quinta-feira, 14 de agosto de 2014

RESENHA: O Melhor Guia de Nova York

“Não há distração melhor que as luzes de Manhattan acendendo enquanto a noite cai.” (ANDRADE, 2013, p. 63)

Nova York combina com pressa. Esse é um dos fatos que Pedro Andrade destaca no seu “O Melhor Guia de Nova York”. O livro, porém, é para ser lido em doses homeopáticas para evitar que gere uma vontade incontrolável de correr para lá (vai acontecer de qualquer jeito, mas não custa tentar evitar).

Se você, assim como eu, tem fascínio por Nova York e sonha em andar por aquelas calçadas movimentadas, esse livro é para você. Mas um conselho: leia longe de seu telefone, computador ou qualquer outro dispositivo que permita contato com seu agente de viagens ou mesmo a internet, porque acredite, é impossível não se deixar seduzir pela visão que Pedro Andrade tem da cidade que nunca dorme.

O prefácio, escrito por Lucas Mendes, é simples e direto como o próprio texto de Pedro. Afinal, porque enfeitar quando o assunto é Nova York? O autor deixa a cidade mostrar seus (muitos) encantos e transparece em cada frase seu amor por ela. Isso talvez seja o mais bacana de “O Melhor Guia de Nova York”: não se trata apenas de um livro caprichado com ótimas dicas sobre o que conhecer na cidade, mas sim de uma (ou melhor, várias) declarações de amor às várias Nova York que você encontra dependendo do endereço, do seu estado de espírito e até mesmo da estação do ano que escolheu para a visita.

Dividido por capítulos de acordo com as facetas da cidade (mundo, clássico, Brooklyn) e o que de melhor ela tem a oferecer (arte, jazz, esportes, compras, mesa...para citar alguns), o livro não se limita a apresentar os lugares, o que você encontra por lá e como faz para visitá-los. É possível saber a história por trás de cada estabelecimento, porquê e como surgiram (e como o autor se sente em relação a eles). Recheado com muito bom humor, o texto de Pedro Andrade é uma delícia, quase uma conversa, e rende muitas risadas graças aos comentários espirituosos do autor.

A edição é linda. A diagramação abraça o estilo informal do texto e destaca trechos como se o leitor tivesse feito isso de seu próprio punho. É claro que um guia como esse não estaria completo sem fotos e neste caso podemos ver uma Nova York que foge das fotos de cartões postais e tentam exprimir a atmosfera daqueles lugares (e os sabores daquelas comidas, o que, convenhamos, é uma deliciosa crueldade). A edição só não é impecável porque, tendo recebido tanta atenção, era merecido que tivesse recebido também uma capa dura.

Nova York sempre me fascinou. Talvez seja a promessa camuflada de que lá você é invisível (talvez justamente por isso, meu capítulo favorito do livro foi o dedicado aos “Solitários”) ou a pressa que se cheira ao sair da estação de metrô, ou ainda o fato de que a cada dia a cidade pode ser diferente dependendo da esquina que você escolher dobrar. Sempre tive a impressão de que o dia em que eu pisasse na cidade não iria querer pisar fora. O que Pedro Andrade mostra em seu livro só me fez reforçar essa sensação. “O Melhor Guia de Nova York” é um gostinho do que essa cidade cheia de vida tem a oferecer, a partir do ponto de vista de alguém que afirma que “Felicidade é acordar em Nova York. O resto é contagem regressiva.”

“A energia que pulsa nas veias dessa cidade não é algo explicável; é um fenômeno para ser sentido, não analisado.” (p. 10)

Título: O Melhor Guia de Nova York (exemplar cedido pela Editora)
Autor: Pedro Andrade
Nº de páginas: 268
Editora: Rocco

8 comentários:

Diêgo Borges de Oliveira disse...

Oi, Mariana, tudo bem?
Nuss, Nova York é uma daquelas cidades quase utópicas, que eu sonho em conhecer. A cidade que orgulha todo norte americano, e brilha sempre nas imagens em que é retratada!
E a música então?
Quer saber? Eu gostaria um bocado de conhecer esse guia. Se por enquanto não tenho condiçoes de ir fisicamente para essa cidade, hehe, pelo menos posso ir intelectualmente. Adorei a sugestão!!!!

Aa, depois de muito tempo, voltei a escrever no Peças de Oito, passa lá depois e dá uma olhadinha se puder, blz? Ficaria muito feliz em te ter por lá novamente...

Abraços!!!!

pecasdeoito.blogspot.com.br

RUDYNALVA disse...

Mari!
Ler um livro que desvenda os mistérios ocultos e explícitos de uma das maiores cidades do mundo e possivelmente aquela que todos desejamos conhecer um dia, é fascinante.
E se a escrita do autor é envolvente e nos cativa, ainda melhor.
Anotei aqui para uma leitura futura.
cheirinhos
Rudy
Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

Gabriela Cerutti Zimmermann disse...

Sempre sonhei em visitar Nova York, mas não sei porque não tinha me atraído por esse livro. Talvez justamente por isso Mari, por ter medo de que me despertasse uma vontade louca de ir imediatamente. [rs] Mas diante de tais comentários vejo que é além de tudo um ótimo livro. Ótima resenha.

Abraço!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

Nardonio disse...

Não sei o porquê, mas nunca tive esse sonho todo de conhecer Nova York. Se tivesse oportunidade de ir, claro que iria, mas nunca chegou a ser minha primeira opção. De toda maneira, acho que deve ser um bom livro pra quem tem esse desejo de conhecê-la.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

Luiza Jardim disse...

NY é o único lugar dos EUA que sempre me fascinou!!
Tenho muita vontade de conhecer mesmo!
E esse livro parece que seria um perigo na minha mão... porque acabaria querendo comprar uma passagem...rsrsrs...
Bjs, Lu
http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

Camylla Carvalho disse...

NY deve ser uma cidade maravilhosa,, vou la no final do ano e estou pensando em ler esse livro pra saber mais da cidade :)

Forever a Bookaholic
Curta a página do blog

Tici Faria disse...

Oláá! Eu tenho esse guia, não sei quando vou poder usá-lo, mas já tá aqui em casa para garantir hahaha bem quando o desejo de visitar NY bater aqui, vou pegá-lo para dar uma lida! Realmente me parece um guia que você n precisa ir viajar para abrir as páginas. Beijos!

bibliophiliarium.com

Liza Mikaelly disse...

Meu sonho é conhecer Nova York! sempre fico olhando as imagens na internet kkkk... A maioria dos meus livros tem NY como pano de fundo! não sei porque mas está cidade fascina todos. Acho que esse livro foi feito só para torturar quem não pode ir kkkk...
Beijos <3

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger