quinta-feira, 20 de outubro de 2011

RESENHA: Desaparecido para sempre

“O bairro estava calmo agora, naquele período entre o fim dos descarregamentos do dia e o começo da perversidade da noite. A cidade era assim, um palco onde se encenavam dois espetáculos a cada dia, com uma completa mudança dos cenários, adereços e atores.” (COBEN, p. 262).  

De tanto que ouvia falar dos livros de Harlan Coben, marquei o nome do autor. Eis que um certo dia esbarrei em “Desaparecido para sempre” no sebo e, óbvio, não resisti. Todavia, confesso que não tinha colocado muita fé, não sei exatamente o porquê. Mas eis que minhas primeiras impressões foram errôneas.

No livro, somos apresentados a Will Klein e sua família durante o funeral da matriarca, e vamos descobrindo aos poucos o passado sombrio com o qual a família teve que conviver por treze anos e que culminou, de uma forma ou de outra, com a morte da mãe de Will. Em seguida, alguns verdades daquele passado misterioso começam a ser reveladas, e com elas o nosso envolvimento com a estória.

Não que o livro seja perfeito, mas a trama é genial e muito complexa. E, talvez em virtude desta complexidade, alguns artifícios usados pelo autor para manter o clima de suspense não deram certo muito certo.

Aliás, o fato dos capítulos referentes ao protagonista serem narrados em primeira pessoa, seguidos por capítulos narrados por um narrador onisciente também soaram um tanto quanto estranho.

Todavia, isso não ofuscou o brilho da trama. E tenho que admitir que sequer suspeitei das revelações que foram feitas acerca do passado, tampouco das ligações entre os personagens, que, diga-se de passagem, foram muito bem construídas.

Por fim, outro fator interessante, e muito bem explorado por Coben, foi a presença do passado no presente. Deu para entender? Explico: os fatos acontecidos há treze anos marcaram as vidas dos personagens de tal forma que o passado nunca ficou no passado, de verdade.

Assim, deixando de lado alguns clichês e algumas coincidências forçadas, o livro se mostrou uma agradável surpresa.

Autor: Harlan Coben
Título: Desaparecido para sempre
N.º de páginas: 318
Editora: Arqueiro

3 comentários:

Milena disse...

Parece ser um livro interessante!! Nunca li nenhum livro desse autor também, quem sabe um dia não esbarro em algum e faço a mesma coisa que você fez!! Hahaha.. Geralmente os melhores livros surgem para a gente dessa maneira.

Alexandre Koenig de Freitas disse...

Realmente, o livro é interssante, mas tenho para mim que não se trata da obra prima do Harlan Coben (só para deixar claro).
E não podemos deixar de agradecer a visita =D

Douglas Pereira disse...

Já li quatro livros do autor Harlan Coben - "Desaparecido Para Sempre", "Confie em Mim", Não Conte a Ninguém" e "Cilada" - e acho "Desaparecido" o melhor do autor. Acho que é porque foi o primeiro dele que eu li... Enfim, gostei muito da resenha.

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger