quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

RESENHA: O Nome da Estrela

“— [...]. As pessoas compreendiam por que alguém iria querer matar alguém ou roubar alguma coisa por raiva ou inveja. Mas havia um homem matando aparentemente sem motivo algum, caçando e retalhando mulheres pobres e vulneráveis. Não havia explicação. O que o tornava tão aterrorizante era que ele não precisava de motivo. Ele só gostava de matar. E os jornais repetiram a história até as pessoas ficarem apavoradas de medo. Ele é o primeiro assassino moderno.” (JOHNSON, 2015, p. 211).

***

Desde que li o livro de contos Deixe a Neve Cair, estava com vontade de conhecer mais a fundo a obra de Maureen Johnson. Isso por que o conto de sua autoria naquela coletânea contava com uma narrativa divertida e envolvente. E foi exatamente isso que encontrei em O Nome da Estrela, primeiro livro da série Sombras de Londres

Rory se muda para Londres para estudar no internato Wexford, e quando chega na Terra da Rainha, descobre que um serial killer está a solta. Trata-se de um copycat, uma pessoa que está replicando os assassinatos de Jack, o Estripador, e mesmo sabendo as datas e locais dos próximos crimes, a polícia fracassa em todas as suas tentativas de capturar o assassino. Entre se adaptar a nova realidade, dar conta de uma carga imensa de deveres e se tornar a única testemunha do novo estripador, Rory ainda terá que aprender como lidar com suas habilidades recém-descobertas. 

O livro é narrado em primeira pessoa e o leitor rapidamente se afeiçoa a Rory, uma aluna inteligente e esforçada, mas também aventureira e destemida, com um senso de humor único. Além disso, a narrativa é extremamente fluída e envolvente, sendo que me impressionei ao constatar que já havia lido mais de cem páginas de uma só vez e não tinha a menor vontade de parar. 

O ritmo da obra é mais vagaroso inicialmente, o que era esperado considerando a necessidade de introduzir o cenário, o contexto e os demais personagens. Mas com o avançar das páginas a narrativa começa a ganhar fôlego, especialmente no momento em que as primeiras revelações surgem e o quebra-cabeça começa a se encaixar. 

A primeira vez que encontrei este livro foi na Amazon americana, quando procurava outros livros de Johnson, e o que me chamou atenção imediatamente foi a mistura entre dois gêneros que gosto muito: fantasia e policial. O mundo criado por Maureen é bem próprio, contando com uma mitologia original e criativa. Porém, na área policial, a autora deu algumas resvaladas, mas que até se mostram justificáveis se considerarmos que este é o primeiro livro da série, e portanto precisa introduzir o novo mundo. 

Minha única crítica ao livro se resume ao desfecho do caso policial, que me pareceu uma opção fácil. A explicação sobre a motivação do assassino é coerente com a proposta do livro, mas não chega a ser empolgante. A obra termina com um cliffhanger bombástico, deixando um gancho promissor para o próximo volume da série.

O Nome da Estrela é uma mistura bem pensada de young adult, fantasia e policial. Apesar de contar com a figura sanguinolenta de Jack, o Estripador, o primeiro livro da série Sombra de Londres é uma leitura leve, despretensiosa e que não decepciona. 

Título: O Nome da Estrela (exemplar cedido pela editora)
Autora: Maureen Johnson
N.º de páginas: 390
Editora: Fantástica Rocco

24 comentários:

Gus disse...

Ja tinha ouvido falar, mas n sabia ao certo do que se tratava. Parece interessante essa coisa dos crimes de Jack o estripador. Deve ser uma leitura boa para passar o tempo e que otimo que ela não decepciona ;)

www.cidadedosleitores.blogspot.com

Leitora Cretina disse...

Olá!
Que mistura louca, mas aparentemente viciante!
Eu não li esse livro, mas espero que esse desfecho fácil tenha uma justificativa boa lá na frente, porque eu detesto quando acaba assim!hahah

Beijão
Leitora Cretina

RUDYNALVA disse...

Bem Alê!
O que me surpreendeu é saber que mesmo tendo Jack Estripador no enredo, o mesmo é leve.
Gosto das misturas dos estilos também, embora o lado policial não tenha sido tão bem desenvolvido.
Mas se tem um lado hilário, já vale a leitura.
“Sonhar é acordar-se para dentro.” (Mario Quintana)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

Karina Valshe disse...

A mistura que houve nesse livro foi bem inusitada, mas não é que parece ter dado certo? Quando li Deixe a Neve Cair, o conto dessa autora foi o que mais gostei entre todos e quando vi que haviam lançado esse livro dela meu interesse foi despertado, não só pela premissa, mas também por ter muita vontade de conhecer outras obras dela.
Romance policial é um dos meus gêneros favoritos e esse ano andei me interessando mais por fantasia do que de costume, esses dois gêneros misturados foi algo que não esperava ver. Uma pena que a autora tropeçou um pouco no romance policial, todavia, isso não torna o livro ruim.
Espero poder iniciar a leitura de O Nome da Estrela logo e que, os próximos volumes sejam ainda melhores.
Abraços

Caverna Literária disse...

Ainda não li nada da autora, e a capa com esse tom dark combina bem com o mistério da história. Fiquei curiosa! Adoro livros assim mais youngadult que são levados pra um lado de suspense

xx Carol
http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
Tem resenha nova no blog de "A Luva de Cobre", vem conferir!

Luiza Helena Vieira disse...

Oi, Alê!
A cada lugar que eu vou, vejo uma opinião sobre esse livro: uns gostam, outros nem tanto.
Eu nunca li nada da Maureen e vou começar por esse pois tenho a curiosidade de saber como ela intercalou fantasia com a história do Jack.
Beijos
Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

Ariane Reis. disse...

Oie Alê =)

Então você consegui matar sua curiosidade e ler esse livro rs... A sua é a segunda resenha que leio dele e pelo visto já tenho duas opiniões positivas sobre ele. Apesar de não ser um gênero que eu leia com frequência, a premissa dele me deixou curiosa.

Ótima resenha!

Beijos;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary

Ana Clara disse...

Oi Alê!!

Sabia que eu conhecia essa autora de algum lugar: ela escreveu um conto no livro As Crônicas de Bane, um spin off de Os Instrumentos Mortais, uma das minhas séries preferidas. A escrita dela é realmente muito divertida, não dá vontade mesmo de parar de ler. Mas enfim, que bom que você curtiu o livro e não se decepcionou.

Beijo!
http://www.roendolivros.com

Nessa disse...

Oie
Fiquei bem curiosa para ler este livro, por que ele contém vários características que me interessaram, gostei.

Beijos
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

Diane disse...

Oie ...
Estou precisando dar uma diversificada em minhas leituras e fiquei bem interessada nesse policial . É bem provável que eu leia !
Deixei anotado aqui :)

http://coisasdediane.blogspot.com.br/

Gabriela CZ disse...

Tenho essa mesma vontade de ler outras obras da Maureen Johnson desde que li Deixe a Neve Cair, Alê. A narrativa dela é incrível, né? Quando vi esse livro quis na hora! E seus comentários me deixaram ainda mais curiosa e intrigada. Preciso ler. Ótima resenha.

Abraços!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

Ycaro Brito disse...

Oi, Alê. O Nome da Estrela me deixou curioso por sua referência com Jack, o Estripador e seus assassinatos. Outro ponto muito forte do livro é seu gênero com uma mescla de terror, horror e suspense, claro. Mas, o livro adquire mais um ponto na maestria da construção de Rory, com características ímpares e agradáveis. Quero ler!
Blog: Consumidor de Sonhos | consumidordesonhos.blogspot.com.br

Thalita Branco disse...

Olá Alê!
Vi o livro nos lançamentos da editora mas nao havia me interessado. Curti a sua resenha! Gostei da premissa e da mistura com terror. Fiquei curiosa :)
Bjs

EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

Carla A. disse...

Adorei! O quote lá em cima já despertou minha atenção. Fui lendo a resenha e me interessando ainda mais pela história. Pena o desfecho não ter agradado tanto, mas ainda assim vai para a minha lista de leituras futuras.

Beijos, Entre Aspas

Alessandra Fernandes disse...

Alê, logo que vi que O Nome da Estrela era de Maureen Johnson, um autor que tenho grande admiração, se trata dessa mistura de young adult, fantasia e policial, e que deixou esse gostinho de quero mais no final do livro, deixando um desfecho para o próximo, tive uma grande curiosidade e interesse em lê-lo, pois amo estórias que fluem e nos faz querer mais e mais. Não posso deixar de conferir!
Bjs!

Evelyn Almeida disse...

Esse é um dos livros que estou querendo. Além de ser um dos meus gêneros favoritos, a premissa é bem bacana. Adorei a resenha.
Post it & Livros

Desbravadores de Livros disse...

Olá, Alê.
Julgando unicamente pela capa, eu não dava nada pelo livro, a verdade é essa. Porém, a sua resenha me surpreendeu. A obra parece conter uma mistura de elementos interessantes, sendo o lado policial o que mais me interessa.
Darei uma chance, mesmo com as ressalvas, sem dúvidas.

Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores!

Mandy disse...

Ooi, tudo bom??
Tem serial killers, fantasia e se passa em Londres? Como eu ainda não tenho esse livro?? Fiquei super curiosa apesar de me irritar quando o suspense acaba sendo uma "saída fácil" para o autor. Também quero ler Deixe a Neve Cair,
Beijoos,
Sétima Onda Literária

Carolina Garcia disse...

Oi, Alê!

ESTOU LOUCA POR ESSE LIVRO!!! Hahahahaha
Desde que vi o anúncio da Rocco fiquei curiosa por esse livro. A mistura de fantasia com policial também me chamou a atenção completamente.

Só não comprei na Black Friday porque ia ganhar de presente, o problema é esse presente chegar até mim! Hahahaha

Sua resenha está ótima e estou morrendo de vontade de comprá-lo! >.<
Não posso comentar ainda sobre o final fácil, mas depois que ler posso dizer se concordo ou não. Provavelmente concordarei, mas nunca sabemos =P

Bjs

livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

Sil disse...

Olá, Alê
Eu também conheci a escrita da autora pelo livro Deixe a Neve Cair que acabei de ler. Eu já tinha visto falar sobre esse livro, mas nem tinha prestado atenção que era dela. Também gosto muito dos dois gêneros, então acho que irei gostar desse. Eu ainda não li nada do famoso estripador, mas sempre vejo livros que fazem referencias a ele e esse me chamou bastante atenção. Só não gostei de saber que é série. Mas acho que é daquelas que tem final né? hehe. Amo quando lemos tantas páginas assim e nem percebemos hehe.

Blog Prefácio

Patrini Viero disse...

É impossível para um fã de literatura policial ler a proposta apresentada por esse livro, contendo o nome do Jack, uma verdadeira lenda no universo, e não ficar empolgado ou no mínimo curioso com esse livro. Eu adorei a capa, posso dizer que ela me parece combinar extremamente com o enredo. Concordo contigo sobre a importância de apresentar o cenário e os personagens, e que esse detalhe possa ter influenciado o andamento e os deslizes da autora no gênero policial-investigativo. Curti pra caramba a mistura de fantasia, policial e young adult, e acredito que essa junção apenas enriqueça a história.

Samira Hammoud disse...

Eu li Deixe a neve cair, mas não conhecia nada da autora. UAU esse me tirou o fôlego só na resenha!

suzana cariri disse...

Oi!
Primeira resenha que leio desse livro e gostei bastante, adoro livros policiais e achei bem legal essa mistura de fantasia, o cenário também ficou bem interessante ainda mais com o Jack e fiquei curiosa sobre esse final !!

Amanda Ferreira disse...

Já li 'Deixe a neve cair' e adorei os contos do livro. Fique curiosa para saber mais sobre este livro, até porque gostei muito do conto dela em 'Deixe a neve cair'. O fato de o livro misturar fantasia e policial me deixou mais interessada em lê-lo ;)

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger