segunda-feira, 11 de setembro de 2017

RESENHA: A lógica inexplicável da minha vida

“Maggie estava arranhando a porta. Eu a deixei entrar. E depois pensei que talvez a vida fosse assim – sempre haveria algo arranhando a porta. E continuaria arranhando e arranhando até você abrir.” (SÁENZ, 2017, p. 176)

Depois de me apaixonar por “Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo”, eu mal podia esperar por um novo livro de Saénz. Aí veio “A Lógica Inexplicável da Minha Vida” para roubar novamente o meu coração.

É o último ano do ensino médio e Salvador está diante de uma série de mudanças nada bem vindas: não apenas seu pai adotivo e sua melhor amiga, Sam, o pressionam para escolher uma faculdade, como ele é surpreendido com a notícia de que sua avó está com uma doença terminal. Para completar, ele tem cedido a impulsos de raiva com cada vez mais frequência e não consegue entender de onde eles estão surgindo. É claro que o acontecimento dramático que recai sobre Sam e a volta de um ex-namorado de seu pai também não ajudam a amenizar esse turbilhão de emoções.

Me chame de louca quem quiser, mas alguns livros pedem por abraços no meio da leitura de tão cativantes que são. “A Lógica Inexplicável da Minha Vida” é um deles. Aos poucos você se pega apaixonado por todos os personagens. Pela confusão de Salvador, pela dor de Sam (pela amizade dos dois), por Mima – a avó – que mal conhecemos, mas que vemos o carinho que todos sentem por ela, por Vicente – o pai – que nos faz pensar “me adota também” (pela linda relação de pai e filho entre eles e pelo quão pouco importa para os dois que não haja laços de sangue entre eles).

É pela voz de Salvador que conhecemos a história e realmente não poderia haver um narrador mais adequado. Essa é a sua história. A história das suas dúvidas sobre a vida, a morte, o amor, a família, o futuro e, até mesmo, sobre quem ele é (quem quer e quem pode ser - sobre a influência do homem que o criou e do homem que lhe deu sua genética no homem que ele irá se tornar). E essa é uma das razões pelas quais se torna tão fácil se identificar com o livro: todo mundo, em algum momento da vida, já se sentiu perdido como Salvador e já se questionou muitas das mesmas coisas que ele se questiona. Além disso a temática é ampla. Ao mesmo tempo que esse é um livro sobre amadurecimento é também sobre família e amizade, sobre amor e sobre luto. Temas universais e atemporais que, através da sensibilidade de Saénz, se tornam leves em uma trama que equilibra momentos melancólicos e tristes com outros que fazem seu leitor sorrir.

Outra coisa que me agradou foi ver que a homossexualidade de Vicente nada tem a ver com trama principal. Digo que me agradou no sentido de que é bom ter um personagem LGBT no centro de um romance sem que isso signifique que a trama precise girar em torno de autoaceitação e preconceito (ao contrário do que acontece até mesmo com o absolutamente adorável “Aristóteles e Dante”). Temos um personagem gay na história, mas o papel de Vicente não é o de “o gay da história” e sim de um pai amoroso e compreensível que qualquer leitor desejaria para si.

Contando com personagens verossímeis e encantadores “A Lógica Inexplicável da Minha Vida” é um YA que nos lembra de uma fase da vida em que as perguntas eram mais abundantes que as respostas e nos faz perceber que não importa quantas respostas podemos vir a encontrar no caminho, as perguntas nunca se calarão. O que importa mesmo são as relações que construímos em meio a essas buscas.

Título: A Lógica Inexplicável da Minha Vida
Autor: Benjamin Alire Saénz
N° de páginas: 440
Editora: Seguinte
Exemplar cedido pela editora

Compre: Amazon - Saraiva - Submarino 
Gostou da resenha? Então compre o livro pelos links acima. Assim você ajuda o Além da Contracapa com uma pequena comissão.

29 comentários:

Michelli Prado disse...

Ainda não tive a oportunidade de conferir a escrita do autor, mas depois dessa resenha fiquei encantada com a premissa do livro. Parece ter personagens cativantes e cheios de lições. Um livro que já foi pra minha lista de desejados. A capa é outro charme à parte!

Victor N. Souza disse...

Oi Mari!

Recebi este livro no Turista Literário de Julho, mas ainda não o li. Fiquei curioso após ler sua resenha, porque gostei também do livro "Aristóteles e Dante..."

Grande abraço,
www.cafeidilico.com

Teca Machado disse...

Mari, adoro livros que eu tenho vontade de abraçar <3
Eu não li nada do autor ainda, mas todo mundo fala super bem, que é lindo, sensível e adorável.
Adorei a trama e a sua visão da história.
E eu adoro pais de livros que dão a sensação de "me adota", hahaha.
Tenho vários assim.
:P

Beijooos

www.casosacasoselivros.com
www.livrosdateca.com

Gabriela CZ disse...

O livro já me conquistou pelo título, Mari. E depois tantos comentários maravilhados e declarações de encanto pela história, como não querer ler? Preciso! Ótima resenha.

Beijos!

Fernanda de Oliveira Brito disse...

Olá Mari,

Que linda resenha e capa!! Fiquei encantada com a história e desejando esse livro. xD

Um beijo,

My Pure Style x My Instagram x My Facebook 

Giulianna Santicioli disse...

Adoraria ler esse livro pelo fato do Salvador estar vivendo a mesma época da vida que eu, essa fase de ter que escolher uma faculdade e ver que não somos mais crianças é realmente muito confusa, não temos certeza de que conseguiremos ter nossa independência, de como será o mundo lá fora e temos medo de nos tornamos quem não queremos ser, enfim, adorei a resenha e espero poder ler esse livro.
Beijos!

Renata Leite e Isadora Klauck disse...

Oi, Mari!

Quero ler "Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo" há um tempão, mas esse livro eu ainda não conhecia. Gostei bastante da premissa e do fato de ser fácil se identificar com os livros desse autor - preciso lê-los logo!

Beijos,
Isa
http://viciadas-em-livros.blogspot.com.br/

Ariane Reis. disse...

Oie Mari =)

Ai meu Deus! Se antes eu já estava doida para ler esse livro, agora depois de ler sua resenha quero ele ainda mais. Li o livro anterior do autor e amei!

A premissa desse conquistou meu coração logo de cara e não vejo a hora de poder finalmente conhecer a história.


Beijos;***
Ane Reis | Blog My Dear Library.

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Mari, tudo bem? Estou com ele aqui em casa e estava pensando o que esperar desse livro, ainda bem que vc já postou a resenha rs Fico feliz em saber que vc curtiu e que os personagens são verossímeis. Acho que vou curtir a leitura.

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Eduarda Graciano disse...

Primeira vez que ouço falar desse livro (já ouvi falar de Aristóteles e Dante, mas nem sei sobre o que é). Adorei a capa, de cores fortes, xuxuzinhas e chamativas!
Mas será que ainda tenho paciência pra YA? Faz TANTO tempo que não leio um que fico meio ressabiada... tenho medo de achar MUITO adolescente rsrs. Mas me chamou a atenção pelo personagem do pai, já que eu também gosto de ver representados personagens homossexuais que tem um lugar resolvido na história, sem, como vc disse, a trama girar "em torno de autoaceitação e preconceito".
Bjss

http://www.cafeidilico.com

Vanessa Vieira disse...

Gostei da resenha Mari. Também curto bastante a escrita do autor e fico feliz que ele tenha elaborado mais um livro sensível e tocante. Beijo!

www.newsnessa.com

Nessa disse...

Oi Mari
Acho que é primeira resenha que leio deste livro, não conhecia o enredo e agora fiquei doida para ler. Parece ser uma história bem gostosa de ler.

Beijinhos
https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

Monyque Evelyn disse...

Ainda não conhecia, gostei bastante :D

http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

Naiara Fidelis Da Silva disse...

Adorei a sua resenha, confesso que pela capa o livro não tinha me chamado a atenção, mas sabendo sobre o que se trata me deixou com vontade de ler.

Além do fato, d autora ser a mesma do Aristóteles e Dante, outro livro que quero ler.

Nana Barcellos disse...

Olá,
A hitória parece ser linda, ainda tenho muita vontade de conhecer a escrita do autor. Gostei muito como ele desenvolve o personagem.

tenha uma ótima sexta.
Nana - Canto Cultzíneo

Mrs. Margot disse...

Este livro vai ser lançado este mês em Portugal e eu já estou super ansioso para o ler =)

MRS. MARGOT

Aline M. Oliveira disse...

já fiquei com vontade ler! Parece ser tão fofo e leve, daquele tipo de livro que te deixa numa calmaria assim que termina de ler! Adorei as situações tão bem conhecidas por todos, as dúvidas e sentimentos tão confusos que deixam a gente sem saber o que pensar sobre nós mesmos. E os outros personagens parecem ser tão importantes pra história que acabamos nos cativando por eles também! Adorei a resenha, fez seu papel de dar vontade de ler!
Bjoxx ♥

Marta Izabel disse...

Oi, Mari!!
Gostei muito da indicação da leitura, ainda não li nada do autor mais só vejo elogios aos seus livros. Achei bem bacana a estória do Salvador de como ele se sente pressionado para tomar certas decisões e que ao mesmo tempo acontece algo que vai balançar sua vida. Amei esse indicação!!
Bjoss

Felipe disse...

Oi Mari.
Adorei a dica, achei bem interessante e a capa é sensacional!
Blog Entrelinhas

RUDYNALVA disse...

Mari!

Um livro que traz um tema forte como LGBT e ainda envolve, família, perdas, amizades, luto, superação e paixões, deve mesmo ser um livro que nos leva a reflexões pessoais e até a quebra de alguns paradigmas, pois por vezes, nem imaginamos o que é passar por situações delicadas e complicadas e acabamos julgando sem querer.
Que o final de semana seja de alegria e paz!
“Conhecimento sem transformação não é sabedoria.” (Paulo Coelho)
Cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

Ana Clara disse...

Oi Mari!

Nossa, fico extremamente feliz que esse livro seja tão bom quanto Ari e Dante, que provavelmente é um dos meus favoritos da vida.
Também gosto quando os autores inserem personagens LGBT's na história sem que o foco seja realmente todo o preconceito que gira em torno deles (não que não seja importante tratar do assunto).

Beijo! <3
http://www.roendolivros.com.br/

Jessica Bueno disse...

Fico com um pé atrás quando os livros trazem relações homoafetivas, não me julguem mas acho muito dramático, não vejo razão para tantos problemas e etc, mas pela resenha, o livro deixa isso muito natural, nada que possa causar tensão e etc. Gostei da resenha, creio que eu gostaria de ler o livro, principalmente por abordar temas e dramas que qualquer pessoa poderia passar.

Marlene Conceição disse...

Oi Mari.
Que premissa mais maravilhosa, eu estou encantada com esse livro, ao mesmo tempo que triste, já que se trata de um livro que fala de bullying, coisa que não deveria existir em nossa sociedade, mas que até hoje ainda é uma constante.
Enfim, eu adorei os personagens e sua força e não vejo a hora de ler.
Bjs.

Amanda Barreiro disse...

Hummm a história parece linda, realmente livros sobre amor, amizade, família são maravilhosos, mas acho que não é muito o meu estilo. Talvez por já ter lido tanto YA que hoje acho cansativo, acho que vivo outra fase literária, rs. Beijos.

Paula disse...

Oi Mari,
Sempre quis ler Aristóteles e Dante descobrem o segredo do universo, mas ainda não li. Essa capa como a capa do Aristóteles acho super bonita. Fiquei interessada em conhecer essa fase turbulenta, que é a adolescência, do Salvador. Gosto dos YA da vida, ensinam bastante.
Bela resenha
Um beijo
Paulinha S

Nicole Longhi disse...

Oi Mari,
Não sou muito fã do gênero por ser YA, mas parece ser realmente uma lida história. Não conhecia o autor também, mas gostei do modo como ele parece ter conseguido desenvolver os temas.
Adorei a frase selecionada.
Não é uma leitura que fico bem interessada , mas creio que daria uma chance sim.

beijos

Gabriela Souza disse...

Oi! Adorei a proposta do livro. Com certeza todo mundo já passou pelo mesmo que o personagem está passando no livro. Eu mesma estou passando por uma situação parecida em relação a faculdade, e acho que essa história me ajudaria bastante. Beijos

Isabela Carvalho disse...

Oi Mari ;)
Adorei a premissa do livro, já tinha visto ele pelo skoob mas não tinha chamado tanto assim minha atenção. Na verdade não sabia que era do mesmo autor de Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo, que sempre quis ler, senão já estava na lista de leitura também kkkk
Enfim, gostei demais de como você disse que o autor narra o livro, e já estou sentindo que vou me apegar demais aos personagens S2
Bjos

Ana I. J. Mercury disse...

Oi Mari,
eu não conhecia o livro ainda, mas adorei sua resenha!
Deu pra ver que é um livro muito fofo e que traz reflexões bacanas, além de bons dramas joviais, que nos fazem amar e querer reaalmente abraçar os personagens!
Quero ler pra já!
bjs

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger