sábado, 21 de dezembro de 2013

RESENHA: A Graça da Coisa

“Só nos tornamos adultos quando perdemos o medo de errar. Não somos apenas a soma das nossas escolhas, mas também das nossas renuncias. Crescer é tomar decisões e depois conviver em paz com a dúvida.” (MEDEIROS, pag. 26, 2013)

Mais uma deliciosa coletânea de crônicas de Martha Medeiros que traz todos os temas sobre os quais adoramos ver a autora discorrer, sempre com um olhar bem humorado e inteligente de quem conhece a arte de não se levar a sério demais e que busca maneiras de se tornar uma pessoa melhor e ser feliz.

“Transgredir é atraente. (...) De vez em quando, é bom surpreender e fazer o que ninguém espera, mas até para transgredir existe uma regra, que Cazuza resumiu em letra de música: ‘Eu não posso fazer mal nenhum, a não ser a mim mesmo’” (MEDEIROS, pag. 55, 2013)

“A Graça da Coisa” é um livro difícil de resistir a ler em único dia. Além do texto delicioso da autora e da gama de assuntos abordados que levam as mais diferentes reflexões, o formato de crônicas faz com que o leitor termine uma e queira mais, muito mais. Basta que ele bata o olho no título da crônica seguinte ou na primeira frase dela e já basta para que ele queira ler toda e, quando perceba, leu dez outras crônicas passado o momento em que estava prestes a fechar o livro.

Quando tenho em mãos uma destas coletâneas de Martha Medeiros - e com “A Graça da Coisa” não foi diferente – me controlo para ter pouco de cada vez para fazer com elas durem pelo maior tempo possível. Isso, claro, é bobagem, pois os textos da autora sempre podem ser relidos na certeza de que serão tão interessantes na segunda ou terceira leitura quanto foram na primeira, pois os temas abordados - relacionamentos, literatura, cinema, música, amor – são atemporais. Ainda assim continuo achando que o melhor mesmo é ler aos poucos, saboreando cada crônica e se permitindo o tempo para refletir sobre ela.

“Solitários somos todos, faz parte da nossa essência. Não é um defeito de fabricação ou prova de nossa inadequação ao mundo, ao contrário: muitas vezes, a solidão confirma nossa dignidade quando não se está a fim de negociar nossos desejos em troca de companhia temporária. E a propósito: quem disse que, sozinho, não se está igualmente comprometido?” (MEDEIROS, pag. 125, 2013)

Três ou quatro crônicas antes de dormir, uma crônica naqueles cinco minutos de intervalo, ou o livro inteiro de uma única vez. Você define a sua dose. Como eu sempre digo, quando se trata de Martha Medeiros tudo o que você precisa saber é se gosta do estilo da autora porque, gostando, todo e qualquer um de seus textos são ótimas pedidas.

“Ler é o diálogo silencioso com nossos fantasmas. A leitura subverte nossas certezas, redimensiona nossos dramas, nos emociona, faz rir, pensar, lembrar. Catarses intimidam a dor.” (MEDEIROS, pag. 187, 2013)

Título: A Graça da Coisa
Autora: Martha Medeiros
Nº de páginas: 215
Editora: L&PM

9 comentários:

Gabriela Cerutti Zimmermann disse...

Não conhecia esse livro. A capa já me chamou bastante atenção, e sua resenha me despertou bastante interesse e curiosidade. Adoro crônicas, então verei se consigo. :)

Abraço!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

MsBrown disse...

Ah, já vi esse livro e a verdade é que tenho vontade de ler qualquer livro da Martha Medeiros. Gostei da resenha, bem recomendada!

Elidiane Ferreira disse...

Oii!!
Sou super fã dos textos da Martha Medeiros, e esse livro ainda não conhecia!
Vou querer conferir!
Beijos

Elidiane
Leitura entre amigas

Luana Almeida disse...

Li Divã e Feliz por Nada da Martha Medeiros e amei os dois. Não tinha visto esse livro ainda. Estou querendo ele já!

Jéssica Soares disse...

Está aí um livro que eu preciso urgentemente na minha estante! A Martha Medeiros é incrível e, só com esses trechinhos de suas crônicas, eu já fiquei encantada. "A Graça da Coisa" me parece ser uma boa pedida, já está na minha lista de desejados e pretendo logo, logo comprar o meu exemplar! Adorei a resenha também, foi super gostosa de se ler! Bjs
Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

Rossana Batista disse...

Ainda não li nada da Martha :/
Mas eu simplesmente amo crônicas, justamente pelo fato de escolhermos o tantinho que vamos ler naquele momento. Espero poder ler este livro.

Roberta Moraes disse...

Não conhecia esse livro. Eu até curto crônicas mas nem leio muito, porém as que leio são muito boas.
Espero que esses contos me agradem tanto quanto a você :D

Adriana disse...

É tão bom quando gostamos de um livro e vamos lendo ele em todos os minutinhos que conseguimos de folga durante o dia né? É uma delicia quando um autor consegue nos prender dessa forma, gosto bastante de crônicas, e como já conheço a fama da Martha Medeiros, esse livro é um que com certeza eu vou gostar muito!
Adriana

Nardonio disse...

Ainda não tive oportunidade de ler nada da Marta Medeiros, mas tenho bastante vontade. Gosto de ler crônicas sobre qualquer assunto. Adorei esses quotes que você colocou na resenha, e acabei me pegando refletindo bastante. Isso mostra o poder que a autora tem.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger