sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Conversa de Contracapa # 31

Conversa de Contracapa é coluna off topic do blog Além da Contracapa. Sem limitação temática, iremos explorar todo e qualquer assunto relacionado ao mundo da literatura. 

Em novembro, a Editora Intrínseca lançou Unidos Somos Um, último livro da série Os Legados de Lorien. E para comemorar a conclusão da saga, fomos convidados a participar da Semana Especial de posts relacionados ao universo da série. Como li o primeiro livro no início de 2013, ou seja, há quase quatro anos, achei que seria interessante fazer um balanço geral da série. Para quem ainda não leu algum livro, fique tranquilo: o post é livre de spoilers. 

O primeiro fator que destaco é a narrativa de Pittacus Lore, que consegue fazer o leitor mergulhar completamente na obra e se desligar do mundo ao seu redor. Para se ter uma ideia de quão envolvente o texto de Lore é, dos sete livros que compõe a saga li três deles em menos de vinte e quatro horas. 

Além da narrativa, é preciso elogiar a originalidade do autor. Já falei em várias resenhas como é surpreendente a mistura de gêneros que vemos em Os Legados de Lorien. Mesmo sendo, predominantemente, uma série de ficção científica, também há elementos de young adult, aventura, drama e suspense. Apesar da combinação parecer um pouco excêntrica, o resultado é fantástico.

Apesar da originalidade, é preciso mencionar que a saga também tem seus clichês, especialmente nos dois primeiros livros. Entretanto, creio que a partir do terceiro livro a estória se torna mais robusta — pois o enfoque é no conflito como um todo e não em tramas individuais —, se tornando menos dependente de artifícios daquele tipo.

Um dos pontos que me incomodou bastante no início da leitura da série foi a personalidade imatura de John. O protagonista aparentava ter uma incapacidade crônica de entender o que estava em jogo, bem como de prever as consequências que suas ações impensadas poderiam provocar. Felizmente, seu amadurecimento ao longo da série é palpável. Aliás, a evolução dos personagens é surpreendente, sendo impossível não reparar como esta jornada os afetou profundamente, tornando-os pessoas diferentes daquelas que conhecemos nos primeiros livros.

Quem olha para a série e acha que os sete livros podem ser desnecessários para o desenvolvimento da estória, garanto que este não é o caso. Cada livro tem seu propósito, não estando ali apenas para enrolar o leitor. E mais: a trama é perfeitamente concatenada, mostrando que o autor sabia desde o início que estória tinha para contar e qual rumo iria seguir.

Apesar de ser uma escolha difícil, creio que O Destino da Número Dez seja o livro da série que mais gosto. Essa escolha se deve não apenas ao enfoque na minha personagem preferida, Ella, mas também pela quantidade de respostas que o autor fornece. Foi apenas neste livro que me dei conta de como o universo da série é riquíssimo, e não por menos haverá um spin-off: Lorien Legacies Reborn. 

Quando encerrei a leitura do último livro, percebi que Os Legados de Lorien não se trata apenas de uma série de entretenimento. Temas como amizade, amor, sacrifício, lealdade, identidade, perda, e tantos outros são abordados de forma sútil e reflexiva. Ou seja, mais do que acompanhar as aventuras de adolescentes com superpoderes, a saga conta com uma mensagem profunda por trás de toda ação.

Encerro esse balanço reconhecendo que não tinha grandes expectativas quando dei início a leitura da saga, imaginando que seria uma leitura leve, despretensiosa e divertida. No fim das contas, a saga Os Legados de Lorien superou minhas expectativas e se mostrou uma das melhores séries que acompanhei nestes últimos anos.


17 comentários:

Tony Lucas disse...

Oi, Alê! Tudo bem? Eu assisti o filme que foi baseado no primeiro livro desta série e confesso que gostei muito do que vi. A premissa é muito original e diferente de tudo que já vi. Seus ccomentários só mostram que devo ler os livros o quanto antes. Adorei o post! :)

Abraço

http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

RUDYNALVA disse...

Alê!
Livros de ficção e que trazem personagens com poderes me agradam bastante.
Não li nenhum livro ainda da série, pois como já falei várias vezes, agora só leio séries se tiver todos os livros e como só tenho um, ainda vai demorar um pouco, mas já assisti um filme e adorei.
Bom saber que em cada livro tem um pedaço do enredo que remete a um todo e que não há enrolação na escrita.
Muito boa a série.
“Desejo a você e a sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!”
(Priscilla Rodighiero)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

Loysla Lara disse...

Olá, Alê!
Eu que já vinha querendo ler os livros, agora quero bem mais.
Beijos,
teattimee.blogspot.com.br

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Alê, tudo bem?

Eu não acompanho a série, mas que bacana saber que o autor é original e que existe uma evolução de personagens! Fiquei com vontade de conferir!

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Alessandra Salvia disse...

Oi Alê,
Eu vi o filme e gostei, porém não tive a oportunidade de ler.
Acho que valeria a pena dedicar meu tempo a essa série. Agora que está finalizada e sei que você gostou bastante.
Beijos
http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

Day Morais instagram: lendo1bomlivro disse...

Que legal que superou suas expectativas!! Fiquei super curiosa... Adorei seu post!! =**

www.lendo1bomlivro.com.br
@lendo1bomlivro

Gabriela CZ disse...

Acho muito legal quando as editoras promovem essas ações a respeito de uma obra ou autor, Alê. E acho maravilhosa a forma empolgada como você escreve sobre Os Legados de Lorien, me deixando cada vez mais instigada. Ótimo post.

Beijos!
Portal Andar de Cima

Luiza disse...

Eu preciso dos outros livros, li o volume 1 e 2. Adorei! E depois que via os outros sendo lançados ficava e ainda fico querendo ter na estante.
Bjs
https://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

Sil disse...

Olá, Alê.
Nossa você tirou as palavras dos meus pensamentos hehe. Estou lendo o ultimo livro agora. E estava pensando exatamente isso sobre o John, como ele amadureceu ao longo da série. Não posso dizer ainda qual foi meu favorito porque ainda não terminei o último, mas o sexto foi muito bom mesmo. Essa é uma das melhores séries que li com certeza.

Blog Prefácio

Carolina Garcia disse...

Olá, Alê!!!
Tudo bem?

Muitos anos atrás (nem lembro exatamente quando), minha irmã foi fazer um intercâmbio e me perguntou o que eu queria de presente. A resposta foi óbvia: me traz um livro!

Aí ela me presentou com I'm Number Four. Não fazia ideia na época o que era o livro, mas achei legal a sinopse. Ainda mais porque em breve sairia um filme sobre a história.

Mas, depois de terminar a leitura, nem me preocupei em continuar a série. Achei John muito estúpido e imaturo (como você mesmo disse) e não me interessei em continuar.

É engraçado ver esse post seu porque minha amiga Teca é completamente apaixonada pela saga também.
Mas não tinha muita coragem de voltar a pegar esses livros - até porque achei que teria outras histórias mais interessantes na frente.

De qualquer forma, gostei de saber que há um amadurecimento e que os outros livros da série melhoram. Ainda não estou 100% convencida a voltar a pegar essa história novamente, mas com certeza vou abrir o coração para Lorien.

Bjs!!!

http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

Micaela Gomes disse...

Olá!
tenho certa vontade em ler essa série e o jeito como falou dela m deixa ainda mais aflita para ler.
abraço!
Squad Of Readers

Ariane Reis. disse...

Oie Alê =)

Tenho amigos que são super fãs dessa série, mas confesso que ela nunca chamou muito a minha atenção. Um pouco é por causa da quantidade de livros, mas a premissa em si nunca me deixou assim super curiosa, sabe?

Mas fico feliz em saber que a série foi evoluindo a cada livro e que terminou de forma satisfatória. Como fã é isso que sempre buscamos não é?

Beijos e uma ótima semana para você;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary


Naiara Fidelis Da Silva disse...

Faz bastante tempo que tenho interesse em ler esta série, e agora com o lançamento do último livro fiquei com mais vontade ainda.

Eduarda Rozemberg disse...

Como assim leu três livros em menos de 24 horas?? Ensina o seu segredo porque em 24 horas se eu fizer maratona só consigo um livro e olhe lá. To muito impressionada. E só por isso já sei que o livro é sensacional e mais do que original.O filme não deve fazer jus.
Um abraço!

http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/
Participe dos SORTEIOS de Natal que estão rolando lá no blog!

Desbravador de Mundos disse...

Olá, Alê.
Já li o primeiro livro da série e parei por ali. Confesso que não fiquei muito impressionado. Talvez deva persistir um pouco mais.
O que me anima a dar uma nova chance é o lado de ir além do entretenimento, abordando outros temas. Confesso que no primeiro livro não percebi isso tão profundamente, mas talvez encontre nos demais.
Pensarei se vale uma nova chance.

Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

Luciana Campos disse...

Oi, Alê!
Tenho uma amiga que é louca por essa série e vive me empurrando os livros pra ler, mas não sei bem o porquê, não consigo ter empatia com eles... Adoro ficção científica, e com esses outros elementos parece ser mesmo uma obra bem rica como um todo. Acho que meu maior receio é a quantidade de livros, mas vou tentar me aventurar no filme, e se gostar da história partir pros livros.

Ana I. J. Mercury disse...

Alê, eu amei o primeiro livro!
Mas logo após lê-lo, acabei descobrindo aquele spoiler sobre a Sarah, daí perdi toda a minha vontade de continuar a ler kkkk
Porém, com o lançamento de Unidos somos um,li tantas resenhas legais, tantos posts bacanas sobre a série que estou pensando seriamente a voltar a ler, e... haja coração!!
bjs

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger