quinta-feira, 12 de julho de 2018

RESENHA: O Menino do Pijama Listrado

o menino do pijama listrado john boyne
Quem acompanha o blog sabe que depois de ler O Pacifista virei fã incondicional de John Boyne. Curiosamente, nunca tive muito interesse em ler sua obra mais conhecida, O Menino do Pijama Listrado, visto que já havia assistido ao filme e não tinha achado aquilo tudo. Porém, depois de conhecer o talento do autor, resolvi dar uma chance ao livro e me arrependi de não ter feito isto antes. 

Bruno é um garoto de nove anos que vive com sua família em Berlim durante a Segunda Guerra Mundial. Quando seu pai é promovido, a família acaba tendo que se mudar para "Haja-Vista", onde Bruno acaba conhecendo Shmuel, um garoto que está do outro lado da cerca e que logo se torna um amigo. 

O Menino do Pijama Listrado é uma estória que revela os horrores da guerra pelo olhar inocente e ingênuo de uma criança. Apesar de Bruno não compreender o contexto em que está, nem suas implicações, o leitor entende o que está acontecendo. Assim, Boyne conseguiu uma façanha incrível: mostrar um mundo de dor e angústia de uma forma extremamente delicada, por mais paradoxal que isto pareça. 

Como não poderia deixar de ser, o livro acaba discutindo diversos temas — tais como amizade, inocência, preconceito, injustiça, solidão, entre outros — de forma sútil. Em nenhum momento Boyne força as reflexões, porém, a estória naturalmente conduz o leitor a pensar sobre tais assuntos.

“Qual era a diferença, exatamente?, ele se perguntou. E quem decidia quem usava os pijamas e quem usava os uniformes?” (BOYNE, 2007, p. 91) 

Os personagens são muito bem desenvolvidos, especialmente Bruno. É impossível não se apegar ao garoto, que conquista o leitor com sua curiosidade e pureza. Além disso, é impressionante como Boyne cria personagens multifacetados, que estão longe da dicotomia heróis ou vilões. 

O final do livro é de partir o coração. Mesmo sabendo o que estava por vir por causa do filme, foi impossível não se emocionar com o desfecho da estória e não ser profundamente impactado. Não sou um leitor que costuma chorar, mas não deu para segurar as lágrimas com O Menino do Pijama Listrado. Curiosamente, esta foi a segunda vez que um livro me fez chorar, sendo que o primeiro livro a atingir este feito foi O Pacifista. 

O Menino do Pijama Listrado é um livro pequeno, com uma estória relativamente simples e linear, mas extremamente intenso a ponto de causar um alvoroço dentro do leitor. Apesar de ser classificado como uma obra infanto-juvenil, creio que leitores de todas as idades apreciarão a leitura e poderão tirar dele diversas lições de vida. 

Este foi o quarto livro do autor que li e seu talento ficou ainda mais evidente. Seja escrevendo dramas adultos ou livros juvenis, Boyne tem a rara habilidade de colocar no papel a essência da nossa humanidade. E creio que seja por isso que seus livros causem tamanho impacto. 

Título: O Menino do Pijama Listrado
Autor: John Boyne
N.º de páginas: 186
Editora: Seguinte
Exemplar cedido pela editora

Compre: Amazon
Gostou da resenha? Então compre o livro pelo link acima. Assim você ajuda o Além da Contracapa com uma pequena comissão.

14 comentários:

Thalita Branco disse...

Olá Alê!
Esse foi o primeiro livro do Boyne que li e virei fã também!
Bjs

EntreLinhas Fantásticas

Choque Literário disse...

Oi, Alê!
Li esse livro em 2014, mas me lembro ainda que o que mais me tocou foi o final, assim como você disse na resenha.
Você já leu Fique Onde Está e Então Corra, do mesmo autor? O contexto desse é a Primeira Guerra e eu acabei gostando mais do que de O Menino do Pijama Listrado, recomendo.
Beijo,
Luiza.

Alice Duarte disse...

Oiii Alê

Esse é um livro tão curtinho e bem tocante, pra mim o autor acertou em cheio em cada detalhe. Com certeza é o tipo de obra que valeria a pena todo mundo ler.

Beijos

www.derepentenoultimolivro.com

Ludyanne Carvalho disse...

Suas resenhas mostram o quanto Boyne é um autor incrível.
Esse livro entrou para minha lista tem pouco tempo, e com essa resenha linda eu quero que ele saia logo da lista e venha para minhas mãos. Até deixei de assistir o filme.
Gosto muito de histórias que se passam em tempos de guerra, o sentimentos transmitidos são sempre profundos.

Beijos

Diane disse...

Olá...
Eu AMOOOOO esse autor! O MENINO DO PIJAMA LISTRADO foi a primeira obra que li do Boyne e logo já virei sua fã <3
O livro é curto, mas, assim como você disse, é muito intenso e profundo.... E aquele final? Chorei horrores!
Leitura mais que recomendada ;)
Bjo

http://coisasdediane.blogspot.com.br/

Gabriela CZ disse...

Quero muito ler esse livro, Alê. Deixei de ver o filme para ler antes, e pelo visto foi uma decisão acertada. Ótima resenha.

Beijos!

RUDYNALVA disse...

Alê!
Já tive oportunidade de ler e a história é bem sensível.
É um primor que mostra que mesmo a tantas atrocidades da época, uma amizade sincera surgiu.
Assisti o filme bem depois, acredito que ano passado e é bom também.
Bom final de semana!
“A consciência é o melhor livro de moral e o que menos se consulta.” (Blaise Pascal)
cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

Atraentemente Evandro disse...

Quero muito ler. Eu já havia assistido o filme e confesso que gostei. Como você gostou mais do livro, com certeza minha experiência com a leitura será maravilhosa. Realmente os livros costumam em muito superar as adaptações.

Vitória Pantielly disse...

Oi Alê,
Imaginei que já tivesse lido o livro, sabendo de sua paixão pelo autor, que bom que o fez, porque sim, por mais que eu - ao contrário de você - tenha gostado do filme, ele não capta metade da essência do que Boyne escreveu.
Uma época tão maldosa vista pelos olhos de uma criança, não dá nem para descrever como chorei, não só com o final, mas no decorrer da história. Tem uma parte, em que Bruno conversa com um dos Judeus que está na casa, precisei parar a leitura ali, dar um tempo de depois continuar.
Enfim, um dos melhores livros que já li, e sim, chorei muito.
Beijos

Nicole Longhi disse...

Este é o único livro que li do autor, e também creio que foi um dos livros que mais me fez chorar.
A inocência das duas crianças numa época horrível como aquela sempre acaba nos deixando emocionados.
Acabei nem assistindo o filme, pois quero ficar só na experiência do livro.

beijinhos
She is a Bookaholic

Ana I. J. Mercury disse...

Oi Alê,
aiii O Menino do pijama listrado é um dos meus livros preferidos da vida!
Aliás, preciso reler pela 3x esse ano!
Eu adoro, apesar de triste, a amizade do Bruno e do Shmuel é muito inspiradora e nos emociona muito, além de mostrar verdadeiramente todo o drama e as injustiças causadas pela guerra.
bjs

Luana Martins disse...

Olá, Alê
Ainda não li nada do autor Boyne, mas quero muito.
Vejo muitas pessoas falar maravilhas de seus livros tenho certeza que vu amar esse livro e chorar muito choro por quase tudo sou manteiga derretida.
Gosto de livros que que passam num ambiente histórico e da maneira como o autor escreveu de maneira que pessoas de todas as idades podem ler e refletir sobre os temas abordados.
Beijos

Ana Paula Santos Moreira disse...

Ainda não li esse livro e nem assisti ao filme. Na realidade tenho medo de ficar chocada com a història, pois fico impressionada com facilidade. Mas vou buscar coragem para ler, ja que são poucas páginas.

Ycaro Santana disse...

Amei a resenha pois você descreveu bem o que livro passa, faz tempo que li mas pude sentir novamente enquanto lia sua resenha e até bateu aquela vontade de reler. Muito obrigado por me proporcionar isso. A história é muito emociante!

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger