =)

Acho que já comentei com você, que infelizmente não me dou bem com a escrita da Jane Austen. Eu até que tentei dar uma nova chance para autora, mas alguns autores não são para a gente mesmo.

Ótima resenha!

Beijos;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary

Michele Lima disse...

Oi Alê!!

Não li Emma, mas realmente não parece ser uma personagem carismática, bom saber que é melhor não indicar pra quem está começando a ler Jane Austen, melhor não assustar né? rsrsrsrs De qualquer forma, quero ler e conferir

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Alê! Estou ansiosa para ler Emma e espero não me decepcionar. Abraço!

www.newsnessa.com

Thay Freitas disse...

Oi, flor!!
Não lembro se já vi esse livro da Jane!!
Mas eu tô louquinha pra conhecer as histórias dela, tenho Orgulho e Preconceito, mas ainda não li :/

Beijinhos :*
Sankas Books

Andrea Barbosa disse...

Oi tudo bem..
Ainda nao li nenhuma obra de Jane Austen,so assisti o filme Orgulho e Preconceito,mas tenho muita vontade de ler as obras dela,essa por exemplo a sipnose e otima e sua resenha tambem e a capa e muito bonita,e adoro livro com muitas paginas..
Um abrtaço e muito sucesso :)

Alana Gabriela disse...

Helloo, Alê! Tudo numa nice?!
Eu nunca li nada da Jane e acho que não pretendo por um bom tempo. Eu só vi aos filmes e gostei mais o que foi retratado sobre a vida dela. Esse eu já entortaria o olho por ser muito grosso. A preguicite aguda falaria mais alto. Mas a capa é bonita e encantadora. Não fiquei muito animada por saber que não tem tantas reviravoltas assim e ainda assim é longo. Quem sabe mais para frente?!
Beijin...
Pieces of Alana Gabriela

Sil disse...

Olá, Alê.
Eu achei essa edição mais do perfeita e quero ela na minha estante. Quanto a história eu não sei se quero ler. Já li dois livros da autora e confesso que não gostei muito da escrita dela. E esse acho que ia achar mais dificuldades ainda na leitura.

Blog Prefácio

Carolina Garcia disse...

Oi, Alê!!!

Tive as mesmas questões que você ao ler Emma. A personagem me incomodou profundamente e não aproveitei o romance de Jane como outros que já li da autora.

Com certeza há uma melhora, mas metade do livro é muito cansativa. Infelizmente.

Confesso que meu favorito da autora continua sendo Orgulho e Preconceito.

Bjs!!

http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

Maria Fernanda Pinheiro disse...

Essa edição está maravilhosa, ainda não li nada da Jane, e não sei por onde começar. Não gostei da personalidade de Emma e tenho certeza que isso também ira me incomodar durante a leitura. Achei bem diferente o fato de termos que desconfiar da narrativa da própria protagonista, percebo que a autora insere criticas sociais na maioria de suas obras, algo importante, quero ler

Edmere Cintra disse...

Oi :)
Emma é o único livro da Jane Austen que não tenho vontade de lê-lo pois a estória desse livro não me agradou muito. Acho que vai ser difícil eu gostar da personagem Emma e quando não gosto dos personagens acabo não gostando muito do livro também. Enfim, essa edição de colecionador é maravilhosa e quero muito ter ela.
Beijos.

Ingrid Moitinho disse...

Gostei da resenha, essa edição é muito linda.
Infelizmente nunca li nenhum livro da Jane Austen, por falta de oportunidade mesmo, porque interesse eu tenho muito. rs espero poder ler algum em breve.

Ana I. J. Mercury disse...

Que resenha linda, me deixou louca de vontade de ler!!
Amo os livros da Jane, apesar de que Emma e Mansfield Park já comecei a ler várias vezes e sempre paro kkkk
tenho que ler ainda este ano!
Faço questão de concluir as leituras de Austen, apesar de que com quatro livros lidos Orgulho e preconceito ainda é meu favorito!
Bjss

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger