domingo, 24 de dezembro de 2017

RESENHA: Ultra Carnem

Ultra Carnem Cesar Bravo
De alguns anos para cá tenho buscado ler mais livros de terror e um dos nomes mais reconhecidos no cenário nacional é Cesar Bravo. Assim, não podia deixar de conferir seu livro de estreia na editora mais caveirosa do Brasil. 

Em uma noite chuvosa, um menino cigano é deixado em um orfanato católico. Mas Lester é um prodígio, apresentando uma aptidão espantosa para a pintura. Mas, de onde virá tanto talento? E por que sua tribo preferiu abandoná-lo? Anos depois, as obras de Lester continuarão encantando e seduzindo pessoas, que estarão dispostas a tudo para mudar de vida. 

Ultra Carnem é uma coletânea de quatro estórias. Digo estórias — e não contos — por que elas não são independentes, embora também não sejam a continuação direta uma da outra. A verdade é que as estórias dividem um mesmo fio condutor e acabam formando uma colcha de retalhos. 

Como esperado, as estórias contam com elementos sobrenaturais, além de muito suspense e terror. Entretanto, confesso que esperava encontrar um terror que me deixasse com mais medo, a ponto de não ter coragem de ler o livro depois do pôr do sol. Ainda assim, algumas cenas são bastante tensas e causam aquele frio na espinha. 

“— E a senhora nunca pediu nada?
— Se eu pedisse, teria recebido. Só que o preço seria caro demais. Tudo que vem de baixo puxa a gente pra baixo depois de um tempo. É como um pântano.” (BRAVO, 2016, p. 263)

O livro dialoga abertamente com a religião e com a relação do homem com Deus e o diabo, mostrando os mais diversos interesses que motivam a aproximação com um ou com outro. A fé, no sentindo de acreditar em alguma coisa, também ganha espaço na discussão. 

Outro aspecto interessante é que Bravo não se limitou a mostrar o inferno como retratado na Bíblia ou até mesmo na mitologia. Pelo contrário, o autor criou outras camadas e até mesmo uma hierarquia, mostrando como os “negócios” são conduzidos na Terra. Porém, registro que foi um pouco difícil aceitar que seres tão poderosos quanto demônios fossem tão limitados, chegando ao ponto de depender de humanos para a concretização de seus planos. 

A narrativa é dinâmica, embora em alguns momentos tenha me deixado a impressão de que o autor se esforçou demais em descrever os cenários e outros aspectos de pouca relevância para o desenvolvimento da obra, o que acabou por diminuir o ritmo da estória

Os personagens são interessantes e bem desenvolvidos, porém, por ser uma coletânea de estórias, não há alguém que possa ser chamado de protagonista. Assim, senti falta de um personagem com quem pudesse estabelecer uma conexão maior. 

Para quem gosta de estórias sobrenaturais, que flertam com a discussão sobre o bem e o mal, tenho certeza que Ultra Carnem irá agradar em cheio. 

Título: Ultra Carnem
Autor: Cesar Bravo
Nº de páginas: 376
Editora: DarkSide Books
Exemplar cedido pela editora

Compre: Amazon
Gostou da resenha? Então compre o livro pelo link acima. Assim você ajuda o Além da Contracapa com uma pequena comissão.

14 comentários:

Ludyanne Carvalho disse...

Uaaaaaau, que capa... Fantástica? Sombria? A Darkside arrasa nas edições.
Bom, eu não leio terror nem se me pagassem. Eu tenho muito medo!
Gostei da resenha, muito bem escrita e me mostrou uma leitura que não devo fazer. Haha...
Mas pra quem gosta, é uma boa indicação.

Beijos

Sora Seishin disse...

Oi Alexandre!
Eu adoro livros de terror, mas infelizmente esse não me chamou muito a atenção...

Feliz natal! :)
Beijos,
Sora | Meu Jardim de Livros

Gabriela Soares disse...

Eu não sou a maior fã de contos justamente por isso, por não ter um protagonista, daí quando eu tô começando a me apegar, a história acaba, sabe? hahaha. Mas, de fato, o livro parece bem interessante!
Um beijão,
Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Alexandre! Eu entendo a falta de protagonismo, a gente sente falta mesmo e acho que é uma boa pedida para quem curte um bom sobrenatural, sem contar a edição da Darkside!

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

RUDYNALVA disse...

Alê!
Já deu para notar que é um livro de terror um tanto diferenciado e talvez por isso, atraia ainda mais minha atenção.
O fato do autor ter criado uma nova 'hierarquia' para o inferno que conhecemos de forma convencional, já me ganhou e ver que são 'histórias' que de certa forma se interligam, costuram uma colcha de retalhos macabros, ainda melhor.
Uma semaninha abençoada na paz do Senhor e FELIZ NATAL!
“Celebrar o Natal é crer na força do amor, é isto que transforma o homem e o mundo. Feliz Natal!” (Desconhecido)
cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

Monyque Evelyn disse...

Gostei da sua resenha, ainda não li esse livro

http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

Thuanne Souza disse...

Gosto de contos, mas acho que não leria este livro, esse tema não me agrada não..

Eliza Alvernaz disse...

Sabe que eu tenho um problema seríssimo com filmes de terror, passo MUITO LONGE deles porque realmente não os aguento. Tenho medo real oficial kkkkk
Mas eu AMO livros de terror/horror/suspense/mistério... Vai entender, né!?
Não sei explicar mesmo o porquê disso. Qual a diferença entre um e outro. Mas é verdade. hahaha
Não conhecia esse livro mas o tema me apeteceu muito! Já quero muito ler, de verdade!!!

Beijooos

http://www.aquelaepifania.com.br/

Marta Izabel disse...

Oi, Alê!
Adoro contos de terror e esse livro sem dúvida estar recheado deles!! Goste bastante da indicação e espero adquirir esse livro maravilhoso!!
Bjoss

Carolina Santos disse...

Ainda não li esse livro da Darkside mas não fiquei muito interessado em ver esse livro não porque ele seja chato mas não consegui me interessar na premissa do livro

Naiara Fidelis Da Silva disse...

Eu já tinha visto o livro, porém não sabia sobre o que se tratava, parecia que tinha tudo para ser ótimo, porém preciso ler para tirar minhas próprias conclusões.

Lana Silva disse...

Por não gostar muito dos livros desta editora pelo fato de muitos dos livros abordarem um gênero que não me desperta interesse e a principio achei que este livro seria um desses. Mas ao me deparar com sua resenha percebi que se trata de algo sobrenatural e que ainda fala sobre o bem e o mal, Deus e inferno, fugindo dos clichês ouvidos pelas pessoas.

Ana I. J. Mercury disse...

Não gosto muito de terror e também não conhecia esse livro, mas gostei muito da sua resenha.
Principalmente por ter uma criança como protagonista, o que eu gosto muito e também por ter todo esse contexto bíblico inserido.
Gostei, anotado aqui!
bjsss

Gabriela CZ disse...

Estava mesmo querendo saber mais sobre esse livro, Alê. Parece que apesar de pequenos pontos negativos é uma leitura muito instigante. Quero ler. Ótima resenha.

Beijos!

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger