sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

RESENHA: Tormento

“Então fechei os olhos e pensei no garotinho, e torci para ele ficar bem, mas algo me dizia que ele não iria ficar e que nada em casa voltaria a ser como antes.” (BOYNE, pag. 17, 2014)

Mais conhecido como o autor de “O Menino do Pijama Listrado”, há muito que John Boyne estava na minha lista de autores que eu tinha que conhecer. “O Tormento”, livro de apenas 81 páginas, foi uma boa maneira de começar.

Danny Delaney está de férias e, como todo menino de doze anos, espera que seu verão seja apenas diversão. Embora sinta falta de seu irmão mais velho - que havia prometido passar as férias em casa, mas preferiu viajar com os amigos pela Europa - Danny se diverte passando os dias com seu amigo Luke e andando de bicicleta. Mas tudo muda quando ele chega em casa uma tarde e sua mãe não está. Muitas horas depois, quando dois policias a trazem até a porta, Danny descobre que ela esteve envolvida em um acidente que deixou um menino em coma e o que ele não tarda a descobrir é que esse evento mudará toda a sua dinâmica familiar.

Sempre me admira quando um autor consegue desenvolver uma história profunda em poucas páginas e é isso o que acontece em “Tormento”. Narrado em primeira pessoa, o livro permite ao leitor acompanhar a tristeza que se abate sobre a casa de Danny pelo ponto de vista do menino que, por ter apenas doze anos, não entende muito do que se passa na cabeça de seus pais ou mesmo todas as nuances do que está acontecendo. “Se sua mãe não teve culpa do acidente, porque ela se sente tão culpada e porque está se isolando de todos, inclusive dele mesmo?”,“Porque seu pai tem estado tão nervoso?”, “Porque seu irmão – o filho preferido da mãe, criticado pelo pai e que não o trata como a maioria dos irmãos mais velhos trata os irmãos mais novos – prefere viajar durante o verão a passá-lo em casa?”.

Sem exageros ou melodramas, Boyne consegue criar dramas pontuais, fazendo com que o leitor se envolva com aqueles personagens e não os largue até não chegar à última página. Isso também se dá pelo acerto em desenvolver essa história - que se passa no período de algumas semanas e mostra apenas os eventos mais marcantes para Danny – em poucas páginas, pois permite que ela seja lida de uma só vez, o que sempre contribui para o envolvimento do leitor. Eu li “Tormento” em menos de duas horas e por aquele breve período me senti inserida no mundo daqueles personagens.

Mesmo com as limitações da proposta (em especial por narrá-la em primeira pessoa), o autor consegue mostrar diversas reações àquela situação, tanto de adultos como de crianças, direta ou indiretamente envolvidos. Vemos não apenas a reação da família de Danny (onde podemos acompanhar como o evento afeta de três maneiras diferentes uma criança e dois adultos), mas também da família do menino que está em coma (seus pais e sua irmã) e da família do melhor amigo do protagonista, que, embora não seja diretamente afetada pelos acontecimentos, também se vê envolvida na situação pela amizade das duas crianças.

O único aspecto que me desagradou em “Tormento” foi o final abrupto, o que não significa que alguma coisa tenha ficado mal explicada, apenas que o autor pulou de um acontecimento para outro de maneira muito rápida, quando, a meu ver, um desenvolvimento mais lento teria sido mais interessante.

“Tormento” é um livro sobre um evento em particular e suas consequências sobre uma família. Não sabemos como a vida desta família será depois daquelas semanas, nem mesmo sabemos com certeza como ela era antes de o acidente acontecer, mas não é disso que se trata a história, de forma que ela não deixa a desejar. Certamente serviu para me fazer querer mais de John Boyne. Algo me diz que “Palácio de Inverno”, livro do autor que está na minha prateleira há mais de um ano, não permanecerá lá por muito tempo.

Título: Tormento (exemplar cedido pela Editora)
Autor: John Boyne
Nº de páginas: 81
Editora: Seguinte

6 comentários:

Ana Paula Barreto disse...

Conhecia o autor só pelo livro "O menino do pijama listrado", mas já sabia que ele é bom no que faz.
Gostei bastante da resenha e fiquei animada para ler Tormento. Também admiro autores que conseguem construir histórias profundas em poucas páginas. E essa parece ser uma delas.
Aliás, discorrer sobre a dinâmica de uma família já é tarefa difícil. Mais ainda é descrevê-la em uma situação extrema como esta.
Mais um livro que entrou para a lista!
bjs

Nardonio disse...

Nossa! Um livro com apenas 80 páginas, e consegue trazer tudo isso que você resenhou?!?! É realmente para poucos autores. O John Boyne já se mostrou talentoso pelo belíssimo "O Menino do Pijama Listrado", e agora reafirma isso com "Tormento". Não tem como deixar esse livro passar batido. Tenho que ler muito em breve.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

camila rosa disse...

O livro realmente me parece ser muito bom, é uma pena que seja tão pequenininho né, eu não li nenhum livor do autor, mas estou louca para ler O menino do pijama listrado, dizem que é muito bom, eu tenho que ler algo dele logo.
Beijos!!!

Gabriela Cerutti Zimmermann disse...

Tinha visto a capa desse livro no Skoob mas não a sinopse. E esse seu relato me fez ficar com bastante vontade de ler por parecer um livro instigante e reflexivo. Valeu por mais essa dica, Mari.

Abraço!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

Poison Girl disse...

Eu já tentei ler o menino do pijama listrado depois que uma amiga disse que se emocionou muito com a leitura... mas não faz meu gênero e realmente eu passo longe de livros desse tipo. O que eu gosto é daqueles romances água com açúcar, isso sim me deixa fez ahsauhsauhsau

http://worldbehindmywall.fanzoom.net/

Ceile disse...

Oi, Mari!

Eu li esse livro essa semana =) Nunca tinha lido nada dele, mas já quero mais. Achei a linguagem crua, mas acho que isso se deve ao fato do narrador ser bem jovem - algo positivo também, porque mostra certa pureza da mente do garoto.

Também achei o final abrupto, mas meio que já esperava pelo tamanho do livro - ele não é de se estender nos fatos.

Beijos!

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger