sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

RESENHA: Fraude Legítima

Fraude Legítima - E.Lockhart
Depois de “O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks” (um livro divertido com uma protagonista cheia de personalidade) e “Mentirosos” (um suspense surpreendente) confiei que E. Lockhart me daria uma boa experiência com seu novo livro, “Fraude Legítima”. Confiei sem nem ler sinopse.

Imogen e Jule são boas amigas. Se parecem fisicamente, mas vivem em realidades opostas. Imogen, filha adotiva de um casal rico, quer sua liberdade mais do que qualquer coisa que os pais sonhem para ela. Jule é uma moça sem família, determinada a fugir do passado e ser quem quiser ser no futuro. Mas desde que Imogen decidiu cometer suicídio pulando de uma ponte, as coisas tem sido complicadas para Jule.

A história é contada de trás para frente. No primeiro capítulo, vemos Jule sozinha em um hotel luxuoso no México, mentindo sobre si mesma, sem que tenhamos ideia do porquê. Aos poucos as cortinas vão se abrindo, mas quanto mais vemos sobre as duas amigas, menos certezas temos. A cada semana que retrocedemos, as verdades vão se contorcendo, e tudo que acreditamos ser verdadeiro nos primeiros capítulos vai adquirindo novos contornos. Não sabemos no que reside o suspense porque não sabemos qual é a resposta que procuramos, tampouco qual a pergunta que nos move. Isso porque a autora desenvolve a história de forma que não sabemos em que terreno estamos pisando, apenas que ela está nos levando mais e mais fundo.

Assim como em "Frankie Landau-Banks", Lockhart dá vida a personagens femininas cheias de atitude. A princípio, é Imogen quem intriga. Devido ao suicídio, demora alguns capítulos até que a encontremos. Até lá, tudo o que temos são as lembranças de Jule e não sua verdadeira personalidade. Mas conforme a trama se desenrola fica evidente que Jule é a personagem complexa dentre as duas. Ainda mais enigmática e imprevisível que sua amiga. Quanto mais a trama retrocede, mais descobrimos camadas dessas duas mulheres (suas personalidades e seus históricos de vida) e dessa amizade que talvez não seja exatamente como acreditávamos que era. Difícil saber se gostamos ou odiamos essas mulheres.

“Não tinha mais certeza de onde traçar a linha entre elas. Jule usava perfume de jasmim como Imogen, falava como Imogen, amava os livros que Imogen amava. Aquelas coisas eram verdadeiras. Jule era órfã como Immie, uma pessoa que se inventou sozinha, com um passado misterioso. Havia tanto de Imogen em Jule, e tanto de Jule em Imogen. (LOCKHART, 2017, p.114)

Durante toda a leitura, estive desconfiada de que sabia o que estava por vir. Isso não se concretizou, mas fiquei me perguntando se a autora quis brincar com o leitor, o fazendo acreditar que sabia qual poderia ser a reviravolta da trama, quando na verdade era algo bem diferente que o aguardava.

Sobre o desfecho, confesso que esperava mais. Não tanto pelo que acontece, mas porque o ápice da história (pelo menos para mim) acontece alguns capítulos antes do final. O que vem depois é apenas o necessário para preencher as lacunas.

Também não posso deixar de comentar que a história me remeteu a "O Talentoso Ripley". Por isso, não me surpreendeu que em seus agradecimentos a autora tenha citado o clássico de Patrícia Highsmith como uma influência para a história de Imogen e Jule.

Li "Fraude Legítima" em um único dia. Sem desespero de chegar ao final, mas também sem forçar um volume de leitura. Isso prova que a história é capaz de manter o interesse e que Lockart entrega uma narrativa envolvente. Um bom livro, e provavelmente o mais ambicioso da autora, embora para mim tenha sido a mais fraca das três experiências. Ainda assim, na próxima vez que vir o nome de E.Lockhart na capa, vou confiar mais uma vez.

Título: Fraude Legítima
Autora: E.Lockhart
N° de páginas: 280
Editora: Seguinte
Exemplar cedido pela editora 

Compre: Amazon - Submarino
Gostou da resenha? Então compre o livro pelos links acima. Assim você ajuda o Além da Contracapa com uma pequena comissão.

19 comentários:

RUDYNALVA disse...

Mari!
Já gostei de ver que o livro não é mais do mesmo e a trama é bem intrigada, nos instigando a leitura.
Personagens com habilidades e caráter duvidosos é intrigante.
Muito bom ver mais um livro que cria anti heroínas, deve ser cheio de ação.
É a primeira vez que vejo um livro começar do final para o começo, e por ser diferente, deve mesmo causar estranhamento, mas no mundo literário, gosto quando há inovação.
Um final de semana abençoado!
“Desejo a você e à sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!” (Priscilla Rodighiero)
cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

Victor N. Souza disse...

Oi Mari! Tudo joia?

Sinceramente eu amo a escrita da Lockhart, mas ainda não tive a oportunidade de ler essa nova obra dela, pelas críticas está imperdível, adorei a sua opinião sobre a obra.

Grande abraço!
www.cafeidilico.com

Ludyanne Carvalho disse...

Vi esse livro várias vezes, mas não tinha lido nenhuma resenha sobre.
É uma história instigante, apesar de não ser muito fã de suspense. É interessante essa narrativa de trás pra frente, e o início com Jules sozinha...
Não sabia que Lockahart já tinha outros livros publicados por aqui.
Preciso confessar que acho essa capa meio estranha.
Mas foi bom saber melhor sobre esta história.

Beijos

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Mari, li essa semana outra crítica bem positiva da obra, acho que apesar do final, a história realmente parece prender e isso é bem positivo. Darei uma chance na leitura!

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Raissa Novaes disse...

Olá Mari!
Amei Mentirosos, me surpreendi bastante com a história, o final e a escrita da autora.
Já coloquei esse livro na lista!
Adorei sua resenha, beijos!

Books & Impressions
Sorteio de Natal

Inês disse...

Não conhecia o livro, mas parece ser interessante! :)
--
O diário da Inês | Facebook | Instagram

Luiza Helena Vieira disse...

Oi, Mari!
Nunca li nada da autora, mas vejo comentários sobre o tanto que ela mexe com o leitor. Não descarto a possibilidade de ler no futuro.
Beijos
Balaio de Babados
Participe do Natal Literário e ganhe prêmios maravilhosos

Nessa disse...

Oi Mari
Gosto deste tipo de narrativa, pois prende o leitor até o fim. E acho legal até o autor nos fazer pensar no que seria o desfecho e sermos surpreendidos por outra coisa, sinal de que p livro deu certo né. Mesmo com suas ressalvas do desfecho, fiquei curiosa. Até o momento eu não tinha me interessado pela obra e agora quero ler.

Beijinhos
https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

Gabriela Silva disse...

Não conhecia esse livro, mas achei a proposta bem criativa e interessante; Fiquei curiosa pra ler!
Mil Beijos!
http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/12/retrospectiva-2017.html

Clarissa Assis disse...

Fiquei curiosa pra ler esse livro. Já tinha visto a capa pelo Instagram, mas não sabia do que se tratava. Vou adicionar na minha TBR quase infinita hahah

Beijos
Próxima Primavera

Thuanne Souza disse...

Eu amo os livros dessa mulher! Vi que ela tinha lançado este e fiquei interessada só por saber que foi ela quem escreveu. Esta é a primeira resenha que leio e fiquei bem curiosa e deduzindo várias coisas, mas quando voce citou que vc desconfiava do que estava por vir e não era nada disso, desisti, vou precisar ler pra saber! hahaha

Eduarda Henker disse...

Nunca li nada da autora e tenho um pé atrás com ela por puro preconceito mesmo, porque a Camila leu Fraude Legítima e adorou, e a Bianca leu Mentirosos e adorou também. Não sei pqq não consigo me interessar pelos livros dela, principalmente porque só vejo gente falando bem...

Att.,
Eduarda Henker
Queria Estar Lendo

Alice Dias disse...

Esse livro parece muito interessante. Já quero! Obrigada pela dica viu <3
Entao, meu primeiro cover saiu no youtube! Gostaria de te convidar para vê-lo e se inscrever no canal se gostar e falar pros migos <3 Essa ajuda seria ótima!!! Beijinhos https://www.youtube.com/watch?v=XOjBLK7UMb0&

Alice Duarte disse...

Mari

O fato de ter lido o livro em apenas um dia já deixa demonstrado o quanto te prendeu, pena que o final não foi assim aquela medalha de ouro. Da Lockhart também li O histórico infame de Frankie Landau Banks que gostei bastante porque é uma história que toma rumos diferentes dos outros juvenis que conhecemos e tem personagens muito bem delineados. Quero ler Fraude Legitima também e Mentirosos que ja está na lista há mais de 6 meses.

Beijos

www.derepentenoultimolivro.com

Lana Silva disse...

Este e um livro que tem dividido as opiniões dos leitores, alguns acharam a trama confusa por começar de frente para trás, mas pelo visto não foi algo que lhe incomodou, muito pelo contrario te envolveu, e te prendeu em querer descobrir qual séria o desfecho, que foi o que te surpreendeu, uma pena que isto tenha acontecido bem antes do final, mas pelo que vejo e uma trama muito bem construída.

Carolina Santos disse...

Muito com vontade de esse livro mas vou deixar para começar a ler em Janeiro

Naiara Fidelis Da Silva disse...

Vi algumas resenhas sobre este livro e todas eu achei meio confusa, não sei se eu tenho interesse em ler este livro, mas vi tanto resenhas positivas quanto negativos, o que acabou me desanimando um pouco.

Ana I. J. Mercury disse...

Gostei muito da sua resenha, Mari.
Eu tô lendo ele e achei bastante curioso.
Tô chegando na metade, tô achando mais ou menos, né, não é meu tipo favorito de livro, mas como novidade me deixou bem interessada.
bjs

Gabriela CZ disse...

Me parece um livro e tanto, Mari. Mesmo que o final não tenha alcançado suas expectativas. Mas lembro das suas resenhas dos dois outros livros, então tenho mesmo que conhecer a autora. Ótima resenha.

Beijos!

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger