sexta-feira, 20 de julho de 2012

RESENHA: A Sombra da Lua

“Esse era o problema de uma cidade pequena como Bluestem: as paredes tinham olhos e ouvidos. Não era possível passar despercebido. E o pior: se soubessem quem você era, pensariam logo no que você estava fazendo ali. Bastava andar pelas ruas e ver as cortinas se mexendo, os olhares vigiando por trás das portas, os cachorros latindo além das cercas, testemunhando sua intromissão.” (SANDFORD, 2012, p. 82)

***

Quem acompanha o blog sabe que o gênero policial é um dos mais apreciados por este que vos fala. Infelizmente, somente havia lido três livros policiais esse ano, motivo pelo qual aguardava as férias de julho para compensar essa falha, começando por A Sombra da Lua, de John Sandford.

Em uma pacata cidade no interior dos Estados Unidos — local em que não houve a ocorrência de sequer um crime por vinte anos — uma série de assassinatos começa a assustar a população. Virgil Flowers, investigador do Departamento de Detenção Criminal, é enviado a Bluestem para investigar o homicídio de um casal, mas quando outras mortes começam a ocorrer, o detetive acredita que elas estejam interligadas.

Particularmente, o que mais gosto de livros policiais é poder “fazer parte” da investigação, conjecturando quem são os suspeitos e quais são os motivos do crime. Se você também é um desses leitores, lhe garanto que A Sombra da Lua é um prato cheio.

John Sandford conseguiu criar uma estória verossímil, um protagonista cativante e com pesonalidade, somada a uma trama bem concatenada. A narrativa é boa e flui com naturalidade, porém, os diálogos deixaram a desejar em alguns momentos, visto que não havia a marcação de qual personagem falava o quê.

Os melhores momentos do livro foram aqueles em o autor conseguiu mostrar sua habilidade nas cenas de ação, fazendo com que o leitor ficasse sem fôlego com tanta adrenalina.

Igualmente merece destaque o cenário utilizado pelo autor, a cidade interiorana de Bluestem, a qual se tornou tão vívida quanto qualquer um dos demais personagens.

O final do livro é bom, embora não tenha surpreendido tanto quanto poderia. Além disso, algumas perguntas importantes ficaram sem respostas. De qualquer forma, o livro é estável, sendo que a trama e as doses de ação compensam as demais falhas.

Título: A Sombra da Lua
Autor: John Sandford
N.º de páginas: 262
Editora: Arqueiro

7 comentários:

Gislaine Alves disse...

Ah, eu já sou diferente de você: não curto muito policial e suspense. Quando soube do lançamento deste livro não tive vontade de ler, e continuo na mesma; não a resenha, por melhor que seja que me faça muda r de ideia. Sei lá, não faz meu tipo, sabe?

Gislaine Alves,
jeito-inedito.blogspot.com

Elis Paulina disse...

Ás vezes em meios as aventuras e romances, gosto de ler um livro de suspense e policial. Um livro que tem uma capa muito atrativa, acho que compraria pela capa. Gostei da resenha e esse está na minha lista.


Elis Elger

Anônimo disse...

Olá!
O gênero policial nao faz muito o meu gênero...mas resolvi ler a resenha mesmo assim.
Pra quem gosta do gênero...parece ser um livro bem bom..como voce falou deve ser boa a sensação de " fazer parte da investigação ".
Abraços,
@deh_koenig
Débora Koenig

Eduarda Menezes disse...

Olá, Alexandre!
Também adoro tramas policiais, é um dos meus gêneros preferidos e quando ambientados em cidades interioranas geralmente são ainda melhores!
Adoro me sentir dentro da investigação, como você muito bem colocou, e já havia me interessado por esse livro antes, só é uma pena que ele tenha deixado algumas perguntas sem respostas, porém imagino que o livro agrade de modo geral!
Parabéns pela resenha!
Beijos!

Vanessa Marques disse...

Esse livro não me agradou muito, pois não gosto muito de temas policiais com suspense e etc...Mas pra quem gosta
temham uma boa leitura !!!!

seguidor : vanessa

Francielle Couto disse...

Alê, A Sombra da Lua me instigou desde o primeiro olhar. Também adoro essa temática, e ainda devo dizer é uma das minhas favoritas.
Sua resenha ficou muito boa. Além de bem sincera, você transpareceu as claras qual o embasamento do enredo, suas características e pontos altos... impossível não se interessar. Só uma coisa: sobre o desfecho ter deixado umas coisas em aberto... bem, dependo do que seja, eu acho uma jogada bacana. Faz o leitor matutar, pensar, criar teorias... e isso não tem preço!

Um abraço!
http://universoliterario.blogspot.com.br/

Kazake disse...

Eu gosto bastante do gênero policial, um dos meus prediletos, mas tem alguns que não adianta, tem uma leitura pesada e que parece que não passa da primeira página, sabes? Mas este parece ser bem legal.

Seguidora - Anne Gregory - Kazake

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger