sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

RESENHA: Stephen King, a biografia: Coração Assombrado

“ ‘A literatura deve ser algo tórrido e próximo’, disse. ‘Quero que ela alcance a pessoa, agarre-a e a prenda em um abraço ardente, sem deixá-la partir. Sempre busquei machucar o leitor e, ao mesmo tempo, diverti-lo. Acho que um livro deve ser uma coisa realmente viva e perigosa, em várias maneiras.’ ” (KING apud ROGAK, 2013, p.60)

Costumo dividir meu histórico como leitora de Stephen King em duas fases. A primeira consiste em três leituras, das quais uma gostei muito, uma apenas gostei e uma não gostei nenhum pouco. Passado isso, achei ter encerrado meu relacionamento com os livros do autor e me dava por satisfeita por ter conhecido “o tal Stephen King” que todo mundo parecia gostar tanto. Minha frase final sobre o assunto: “Stephen King não é grande coisa”. Anos se passaram, outros livros vieram e esse deve ser um dos comentários que mais me arrependo de ter feito a respeito de literatura. Hoje digo: “Stephen King é um gênio!” Sua biografia só comprova isso.

Com um texto direto e fluido, Lisa Rogak nos presenteia com um apanhado de histórias que transitam por toda a vida do autor (a publicação original do livro é de 2008). Embora em alguns momentos eu tivesse a sensação de que essas histórias eram soltas e que algumas idas e vindas no tempo acontecem (trazendo até mesmo algumas informações repetidas) isso não me incomodou. Em se tratando de biografias, “Coração Assombrado” é uma das que mais gostei de ler.

Stephen King não teve uma vida fácil, mas a imaginação fértil que tanto amamos já dava seus primeiros indícios na infância quando começou a escrever seus primeiros textos. A determinação de King em se tornar escritor é admirável, assim como sua dedicação ao ofício (que não dá indícios de diminuir com o sucesso ou a idade).

Mas talvez o mais marcante neste livro tenha sido descobrir que a facilidade de King em ter ideias e sua capacidade de enxergar grandes histórias nas cenas mais corriqueiras não são casos isolados e acontecem a todo o tempo. Prova disso são os inúmeros romances concluídos que ficaram por anos guardados em suas gavetas; a ocasião em que devia escrever o início de um conto para que os participantes de um concurso o terminassem, mas não conseguiu parar e entregou o conto completo para o editor, dizendo: “Corte onde quiser”; ou ainda os inúmeros contos que enviou para pequenas revistas por valores irrisórios apenas para elevar o status das publicações e até tirá-las da falência, tendo consciência do que seu nome em uma capa é capaz de atrair. Stephen King não vê problema em usar seu nome para ajudar os outros, mas se ofende quando fazem isso às suas custas apenas para gerar lucro (por exemplo, quando insistem em fazer sequências desnecessárias e de baixa qualidade de filmes inspirados em seus livros – como “Carrie 2”, “Colheira Maldita 2” – sem sua autorização e apenas porque foi encontrada uma brecha no contrato).

Ler uma biografia de Stephen King é ler também sobre Tabitha King. Casada com o autor há mais de quarenta anos e mãe dos seus três filhos (entre eles o escritor Joe Hill), Tabby (como é chamada pelo marido e amigos) é parte fundamental na carreira de Stephen King, sendo sua primeira leitora mais confiável e crítica mais rigorosa.

Muitas das informações de “Coração Assombrado” não foram novidades para mim que já estava bastante familiarizada com o documentário “Stephen King – Shining in the Dark” (traduzido por mim e pelo Alê há algum tempo, em parceria com o site Stephen King Brasil). O documentário, aliás, é citado inúmeras vezes.

Mais uma vez é impossível não elogiar o capricho da Editora Darkside, que parece tratar seus livros como obras de arte destinadas à leitura. “Coração Assombrado” ganhou uma edição simples e, ao mesmo tempo sofisticada, que prova que não são necessários mil desenhos nas páginas para mostrar esmero. Além disso, há um detalhe simpático: todas as páginas que somam treze ou múltiplos de treze tiveram os números riscados em respeito ao biografado que tem medo deste número (sim, acreditem. O mestre do terror tem medo de quase tudo. Aranhas, escuro, aviões...e a lista segue).

É inegável que Stephen King é uma lenda da literatura contemporânea, o que torna essa biografia fascinante mesmo para quem não é fã do seu trabalho, afinal, “Coração Assombrado” é sobre o homem e não sobre os livros.

Há tempos acredito que o mais assustador nos livros de Stephen King não são suas histórias e sim as histórias por trás das histórias, porque para um aspirante a escritor, nada mais aterrorizante (e admirável) do que a capacidade desse homem de ter ideias e transpô-las para o papel. Tendo dito isso, “Coração Assombrado” encanta (e assusta!) da mesma maneira que os melhores livros de King fazem.

Título: Stephen King, a biografia: Coração Assombrado
Autora: Lisa Rogak
Nº de páginas: 320
Editora: Darkside

24 comentários:

RUDYNALVA disse...

Mari!
Adoraria apreciar a biografia do mestre King, principalmente porque me parece bem escrita, com detalhes únicos sobre a vida do mestre do terror.
Nem sabia que ele tinha tantos medos...
“Sentir é criar. Sentir é pensar sem ideias, e por isso sentir é compreender, visto que o Universo não tem ideias.” (Fernando Pessoa)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

Alessandra Fernandes disse...

Mari, o que podemos dizer sobre Stephen King, não é mesmo? Sei que ele é um mestre e um exemplo de escritor. Li somente uma de suas obras e já me considero uma fã.
Não sou de ler biografias, mas se existe uma que me chamaria atenção, seria Coração Assombrado. Adoraria poder saber mais de sua vida, sua infância e família, as dificuldades que passou e até seus medos (como assim ele tem medo de tudo?!). Quero ler!

Thalita Branco disse...

Olá Mari!
Sou fã do King e a tempos quero ler essa biografia. Acho incrivel a capacidade que ele tem de criar histórias.
Bjs

EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

Gabriela CZ disse...

Quero muito ler essa biografia do King, Mari. Todavia, sinto como se ainda não fosse "digna" e que devo conhecer mais algumas de suas obras antes. Mas seus comentários me deixaram bem curiosa para saber mais sobre a vida desse grande mestre. Ótima resenha.

Abraços!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

Luiza Helena Vieira disse...

Oi, Mari!
Eu não sou muito fã de biografia, mas essa do King eu leria. Ele é um dos meus autores favoritos. Foi um dos primeiros que li quando comecei minha vida literária.
Beijos
Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

Sil disse...

Olá, Mari.
Eu já li mais de vinte livros do autor e só gostei de 3 até agora, por isso não me considero fã. Mas seu talento é inegável. Só porque eu não gosto não vou dizer que ele não é bom hehe. E também não gosto muito de livros de biografia. Mas está ai uma que eu tenho vontade de ler. Já ouvi um pouco sobre ele e acho que seria muito interessante essa leitura.

Blog Prefácio

Ycaro Brito disse...

Oi, Mari. Confesso que Stephen King, a biografia: Coração Assombrado, eu não tenho o costume de ler biografias, mas esta em especial não me atraiu porque não li nada do King ainda, então pretendo concluir a leitura de um dos seus livros para decidir se gosto ou não do autor. Fora isso, Lisa Rogak parece representar bem a vida do autor, mesmo com algumas cenas desnecessárias e repetidas. A Darkside capricha sempre ♥.

Gus disse...

Não costumo ler biografias, mas amaria ler essa! Sou completo fã de Stephen King! Adoro o jeito dele de escrever e de humanizar tanto seus personagens!
Nunca acho esse livro, mas vou continuar procurando :3

Nana Barcellos disse...

Oi Mari,
Ta aí uma biografia que adoraria ler.
Eu ainda estou em baby steps com o autor e quando o descobri no twitter, passei admirá-lo ainda mais...conheço bastante de suas adaptações e espero que futuramente muito de seus livros.

E nossa, preciso urgentemente de um livro da Darkside na minha estante... :(

tenha um ótimo domingo.
Nana - Obsession Valley

Camila Monteiro disse...

Esse livro é magnífico! Li voando. Genial como o desenvolvimento do escritor perfeito que ele é!

>> Vida Complicada <<

Postando Trechos disse...

Não me interesso muito em biografias. Mesmo sendo o King, acho que não leria...

Beijos,
http://postandotrechos.blogspot.com.br/

Silviane Casemiro disse...

Oi, Mari! Eu morro de curiosidade de ler essa biografia dele. Admiro muito o trabalho do autor mesmo tendo lendo só duas de suas obras (e uma terceira em andamento). Curiosidade maior ainda de conhecer um pouco mais sobre a vida pessoal.
Beijos
SIL ~ Estilhaçando Livros

Priscilla Frasnelli Rocha disse...

Oi Mari, tudo bem?
Não sou muito fã de biografias, mas gostei de ler sua opinião sobre a de Stephen King. Só li um livro do autor, e amei. Estou com dois títulos na estante esperando a sua vez. =)
Beijos,

Priscilla
http://infinitasvidas.wordpress.com

Elder Ferreira disse...

A tua resenha tá interessantíssima. Nunca li nada do King e acredito que seja apenas porque não me interesso por terror, mas acredito que em algum momento na vida nossos caminhos irão se cruzar. Eu sei de algo, porém, da vida pessoal dele que sempre carregado comigo quando escrevo algum texto e o acho ruim a ponto de querer jogar fora: King jogou fora o original de Carrie pois achou muito ruim e sua esposa achou no lixo, gostou muito e enviou para ser publicado. Isso não é fantástico? Talvez ele fosse crítico demais com si mesmo, mas isso levanta a questão de "o que queremos escrever" e "o que o leitor quer ler". Enfim, eu toparia ler a biografia sem antes ler as obras dele, eu acho que torna a leitura das obras ainda mais interessante quando você conhece o contexto por trás delas!

Um abraço,
http://www.oepitafio.com/

Jul T. disse...

Arrepiei com essa resenha, principalmente no último parágrafo <3
Blog Entretanto

Vanessa Vieira disse...

Gostei da resenha Mari. Stephen King é um dos meus autores favoritos e também um dos responsáveis por hoje eu ser uma bookaholic assumida. Li uma autobiografia dele lançada pela Suma de Letras e fiquei apaixonada! Com certeza quero ler esta da Darkside também. Beijo!

www.newsnessa.com

Carla A. disse...

Não li muitas coisas do King, mas desde a primeira vez tive a opinião que você teve quando resolveu dar mais uma chance ao autor: ele é um gênio! Para quem é fã, essa biografia parece ser um presentão!

Beijos, Entre Aspas

Diane Ramos disse...

Oi...
Adorei a resenha !
Ainda não li nada dessa autor super aclamado pelos leitores, mas, pretendo fazer isso em breve .
Beijos

Patrini Viero disse...

King foi o meu primeiro e mais duradouro contato com a literatura de terror. De lá para cá, muitos outros nomes entraram e saíram desta lista, mas apenas consolidaram a influência que o mestre possui no meu gosto pelo gênero e o grande talento que ele possui para o dom da escrita. A forma como ele desenvolve suas histórias e personagens a partir de fatos e características bastante comuns e nada excepcionais é fenomenal, e acredito que o psicológico seja o mais aterrorizante em seus livros. Essa biografia é uma aula não só de escrita, mas de persistência, superação e caráter.

Clayci disse...

Dificilmente me interesso por biografias, mas esta é uma que tenho vontade de ler. King fez e faz parte da minha vida e conheço muito pouco da sua história pessoal, mas o suficiente para admirá-lo ainda mais ^^

Adorei a resenha
www.saidaminhalente.com

Carolina Garcia disse...

Olá, Mari!

Eu amo todos os livros da Darkside pelo menos na parte estética porque eles têm um cuidado e um capricho incrível tornando todos os exemplares em pequenas peças de arte.

Imagino que uma biografia do mestre do suspense deva ser incrível mesmo. E não sabia que ele tinha medo do número 13. Hahahaha. De aranhas sim. Mas todo mundo tem medo de aranhas, então nunca estranhei. xD

Estou curiosa para checar esse livro. Mas provavelmente será só no ano que vem.

Bjs

livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

Samira Hammoud disse...

Eu não curto biografias mas eu adoraria ler essa, esse autor é maravilhoso!!!

suzana cariri disse...

Oi!
Ainda não li nada do Stephen King mas sempre tive muito curiosidade de conhecer sua escrita depois de ouvir as pessoas falarem tanto sobre ele, e mesmo não gostando de biografias a resenha me deixou interessada em ler, conhecer melhor essa escritor principalmente sua vontade em seguir a profissão e a criação de suas historias !!

Amanda Ferreira disse...

Muito interessante conhecer mais sobre os autores que tanto ouvimos falar. Nunca li nada de Stephen King, infelizmente, mas já li muitas críticas positivas sobre seus livros. Não sou muito fã de biografias, mas quando são curtinhas vale a pena conferir!

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger