quarta-feira, 10 de abril de 2013

RESENHA: Enigmas de Londres - Espíritos do Tâmisa

“— Pratique por duas horas e pare. — disse Nightingale. — Não faça o feitiço novamente até que pelo menos seis horas tenham passado.
— Eu não estou cansado, você sabe. — eu disse. — Eu poderia continuar durante todo o dia.
— Se você exagerar haverá conseqüências. — disse Nightingale.
Não gostei nem um pouco como aquilo soou.
— Que tipo de conseqüências?
— Derrame, hemorragia cerebral, aneurismas ...
— E como você sabe se está exagerando?
— Quando você tiver um derrame, uma hemorragia cerebral ou um aneurisma. — disse Nightingale.” (AARONOVITCH, 2011, p. 137 — tradução livre).

***
  
Desde o lançamento do livro Enigmas de Londres: Espíritos do Tâmisa pela Editora Fantasy Casa da Palavra, fiquei com uma pontada de curiosidade para conferir a mistura de magia e mistério criada por Ben Aaronovitch, e devo dizer que não me decepcionei com o que encontrei.

Tudo tem início quando Peter Grant, guarda da polícia Metropolitana, está vigiando a cena do crime de um homicídio que ocorreu em frente a St Paul’s Church, ocasião em que encontra uma testemunha ocular do crime. Todavia, a testemunha é um fantasma. É então que Peter descobre que no coração de Londres se esconde um mundo que ele jamais poderia imaginar.

Peter Grant é um protagonista carismático, irônico e que consegue cativar o leitor em poucas páginas. A narrativa, em primeira pessoa, proporciona ao leitor o privilégio de explorar este novo mundo ao lado de Peter, compartilhando de seus sentimentos e descobertas. Os demais personagens, como o inspetor Nightingale, Lesley e Beverley, também são interessantes, sendo que a interação entre eles funciona muito bem.

Londres está tão presente na obra que é quase como se fosse um dos personagens da trama. O autor constantemente menciona locais e estações de metrô, então, para aqueles que não conhecem a cidade, talvez o livro perca um pouco do seu brilho. De minha parte, confesso que me diverti fazendo um tour pelos pontos mencionados no livro, como St. Paul’s Church, Covent Garden Market e Royal Opera House.

A narrativa de Aarnovitch é leve e fluída, além de contar com um humor afiado, tanto é que perdi as contas de quantas vezes gargalhei durante a leitura do livro. O caso policial é intrigante e desperta a curiosidade do leitor facilmente, todavia não espere ter que utilizar de todas as suas células cinzentas para desvendar o mistério que envolve os crimes.

Confesso que em alguns momentos me perdi na estória, sendo que não compreendi exatamente o que ocorreu em algumas cenas, todavia, saliento ter feito a leitura em inglês.

Creio que a comparação com a saga Harry Potter seja involuntária, porém, sinto-me obrigado a destacar que Aaronovitch criou seu próprio mundo de magia e o fez com maestria. Neste quesito, vale ressaltar que este livro é destinado a um público jovem adulto, tendo em vista que possui um vocabulário mais pesado.

O primeiro volume da série Enigmas de Londres garante uma leitura despretensiosa, divertida e deixa um gostinho de quero mais ao final. A boa notícia é que a previsão de lançamento do próximo livro, Moon Over Soho, é para o segundo semestre deste ano.

Dados da edição brasileira:
Título: Enigmas de Londres – Espíritos do Tâmísa
Autor: Ben Aaronovitch
Editora: Fantasy Casa da Palavra
N.º de páginas: 368

16 comentários:

Naty disse...

Eu queria muito ler esse livros, mas confesso que nem sabia que ele fazia parte de uma série. Gostei do enredo e do protagonista (amor por irônicos), pretendo ler esse livro logo!

Aione Simões disse...

Oi Alê!
Achei a premissa do livro bem interessante e confesso que não esperava, inicialmente, que ela fosse mais divertida como parece ser, achei que predominaria o ar de mistério.
Também fiquei surpresa sobre o comentário de Harry Potter, porque, ao menos superficialmente, a história não me lembrou em nada a série, mas entendi a sua comparação.
Beijos!

Ana Paula Barreto disse...

Eu não gosto muito de fantasia, mas este livro me parece muito bom. Acho que só pelo fato de ter Londres (e uma sub Londres!) como cenário principal já torna a história atrativa. Gostei dos elementos policiais, de mistério, etc.
Já entrou para a lista! Valeu pela dica.
bjs
GFC: Ana Paula Barreto

cath´s m. disse...

Eu amo bruxaria então me interessei por ele!
Mas me prometi essa semana terminar de ler os que tenho antes de comprar mais, pois uma pilha se formou na minha estante.

cath´s_m

Manuela Cerqueira disse...

Mais um série... ainda bem que não me animei por este tema... para não aumentar minha pilha de espera.
Um ponto positivo que gostei da sua narrativa é qdo você falou que gargalhava com o livro, gosto de livros assim que nos tiram várias emoções... principalmente o riso fácil.

GFC: Manuela Cerqueira

Lili disse...

Que bom!
Eu estou bem empolgada com esse livro, e as resenhas que eu tenho lido tem me deixado um pouco decepcionada. Fico com receio de ler. Você me fez ficar com aquele desejo de novo.

liliescreve.blogspot.com

cristiane disse...

Muito bacana esse livro, é um que fiquei doida pra ler quando saiu. Que história legal, eu achei. Vi tantas resenhas boas e a vontade só aumenta!
ps: HP? é...unico lado que me deixou meio triste, gosto daqueles livros não =/

cristiane dornelas

Elis Paulina disse...

Oi Alê,
muito interessante o enredo desse livro e achei sua resenha bem escrita.
Mas, é mais uma série e eu não sou muito fã de série...
E pelo jeito o autor caprichou na criação desse "mundo" hehe.
Beijos

Elis Elger

Miguel Pestana disse...


olá. Parabens pelo blog. está excelente.

Boas leituras.

http://silenciosquefalam.blogspot.pt/
http://www.facebook.com/silenciosquefalam

Nardonio disse...

Desde que li a sinopse desse livro me interessei, pois inicialmente, achei uma ideia bem ousada de colocar investigação e magia numa mesma história. O bom é que o autor conseguiu juntar esses dois elementos em uma boa trama. Mais um motivo pra ler.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

Rossana Batista disse...

Gostei da comparação com Harry Potter! Pelo que li o autor criou mesmo um mundo novo, e acho que isso é o que tem em comum. Um livro que parece ser bem intenso.
Também não conheço Londres então espero não afetar muito quando lê-lo,rsrsrs.

Seguidora: Rossana Batista
@rooohbatista

Roberta Moraes disse...

Pelo título e capa eu não esperava que esse fosse um livro que misturasse o sobrenatural, e isso é o que o torna interessante. Parece ser uma ótima leitura!

GFC: Roberta Moraes

Thielen Costa disse...

Ah, acho que para quem não conhece a cidade, fica mais legal ainda e passamos a "conhecer".
Adoro o gênero e ainda não conhecia o livro, com certeza ele entra pra minha lista de leitura.
Também adorei saber que se trata de uma série.

GFC: Thielen Costa

Gladys Sena disse...

Quando vc diz "vocabulário mais pesado", seria palavrões?
Estou fugindo de séries, rsrs.
Gostei do fato de Londres está bem "presente" na trama, vejo isso como um toque especial ao longo da trama.

GFC: Gladys.

franfernands disse...

Não curto muito fantasia, bruxaria e essas coisas, mas mesmo assim achei interessante esse livro, e ter Londres como cenário é sempre excitante! hahaha

Clara Beatriz disse...

Estou bem ansiosa para ler Enigmas de Londres, parece ser um livro ótimo realmente! A continuação parece ser ótima também, envolve tudo que eu mais gosto!

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger