quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Especial de Fim de Ano: Parte 2.1

Em 2016, o nosso tradicional Especial de Fim de Ano ganhará um formato diferente. Por razões externas a nossa vontade, não conseguimos gravar os vídeos a tempo de os posts irem ao ar nesta época, mas também não quisemos deixar que o especial se perdesse. Por isso, dessa vez, as duas primeiras partes serão feitas na forma de post escrito e a última na forma de vídeo.

Para quem ainda não conhecesse os nossos especiais, uma breve explicação: na primeira parte comentaremos como foram as leituras dos livros que, no especial de 2015, elegemos como as nossas maiores expectativas para 2016. Na segunda, vocês saberão quais foram as nossas melhores leituras desse ano. Por fim, vamos contar para vocês quais os livros que mais estamos desejando para 2017. 

Especial de Fim de Ano - Parte 2.1: Retrospectiva Literária - Melhores de 2016: Lista da Mari

5. Diário de uma Escrava (Rô Mierling) 
Pode até ser que algumas coisas em “Diário de uma Escrava” sejam previsíveis (não é difícil imaginar alguns dos horrores pelos quais a protagonista passa, principalmente se essa não é a sua primeira história dentro dessa temática) ou até mesmo forçadas, mas nada disso anula o impacto que as cenas têm sobre o leitor e o choque provocado pelo desfecho da história dessa adolescente raptada e mantida em cativeiro como escrava sexual. Escrito por uma ghost-writer, acredito que o livro tenha mais a intenção de alertar para uma realidade infeliz do que criar o thriller do ano e sem dúvida nenhuma consegue dar esse choque de realidade (amarga) no leitor. Terminei a leitura há poucos dias, então é possível que eu ainda esteja sob a influência dela, mas conquistou seu lugar neste top por ser a minha leitura mais pesada do ano. (resenha em breve)


Livro que inspirou o meu filme favorito de Alfred Hitchcock e para o qual eu tentei diminuir as minhas expectativas, apenas para descobrir que não havia razão para isso. A história de um policial aposentado que se apaixona obsessivamente por uma mulher envolta em mistério brinca com as certezas do leitor e o manipula com habilidade até a grande revelação das últimas páginas. Muito da graça da leitura de um thriller psicológico está na angústia de não saber o que está acontecendo, na expectativa de tentar descobrir e, com sorte, se surpreender. Por isso, são poucas as histórias do gênero que funcionam quando o leitor já tem todas as respostas de antemão, como era o meu caso graças ao filme (apesar de haver diferenças entre as duas obras). “Vertigo – Um Corpo que Cai” é um desses raros casos.


Bons thrillers estão em falta, mas ainda é possível encontrar histórias bem articuladas, que não tentam chocar em excesso nem virar a cabeça dos seus leitores, apenas mantê-los interessados e tensos, tentando desvendar uma trama inteligente. Delphine de Vigan conta com duas personagens intrigantes, Delphine (os olhos parciais que nos relatam toda a história) e L. (perigosa e misteriosa), e cria uma atmosfera de perigo desde o início, plantando pequenas pistas, deixando seu leitor preencher lacunas, mas ainda guardando espaço para surpresas em torno dessa amizade obsessiva. Por não fazer promessas que não pode cumprir, desenvolver muito bem a sua trama e ainda conseguir, em alguns momentos, me remeter a ótimos livros como “Misery” e “No Escuro”, “Baseado em Fatos Reais” garantiu seu lugar no meu top.


2. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (J.K. Rowling, John Tiffany & Jack Thorne)
Talvez uma das leituras mais estranhas do ano por se tratar da adaptação de um roteiro teatral, mas sem dúvida a mais deliciosa de 2016 (tanto que li em um único dia, pois simplesmente não consegui largar). A história, claro, não era absolutamente necessária, já que a saga dos nossos personagens acabou lá no sétimo livro. Mas fica claro que esse novo capítulo tinha sim algo para contar e não foi escrito apenas para ser “uma nova história de Harry Potter”. Eu gostei muito de poder voltar àquele mundo que por tantos anos acompanhei. Gostei ainda mais da saudade e da nostalgia que a história me despertou. A única coisa que lamento depois da leitura é estar me sentindo ainda mais órfã de tudo aquilo. “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” ganha o segundo lugar do meu top não por ser uma história inesquecível (já que ela é apenas um capítulo inesperado de uma das mais inesquecíveis histórias da literatura) e sim pelo que significa ser essa continuação, tantos anos depois de nos despedirmos nos nossos tão amados personagens na plataforma 9 ¾. Ganha esse segundo lugar por me proporcionar uma nova aventura cheia de perigos. Por me fazer rir do Rony, me orgulhar da Hermione, admirar o Harry....mais uma vez. (resenha em breve)


A história de um adolescente que cometeu um massacre no colégio contada através de cartas escritas de sua mãe para o seu pai em uma forma de catarse foi muito mais surpreendente do que eu imaginava. Para começar, eu esperava que a mãe amasse seu filho incondicionalmente: eu estava errada. Eu esperava que Kevin fosse cativante e que eu me sentiria dividida entre compreende-lo e odiá-lo pelo que fez: eu estava (muito!) errada. Eu esperava que, sabendo desde as primeiras páginas o que Kevin faria, o livro não guardasse muitas surpresas: não só eu estava errada como também despreparada para um desfecho que me deixou sem fôlego. Além de tudo isso, passei o livro inteiro querendo adentrar a história e dar uma lição em todos os personagens porque essa é uma daquelas histórias em que tragédias acontecem não por um único fator ou uma decisão isolada, mas sim por um acúmulo de erros que todos os envolvidos cometem. Sem dúvida merece a badalação que recebeu há alguns anos e até me surpreende que ocupe o primeiro lugar desta minha lista. Eis que tenho um lamentável problema de perder o envolvimento quando demoro um pouco mais para fazer uma leitura e no caso de “Precisamos falar sobre o Kevin” levei três vezes meu tempo normal por razões que nada tinham a ver com o livro. Ainda assim, isso não impediu a história de me marcar e se ela conseguiu esse feito, apesar da minha barreira, é porque merece sim essa posição de destaque.

Confira também: 

18 comentários:

Luiza Helena Vieira disse...

Oi, Mari!
Eu ODIEI Criança Amaldiçoada. Queria esquecer tudo que li quando terminei
Eu estou com Diário de uma Escrava pra ler aqui e estou bem esperançosa.
Beijos
Balaio de Babados
Participe do Natal Literário
Participe da promoção de três anos de Um Oceano de Histórias
Participe do Sorteio de Final de Ano

Luciana Campos disse...

Nossa, Mari, não li nenhum dos livros dessa lista, mas fiquei muito feliz de ver que Precisamos falar sobre o Kevin estava como o seu melhor livro do ano! Desejo esse livro há muito tempo, e ver mais e mais opiniões positivas sobre ele me instiga ainda mais a conferir a obra logo.
Também tenho muita curiosidade com Vertigo, me lembra muito o estilo de livros do Sidney Sheldon.

Ariane Reis. disse...

Oie Mari =)

Adoro post de retrospectivas *-* Hoje li tantos que estou me sentindo ainda mais nostálgica embora esse ano tenha sido uma droga rs...

Confesso que li tanta resenha negativa de Harry Potter e A Criança Amaldiçoada que estou com medo de me decepcionar =/

Beijos e um Feliz Ano Novo para você e sua família!
;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary


Raissa Novaes disse...

Oi Mari!
De todos esses eu li apenas Harry Potter e a Criança Amaldiçoada e foi uma ótima leitura. Foi nostálgico voltar nesse mundo mágico *-*
Beijos!

Books & Impressions

Nessa disse...

Oi Mari
Não li nenhum dos livros citados, mas este de HP vi muita gente falando negativamente dele.

Beijinhos
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

Alessandra Salvia disse...

Oi Mari,
Eu só li o novo Harry Potter e amei.
Esse ano foi bem especial.
Beijos
http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

Naiara Fidelis Da Silva disse...

Não li nenhum desta lista, porém estou com bastante vontade de ler todos. Inclusive A Criança Amaldiçoada.

Sávio França disse...

Oi, Mari.
Eu achei a edição de "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada" muito bonita, mas não sei ainda quando irei ler. Acredita que ainda não li os livros da série "Harry Potter"? Já assisti aos filmes apenas.
Pretendo ler "Morte Súbita" ou "O chamado do Cuco" para conhecer a escrita da Rowling. Depois me aventuro nos livros do bruxinho.

Abraço e boas festas!
Tudo Online

Sil disse...

Olá, Mari.
Vou aguardar sua resenha de Harry Potter. Eu gostei de voltar para aquele mundo, mas não consegui ver ali meus personagens queridos. Os que estavam ali eram muito diferentes. Tenho muita vontade de ler Vertigo e assim que der eu vou ler ele.

Blog Prefácio

Gabriela CZ disse...

Dos seus melhores do ano só li "A Criança Amaldiçoada", Mari. Tive uma opinião bem semelhante a sua, de não ser necessário mas que valeu a aventura. Estou curiosa para conferir sua resenha. Falando em curiosidade, seus comentários aumentaram meu interesse por Diário de Uma Escrava. Também tenho interesse pelos outros três citados, especialmente Precisamos Falar Sobre Kevin. Enfim, ótimo post.

Beijos!
Portal Andar de Cima

RUDYNALVA disse...

Mari!
Sempre gosto das retrospectivas porque me lembro de algumas resenhas e posso conhecer livros que não li ainda.
Quero ler a Rô Mierling e Harry Potter.
“Não existem sonhos impossíveis para aqueles que realmente acreditam que o poder realizador reside no interior de cada ser humano. Sempre que alguém descobre esse poder, algo antes considerado impossível, se torna realidade.” (Albert Einstein)
FELIZ 2017!
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

Thay Freitas disse...

Ótimas escolhas ♥
Ainda não li nenhum de HP, mas tá na meta pra 2017!
Tem que rolar, pelo amor de Deus. Me sinto fora do ninho por ser uma das poucas que ainda não leu nadinha dele rs

Feliz Ano novo ♥
Sankas Books

Desbravador de Mundos disse...

Olá, Mari.
Dos mencionados, o único que desperta a minha curiosidade de verdade é Precisamos falar sobre o Kevin. Ele entrou na minha lista de desejados após a sua resenha e pretendo ler no próximo ano. Parece ser uma leitura perturbadora e interessante.
Espero gostar tanto quanto você.

Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

Caverna Literária disse...

Tentei ler esse novo livro de HP, mas infelizmente não me adaptei com o tipo de narração. Eu assisti o filme de Precisamos falar sobre Kevin e achei forte, então imagino como seja o livro. Você já leu Lista Negra? Tem uma premissa maais ou menos semelhante, sobre aluno massacrando outros estudantes devido a bullying. Recomendo!
Feliz ano novo, Mari e Alê!

xx Carol
http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

Vanessa Vieira disse...

Gostei do especial de fim de ano Mari. Estou ansiosa para ler Precisamos Falar Sobre Kevin, afinal o filme foi muito bom. Beijo!

www.newsnessa.com

Ana I. J. Mercury disse...

Fiquei com muitaaaa vontade de ler O Diário de uma escrava, ainda mais com essa capa tão bonita! To esperando, me preparando para começa-lo
Também ameeeei demais Harry Potter and the Cursed Child, lindo e muito especial!! <3
Precisamos falar sobre Kevin é outro que está há anos na minha listinha, mas também não tive coragem de lê-lo kkk
bjoss

Sora Seishin disse...

Oi Mari!
Não li nenhum livro da sua lista! Queria ler o do HP, mas esse negócio de ser o roteiro do teatro me deixa com um pé atrás.

Feliz ano novo :)
Beijos,
Sora - Meu Jardim de Livros

Tony Lucas disse...

Oi Mari, tudo bem? Não li nenhum dos livros que você citou no post mas tenho muita vontade de ler Precisamos Falar Sobre o Kevin. Um feliz 2017 para você com ótimas e novas leituras.

Abraços
https://tonylucasblog.blogspot.com.br

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger