terça-feira, 10 de dezembro de 2013

RESENHA: As Palavras

“Você de repente não estranha de ser você?” (LISPECTOR, pag. 21, 2013)

Clarice Lispector é uma das autoras cujas frases mais se fazem presentes quando o que se quer são citações interessantes, inteligentes e reflexivas. Não é por menos, já que Clarice era mestre na arte de construir filosofias inteiras com poucas linhas e manipulava as palavras como ninguém.

“As Palavras” exprime se não toda, grande parte da genialidade da autora – que não era pouca. O livro é composto por trechos de textos de Clarice, configurando-se um livro cuja história o leitor pode construir por conta própria, com a evocação de suas experiências e os sentimentos que cada frase - habilmente construída - de Clarice provoca.

“Escrevo com o corpo. E o que escrevo é uma névoa úmida.” (LISPECTOR, pag.69, 2013)

São quatorze textos, entre romances, contos, crônicas entre outros, dissecados para se tornarem frases soltas que fazem o leitor ler, refletir e extrair delas inúmeras possibilidades. Não temos os textos na íntegra, mas temos sua essência fragmentada.

Para aqueles que se interessam pela obra de Clarice Lispector, “As Palavras” é uma ótima introdução ao mundo da autora. Eu confesso ter lido até o momento apenas seu livro de crônicas – “A Descoberta do Mundo”, responsável pelo encerramento de “As Palavras” – e mesmo que ele tenha me atiçado a conhecer mais de sua obra e que na ocasião eu tenha destacado inúmeras frases que desde lá li e reli, eu nunca havia feito. “As Palavras” me permitiu ter um apanhado geral do que é Clarice Lispector e do fascínio que provoca em tantos leitores. Escolher alguns poucos quotes para essa resenha foi um grande desafio e tenho certeza que fazer isso em alguns meses implicaria em outras escolhas, pois as mesmas palavras provocariam novas sensações. Essa é, para mim, a grande riqueza da obra de Clarice Lispector.

“Viver tem dessas coisas: de vez em quando se fica a zero. E tudo isso é por enquanto. Enquanto se vive.” (LISPECTOR, pag. 195, 2013)

Recomendado tanto para aqueles que desejam um mergulho rápido antes de se entregar às águas profundas desta escritora, quanto para aqueles que já tiveram a oportunidade de ler esses textos na íntegra e que na certa reconhecerão estas frases e as absorverão com novos olhos igualmente admirados.

Eu, particularmente, manterei o livro na minha mesa de cabeceira e, de quando em quando, abrirei uma página aleatória na expectativa de ver o que Clarice me reserva, ciente da surpresa e do encanto que a autora pode me colocar diante. Um risco a se correr sem medo.

“Acontece que sou tão ávida da vida, tanto quero dela e aproveito-a tanto e tudo é tanto – que me torno imoral. Isso mesmo: sou imoral” (LISPECTOR, pag. 229, 2013)


Título: As Palavras (exemplar cedido pela Editora Rocco)
Autora: Clarice Lispector (curadoria Roberto Corrêa dos Santos)
Nº de páginas: 308
Editora: Rocco

10 comentários:

Gabriela Cerutti Zimmermann disse...

Li apenas algumas crônicas da Clarice. Todas belas, sem duvida. Ainda quero ler livros, no plural. :) Ótima resenha!

Abraço!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

Paula Souza disse...

Acredita que nunca li livro algum da Clarice??/
Eu já li vários textinhos, frases, crônicas mas... nunca parei para ler um livro e nunca pensei sobre isso.
Sua resenha realmente me fez refletir hahaha
Bacana :D
Beijos,
Paula
http://www.interacaoliteraria.com/

Thaís M. disse...

Olá! Eu como a Paula ainda não li um livro inteiro da Clarice! Até quando prestei o vestibular me atentei apenas a alguns trechos.
Obrigada pela recomendação. Estpa na lista dos livros para 2014!
Um beijo

Juliana Ramirez disse...

Que capa maravilhosa! Nunca li nenhum livro da Clarice, vou ver se consigo ler esse.

depoisdeumlivro.blogspot.com
A visita de vocês ajuda muuuito! Se gostarem, sigam por favor (:

Beeeijos

Adriana disse...

Li um único livro da Clarice na época do colégio, A hora da estrela e me lembro que me apaixonei pela historia triste de Macabéa. Ela esbanja sentimentos na narrativa, não tem como não se apaixonar. Vou procurar esse livro As palavras, parece realmente um bom pra eu retomar a leitura dessa excelente autora!
Adriana

Helana O'hara disse...

Hey.
Minha cunhada está lendo este livro, ela me indicou disse que tem contos ótimos e que vale a pela comprar.
Ainda mais sendo de Clarice ♥

Beijinhos
http://www.intheskyblog.blogspot.com.br/

Luana Almeida disse...

Que livro interessante...
Já vi várias vezes frases da Clarice Lispector sendo citadas por aí, mas nunca li um livro dela. Vou procurar esse...

Rossana Batista disse...

Não li nenhum livro da Clarisse ainda, é... pois é verdade...
Talvez eu comece então a conhecê-la através deste livro :)

Roberta Moraes disse...

Os escritos da Clarisse são maravilhosos! A capa desse livro veio com tudo e não poderia deixar de vir, é claro! Eu quero muito ler este livro e me apaixonar mais um pouco por ela <3

Nardonio disse...

Clarice é outro nível, né?!?! Sem comentários.
Suas palavras são mágicas. Fico impressionado com o poder que elas tem. E os significados de suas citações mudam a cada releitura que fazemos.
Eu quero ler tudo dela.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger