quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

RESENHA: Veronica Mars - The Thousand Dollar Tan Line

"Aquele sempre havia sido o seu modus operandi – uma piada, uma alfinetada. Uma maneira de se esquivar do que ela realmente estava sentindo. Uma maneira de manter a dor ininterrupta que sentir a falta dele era longe de se tornar dolorosa demais para sobreviver. E sinceramente, o que ela poderia dizer que chegaria perto do que ela sentia?” (THOMAS; GRAHAM, 2014, p. 13) Tradução livre.

Antes de dar início a essa resenha uma introdução (um pouco longa, eu sei) se faz necessária: Veronica Mars foi uma série de TV que ao longo de três temporadas apresentou uma personagem cativante cercada de outros personagens igualmente carismáticos. Com características noir inseridas em uma produção contemporânea, teoricamente voltada para o público adolescente, (mas muito mais inteligente que a maioria dessas produções) que aliava drama, comédia, investigações detetivescas e diálogos afiadíssimos, Veronica Mars criou uma base fiel de fãs que ficou desolada ao ver a série ser cancelada prematuramente e sem final. Durante anos os fãs, os atores e o criador da série clamaram por um filme que encerrasse a saga de Veronica. Em 2014, sete anos após o final da série, o filme se tornou realidade graças a mais bem sucedida campanha da história do Kickstarter que através de doações dos fãs arrecadou quase três vezes o valor necessário para a produção do filme (em menos de dez horas já haviam sido arrecadados os 2 milhões de dólares que eram a meta). Depois disso uma coisa ficou clara: os fãs queriam mais de Veronica Mars e após levar esses personagens da TV para o cinema, Rob Thomas deu início a uma série de livros que se passa depois dos eventos vistos no filme (que, por sua vez, se passam dez anos depois dos eventos da série). Eu (que tenho em Veronica Mars uma das minhas personagens femininas mais queridas das séries de TV – só não ganha de Sidney Bristow, mas empata) adorei a chance de conferir o livro.

Veronica está de volta a Neptune – a cidade onde não existe classe média, terra do sol, areia, crime e corrupção – e agora ela tem uma licença de detetive particular. A época é a “Semana do Saco Cheio” e as festas estão rolando soltas. Todos querem ir a Neptune, até que duas meninas desaparecem de uma festa oferecida por um anfitrião misterioso e Veronica é contratada para localizá-las. Adotando o escritório de seu pai e contando com a ajuda de sua amiga Mac, Veronica irá adentrar no mundo do cartel e precisar enfrentar fantasmas do seu passado.

“The Thousand Dollar Tan Line” (em tradução livre algo como “A Marquinha de um Milhão de Dólares”) é um livro feito para os fãs. Isso não quer dizer que quem nunca assistiu a um único episódio da série não entenderia o livro, apenas que não se sentira tão envolvido com ele. Isso porque é muito fácil enxergar nas páginas o mundo com o qual estávamos familiarizados, além de ser quase impossível não ouvir as vozes dos personagens em cada diálogo de tão fiéis que são a sua essência televisiva. Esse, para mim, é o grande mérito do livro e é preciso reconhecer que não deve ser uma tarefa fácil transpor o clima (tanto da história quanto dos relacionamentos) da televisão para os livros. Rob Thomas faz isso muito bem, conseguindo inserir na trama cenários e até mesmo personagens coadjuvantes para levar o leitor de volta ao lugar que ele, como expectador, aprendeu a amar. Fazem sua participação Dick Casablancas, Weevil Navarro, Cliff McCormack, além de Wallace Fennel, Mac, o novo xerife Lamb e, claro, Logan Echolls e Keith Mars.

Além de difícil, suponho que essa transposição também seja uma tarefa delicada já que é preciso levar em consideração que os personagens têm uma bagagem de 64 episódios mais um filme (cujos principais eventos são sucintamente contextualizados no livro), de forma que é preciso equilíbrio para não deixar os novos leitores perdidos, mas também não perder a graça para aqueles que já estão familiarizados com esse histórico. Eu, particularmente, acredito que um leitor iniciante no mundo de Veronica Mars não seria capaz de captar, apenas pelo livro, a riqueza daqueles personagens. Coisas fundamentais como o invejável relacionamento de Veronica e seu pai, Keith, e a complexidade do seu (apaixonante) relacionamento com o uma vez bad boy Logan estão ali, mas não estão expressas em toda a sua força para quem não conhece o histórico. Assim, acredito que a transposição para o livro também é delicada para o fã que precisa se acostumar a ver seus velhos conhecidos em outra plataforma.

E por falar em Veronica e Logan, me agrada muito o rumo do relacionamento do casal. Por anos os fãs desejaram vê-los novamente juntos, mas isso não significa um final feliz de contos de fada e sim uma continuidade condizente com as dificuldades que cada um enfrenta diante de um relacionamento amoroso. Longe de ter um relacionamento perfeito, eles ainda assim são perfeitos um para o outro.

Quanto à narrativa, arrisco dizer que se eu não tivesse lido em inglês é possível que a achasse excessivamente descritiva. Porém, como parte da minha intenção era aprimorar minha leitura no idioma, isso não chegou a incomodar sendo até bastante útil.

Com dois crimes, aparentemente interligados, reviravoltas e suspeitos perigosos, a trama funciona bem como suspense policial e não decepciona. Ao encontrar um equilíbrio, torna muito fácil imaginar que esse poderia ter sido o roteiro de um episódio da série, mas é igualmente plausível que fosse o cerne de um eficiente livro detetivesco.

Esse é um produto de um criador que tem total domínio sob sua criação. Rob Thomas concebeu Veronica, Keith, Logan, Mac, Wallace, Weevil, Dick e tantos outros personagens para a televisão, mas foi igualmente bem sucedido ao transpô-los para o cinema e agora para a literatura. Isso prova que não eram os personagens que serviam à série e sim a série que servia aos personagens. “Veronica Mars – The thousand dollar tan line” não é o melhor livro de mistério já escrito, nem a narrativa mais interessante já apresentada pelo gênero, mas apresenta uma boa história que consegue divertir o leitor. Acima de tudo, é aventura válida para os eternos marshmallows, sempre ávidos por novos casos protagonizados por Veronica Mars (agora Detetive Particular. Cuidem-se criminosos de Neptune!).

Título: Veronica Mars – The Thousand Dollar Tan Line
Autores: Rob Thomas e Jennifer Graham
Nº de páginas: 224
Editora: Vintage

27 comentários:

Nana ~* disse...

Oiii
Morro de vontade de maratonar essa série algum dia.
Eu sempre assisti avulso no SBT e curtia, as participações são ótimas.

Adorei a ideia do livro e poderiam continuar, né, os fãs iam amar.

bjs e tenha uma ótima sexta
Nana - Obsession Valley

Markus Andrez disse...

Eu já assisti alguns episódios e não gostei muito. Não me interessei na leitura !
mundoemcartas.blogspot.com.br

Thayse Stein disse...

EU PRECISO começar a ler mais em inglês, sério, acho que deve ser muito bom pra aperfeiçoar a língua. Gostei bastante da dica <3


Beijos
Brilho de Aluguel

Luan Sampaio disse...

Oi, oi (:
Eu não ''manjo'' com muita coisa na língua inglesa e estou necessitando urgentemente começar a lê-los, pois aqui no Brasil demora um pouquinho para aquele livro tão esperado ser publicado. Eu me interessei por ter uma série dele e também do fato dele divertir o leitor, e também adoro livros do gênero. Dica anotada, mas só quando melhorar um pouquinho do meu inglês HAUAHAHAU.
Beijos!
Um Grande Vício Literário ♥

Inês Gabriela A. disse...

Olá,
Eu tentei ver o seriado Veronica Mars uma vez e não gostei, achei meio fraquinho, sabe? Simplesmente não me envolveu e sempre leio comentários de pessoas que adoravam. Eu nem cheguei a ver o filme com essa minha implicância com a série e nem me interessei pelo livro também, mas fico feliz em saber que ele não decepcionou!
Beijos.
Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

Rafaela. disse...

Oi, Mari!

Eu assistia o seriado e adorava, mas não cheguei a acompanhar a última temporada. Fiquei bem contente quando soube que teria o filme, especialmente depois de tanto tempo.
O livro parece ser muito bom. Adoro romances policiais. Imagino que o livro deve ter sido bem divertido e emocionante, se é tão parecido com a série. Fiquei curiosa para lê-lo! Foi uma ótima dica!

Beijocas.
http://artesaliteraria.blogspot.com.br

Gleydson disse...

Que público fiel, viu. Arrecadar isso tudo, caramba! Apesar de não ter assistido à série, o livro chamou bastante a minha atenção.

Beijão!
www.acampamentodaleitura.com

Gabriela CZ disse...

Tenho bastante vontade de assistir Veronica Mars, Mari. Não sabia que além do filme a série tinha ganho livros também, e é muito bom saber que o criador/autor fez uma transposição perfeita das telas para a literatura. Fiquei mais curiosa. Ótima resenha.

Ah, também amo a Sidney Bristow. ^^

Abraço!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

Lia Christo disse...

Oi mari, e adorava a série e fiquei triste quando soube de seu cancelamento. Fiquei tão chateada na época que nem assisti aos últimos episódios...
Fiquei muito contente quando lançaram o filme e espero conseguir assisti-lo em breve, e também terminar a série.
Quanto ao livro, só poderei ler se lançarem em português, pois sou muito lenta para ler em inglês e ás vezes perco a essência da coisa.
Parabéns pela resenha. Ficou perfeita.
Bjus
Lia Christo
www.docesletras.com.br

Iris Pereira disse...

Oi,
Não conhecia a série, mas fiquei bastante curiosa com o livro.
Bjs!
Viciados Pela Leitura

Cabine de Leitura disse...

Como sempre eu estou completamente por fora de series. Minha falta de planejamento no dia a dia não me deixa espaço para ler series completas, então nem me arrisco. Mesmo assim o livro em si parece ser muito bom. Uma bela resenha.

Abraços Mari
http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/2015/02/o-importante-e-ler.html

Lulu on the sky disse...

Olá Mariana,
Gostei de saber mais sobre esse livro, não conhecia

Big Beijos
Lulu on the Sky

Thati Machado disse...

Oi Mari, como vai?
Nossa, eu adorava "Veronica Mars". Não acompanhei os episódios fielmente, mas assistia sempre que podia. Quando soube do filme no ano passado, corri para ver e adorei o resultado. É incrível que a história ainda tenha ganhado o universo literário <3
Imagino que seja muito difícil mesmo apresentar a história aos novos leitores sem cansar os fãs... Espero poder ler a obra em breve para saber se ele foi bem sucedido nessa missão, rs!
Adorei a resenha, parabéns! Grande beijo e bom carnaval ♥

Thati Machado;
http://nemteconto.org

Beatriz Nathaly disse...

Olá! Não conhecia a obra, mas confesso que lendo sua resenha não me senti interessada nela :/

Beijinhos,

Bia - Blog Escrevendo Mundos

David Andrade disse...

Oi Mari!
Nunca ouvi falar nem da serie cre? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK. Mas também não me cativou, sou sincero a dizer. Mesmo que o livro tivesse tradução, eu provavelmente não leria porque não faz meu gênero.

Abraços
David Andrade
http://www.olimpicoliterario.com/

Anna Gabby disse...

Oie, Mari!
Eu já vi o filme, mas esse foi meu único contato com a Veronica até agora. Parece ser mesmo uma história boa, mesmo não sendo a melhor.
Letras & Versos

Alisson Gomes disse...

Oi Mari!
Eu nunca vi Verônica Mars, quando comecei a ver series ela já tinha sido cancelada a um bom tempo, mas entendo a reação dos fãs várias series que eu adorava foram canceladas e fiquei muito triste, eu vi toda a especulação sobre o filme e quando ele foi confirmado também e tinha muita gente feliz!! Mas para ser sincero eu não sabia que a série tinha sido adaptada para livros, o que é muito bom para os fãs. Eu ainda tenho enrolado e empurrado com a barriga leituras em inglês vou ver se consigo modificar isso ainda esse ano!!

Xo
Alisson
Re.View

Thales Soares disse...

Nossa. acredita que nunca ouvir falar? Mas fiquei muito curioso para conferir a série, o livro, o filme, tudo mesmo kkkkk

http://criativosounao.blogspot.com.br/

Willma Alves disse...

Tenho vontade de qualquer dia desses começar a ver essa serie, já ouvi ótimos comentários a respeito e pelo visto o livro não fica muito atrás né?!
Adorei a sua resenha :)
Já estou seguindo e adorando o blog, viu?
Beijos.
Se der, dá uma passadinha no meu blog: Blog Palavrear-se :)

D e s s a disse...

Olá!

Sabe que nunca assisti essa série? Acho que por isso não tive vontade de ler o livro. rsrs Quero dar uma olhada antes.
beijos
www.apenasumvicio.com

Ágata Bresil disse...

SOCORRO! Em que planeta que eu estava que não sabia da série de livros? Eu ainda não assisti ao filme, mas to louca. Sempre assinei abaixo assinado pra que a série voltasse, porque foi uma das primeiras que assisti e a que amo até hoje, de coração. Imagino mesmo que deve ser bem escrito por ele ter esse domínio da série. Quero MUITO.

Beijos. Tudo Tem Refrão

Elisa disse...

Essa série é de antes deu aprender a ligar a televisão sozinha, mas sempre ouvi falarem muito bem dela. Mas eu não me arriscaria com o livro antes de assistir os episódios + o filme, o que provavelmente não vai acontecer em um futuro próximo.

The Fat Unicorn

Mariana Ogawa disse...

antes de começar a resenha quando vi o nome do livro fiquei: engraçado eu conheço esse nome de algum lugar, não era uma série de tv, no primeiro paragrafo vc responde minha dúvida.

eu assisti uns cap aleatoriamente e quando eu descobri que não tinha final eu desisti de assistir de vez, na verdade é um dos motivos que eu fico com pé atrás de começar a assistir série, já notei que eles não sabem terminar...
acho que se eu for ler o livro eu vou assistir antes, pq eu não lembro mais nada da série...

Caroline Teixeira disse...

Oi Mariana!
Eu acompanhava a série no Sbt, gostava muito. Mas depois que parou de ser exibida, também nem procurei mais para assistir. Fiquei animada em saber que existe o livro, não sabia. Vou vê se volto a acompanhar e leio esse livro também.
To seguindo o seu blog.

Beijo

www.blogandolinhas.com.br

Vitória Pantielly disse...

Oi Mari :)

Olha, apesar da resenha super positiva, infelizmente, não me sinto tentada a ler o livro. Como estou em uma fase de "séries" vou procurar para assistir, os comentários sobre ela são realmente bons, e com essa repercussão toda qualquer pessoa ficaria curiosa.. Talvez minha falta de interesse no livro seja exatamente por não conhecer a história.
Essa capa é bem chamativa, gostei.

Beijos.
http://passeandocomoslivros.blogspot.com.br/

Nardonio disse...

Nunca cheguei a assistir a nenhum episódio da série, mas sempre vi pessoas elogiando bastante. Não entendo o que aconteceu para uma série ser cancelada sem um desfecho. Creio que não foi problema com a audiência, pois os fãs demostraram a força que eles têm, ao "bancarem" um filme com o desfecho. Enfim, muito bom ver que o autor mandou bem em todas as plataformas que ele jogou suas personagens. Acho que ninguém melhor do que ele mesmo para contar mais e mais histórias de suas crias.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

RUDYNALVA disse...

Mari!
Acompanhei a série televisiva e achava um pouco acima das escritas para adolescentes, gostava demais da forma como a Verônica conseguia sempre resolver os casos de forma hilária e até criativa.
E que bom saber que Rob Thomas conseguiu transportar não apenas as personagens, mas também os sentimentos e ambientes onde tudo se passa.
Claro que a leitura vale a pena para mim e irei em busca.
Rob Thomas

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger