domingo, 15 de janeiro de 2017

RESENHA: A Escolha dos Três

“Se pensou em abrir mão de suas emoções para só se concentrar na Torre, Roland, você já perdeu. Uma criatura sem coração é uma criatura sem amor e uma criatura sem amor é um animal. Ser animal é talvez suportável, embora o homem que se tornou um certamente acabe, no final, pagando o preço do próprio inferno, mas e daí se você alcançar seu objetivo?” (KING, 2007, p. 235)

***

Após o promissor início da série A Torre Negra com O Pistoleiro e sendo esta saga minha maior expectativa literária para 2017, o ano só poderia ter começado com a leitura do segundo livro: A Escolha dos Três

ATENÇÃO: a sinopse (parágrafo abaixo) CONTÉM SPOILERS de O Pistoleiro, primeiro volume da série A Torre NegraO restante da resenha é SPOILER FREE.

O Homem de Preto leu nas cartas do tarô que a jornada de Roland não seria solitária, pois contaria com a ajuda de três pessoas representadas por três cartas: o Prisioneiro, a Dama das Sombras e a Morte. Assim, Roland descobre três portas ao longo do mar ocidental que o levam para Nova York de diferentes épocas, sendo que a cada viagem encontra um novo companheiro com o qual seu destino se mescla. 

A Escolha dos Três é um livro que causa um certo estranhamento por dar a impressão de ser um novo começo e não uma continuação. Apesar de se fundar basicamente na profecia do Homem de Preto, o segundo livro da série tem exatamente as mesmas características do primeiro: apresentação e desenvolvimento dos personagens. A diferença é que no primeiro livro o contexto era a busca de Roland pelo Homem de Preto, agora o contexto é a busca por aqueles que se tornarão seus companheiros em sua grande jornada. 

King mergulha fundo não apenas no desenvolvimento dos personagens, mas também na criação de relações inusitadas que surgem entre pessoas que são tão diferentes, mas cujos destinos estão entrelaçados. E apesar do autor dominar a arte da criação de personagens como poucos, a minha sensação durante boa parte da leitura era de que nada estava acontecendo, o que tornou a leitura cansativa e até mesmo monótona em alguns momentos.

Foram apenas nas últimas cem páginas do livro que realmente vi o King que tanto admiro em ação, começando a amarrar as pontas das tramas de forma surpreendente e empolgante. Entretanto, o autor ainda mantém distância de explicações mais complexas sobre o universo da saga, dando apenas respostas fragmentárias. 

Fica claro que a intenção do autor era limitar o enfoque do livro a apresentação dos novos companheiros de Roland e mostrar o choque de dois mundos, mas estaria mentindo se não reconhecesse que esperava mais. Ainda assim, creio que A Escolha dos Três seja um livro necessário a longo prazo, pois um aprofundamento tão grande nos companheiros de Roland aponta para o fato de que eles serão de extrema importância para o desenvolver da saga. 

Creio que o motivo pelo qual este livro não foi desastroso se atém ao talento de King, que é um dos poucos autores que consegue prender a atenção do leitor e mantê-lo entretido mesmo quando não há muita coisa acontecendo. 

Ainda assim, encerrei a leitura com o sentimento de que o livro poderia ter sido mais sucinto, não se atendo a tantas minúcias, e contar com mais ação. Entretanto, King mais uma vez nos fornece lampejos promissores do universo de A Torre Negra e o segundo livro certamente continua sendo uma grande promessa. Resta-me torcer para que a partir do terceiro volume as promessas comecem a ser cumpridas. 

Título: A Escolha dos Três - A Torre Negra, livro 2
Autor: Stephen King
N.º de páginas: 413
Editora: Suma de Letras

17 comentários:

Diego França disse...

Oi, Alê!
Eu adoro o King e depois que li um livro dele fiquei fã dessa escrita que como você disse consegue prender o leitor mesmo quando não há nada de tão excepcional acontecendo. Acho que ele sabe bem escolher a palavra certa para a hora certa e adquirir o efeito que gostaria.
NUnca li essa série dele, mas confesso que é uma série que até agora não me despertou atração.

Boas leituras.
Abraço.
Diego, Blog Vida & Letras
www.blogvidaeletras.blogspot.com

Luiza Helena Vieira disse...

Oi, Alê!
Eu li o primeiro livro muitos anos atrás. Eu vou ter de reler pra continuar a série. Pena que esse livro enrola um pouco, já que tinha tudo pra não cair na maldição do segundo livro.
Beijos
Balaio de Babados

Gabriela CZ disse...

Devo dizer que quando se trata de King, mesmo que você não tenha curtido tanto seus comentários sempre me deixam curiosa para conferir, Alê. Talvez pelo fato de que apesar menos instigante pode se mostrar necessário mais a frente. E porque quero muito ler A Torre Negra. Enfim, ótima resenha.

Beijos!
Portal Andar de Cima

Thaynara ribeiro disse...

Lendo a resenha achei o livro bem parado. Nunca li nada do autor, mas um que tenho curiosidade é a trilogia do Sr. Mercedes. Essa série não me atraiu não

RUDYNALVA disse...

Alê!
Já li alguns comentários em outros blogs, de outras pessoas que chegaram a ler a série toda, que nessa série, King chegou a se perder em alguns exemplares, como se tivesse protelando e não trazendo nada de novo em alguns livros.
Fato é que a série é grande e deve-se ter muita paciência e atenção ao lê-la.
Desejo uma semana de realizações e muito amor!
“Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância.” (Sócrates)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

Teca Machado disse...

Oi, Alê!
Dá uma preguicinha quando você lê, lê, lê e nada parece acontecer, né?
Mas eu nunca desisto (e pelo jeito você também não) e a gente pode se surpreender mais para a frente, que foi o seu caso.
Com King é meio difícil errar, então que bom que de certo modo você gostou da leitura.
Essa saga vai virar série de TV, não é? Ou estou doida?

Beijooos

www.casosacasoselivros.com
www.livrosdateca.com

Marta Izabel disse...

Oi, Alê!!
Comecei a ler os livros de Stephen King no final do ano passado no momento só li um livro dele e gostei muito!! Mas acho que não estou preparada para enfrentar essa série agora!!
Beijoss

Nessa disse...

Oi Ale
Estou com alguns livros do autor pra ler, nunca li nada dele e sou curiosa. Espero gostar.

Beijinhos
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Alê!

Eu ainda não li nada da série A Torre Negra, mas a cada resenha minha curiosidade aumenta! É bom saber que mesmo quando a trama é mais parada, King consegue amarrar tudo depois! É bom pra gente já saber o que esperar da leitura!

Adorei a resenha!

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Rena Késsia disse...

Oii!
Ainda não li nada deste autor, acredita? Não sei se faz muito o meu tipo de leitura! Todos falam muito bem dos livros do King, mas infelizmente eu não tenho tanto interesse nas obras dele. Ainda mais quando não tem muita coisa acontecendo no livro, eu perco a vontade de ler, sabe?

Beijos!

Adriana Holanda Tavares disse...

Oi lindeza! Eu moooorro de medo de Stephen King. Tenho pânico de filmes/livros de terror mesmo, mas assisto/leio sempre que posso. Coisa masoquista né?!rs...

Já li mt sobre essa série, mas ainda não li nenhum livro. Tá na lista já!

Resenha como sempre mt bem escrita!

Rossana Batista disse...

Poxa, é tão chato quando a gente pega uma leitura um tanto monótona pra ler. Eu mesma se não estava esperando por isso perco o animo pra ler. Mas que bom que o autor soube prender o leitor do começo ao fim mesmo sendo meio parado. Parece um bom livro!

Roberta Moraes disse...

Eu imagino o quanto deve ter sido estranho mesmo. Quando você se acostuma com as características do autor você sempre está ali esperando ela. Não bateu aquela vontade de ler porque prefiro livros que tenham mais ação do começo ao fim.

Carolina Garcia disse...

Oi, Alê!!
Tudo bem?

Essa série é uma que está na minha lista de "quero ler pelo menos uma vez na vida", mas ainda não tenho nenhum dos livros e também não estou podendo adquirir nada novo.
Assim, acredito que vai demorar um tempo até eu começar de fato com esses livros.

Uma pena que o segundo volume não foi tudo o que esperava. Mas espero que a ação tenha um desenvolvimento melhor a partir do terceiro livro.

Bjs!!

http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

Gêmea Má disse...

Oi!!

Eu ainda não tive coragem de enfrentar essa série, então eu ainda não li, mesmo gostando muito de King.
Eu sempre ouço as pessoas falarem muito isso que vc disse a respeito de alguns dos livros: poderia ter sido mais sucinto. Acho q até pode ser explicado no fim, mas me dá uma preguiça ENORME de ler hahahaha

bjbj

Ana I. J. Mercury disse...

Tenho muita vontade de ler essa série, ainda mais que tem um amigo meu que leu e amou, só que pelo jeito é beeeem monótono cheio de explicações, aiiii tenho preguiça de ler livros assim kkkk mas acho que vou tentar kkkk pelo menos o primeiro.
bjss

Bruna Bento disse...

nossa, to mto doida pra ler A Torre Negra, ainda mais agora q fiquei sabendo da adaptacao! pena q é mais uma serie de mil livros :(
li essa resenha com um olho aberto e outro fechado com medo de ficar sabendo mto da historia haha

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger