domingo, 28 de junho de 2015

RESENHA: Eu não preciso mais de você e outros contos

“Ele se viu parado imóvel, de frente para o mar. Como se fosse uma ideia muito velha que nunca ia embora, ele viu que podia entrar na água e se afogar. No momento não havia medo nisso, nem esperança, mas apenas o prazer de não fazer parte de nada.” (MILLER, p.29, 2015)

Até pouco tempo meu conhecimento a respeito de Arthur Miller se limitava ao seu nome e, principalmente, à reputação da peça “A Morte do Caixeiro Viajante”. Foi com o lançamento de “Eu não preciso mais de você e outros contos” que descobri que a produção do dramaturgo se estendia também a contos e foi nessa edição que vi minha oportunidade de conhecer sua obra.

Quase sempre quando arrisco a leitura de um autor que não conheço e de um livro que não consigo prever o que irei encontrar, procuro ler as primeiras páginas para ter uma ideia do que me espera e me certificar que a leitura de fato me interessa. Quando fiz isso com “Eu não preciso mais de você” através do trecho disponibilizado no site da editora, fui imediatamente cativada pelo texto de Miller. Trata-se de uma narrativa simples na escolha de palavras, mas profunda e densa. Os temas são cotidianos e os personagens pessoas comuns. Nessas histórias, a trama perde a importância e a estrela se torna o personagem naquela situação, naquele momento.

Acredito que nem todos os livros de contos são para serem lidos da primeira à última página, afinal, tratam-se de histórias curtas que muitas vezes exigem certa reflexão do leitor ao final. Essa edição que apresenta 16 contos, reunindo três coletâneas do autor, certamente não é uma delas. Eu não gosto de intercalar leituras, mas senti que precisava fazer isso com “Eu não preciso mais de você” para aproveitar melhor a experiência, já que a partir de um certo momento, a narrativa densa de Miller começou a me cansar.

No geral a leitura teve altos e baixos. Alguns contos de que gostei outros que senti que lia apenas com os olhos. Entre os meus favoritos, destaco “Eu não preciso mais de você”, a história de um menino de cinco anos, o que passa na sua cabeça e sua maneira de enxergar o mundo, tendo interpretações ora exageradas ora inocentes do que acontece ao seu redor durante o feriado de Yom Kippur quando não pode jejuar como o pai e o irmão devido a sua idade ; “Fama”, a história de um dramaturgo que começa a experimentar a sucesso com o qual sempre sonhou, mas não sabe lidar com ele; “A busca por um futuro”, sobre um ator de teatro que visita seu pai em um asilo onde mora desde que sofreu um derrame e “A Apresentação”, sobre um judeu que é contratado para fazer uma apresentação a Hitler e acaba cativando-o profundamente.

Dentre as outras situações que Miller aborda, podemos ver dois jovens viajando ao encontro de suas origens (“Mont Sant’Angelo”); domadores de cavalos selvagens que mesmo sendo homens fortes se importam com o que uma mulher irá pensar e ficam tocados com um potro (“Os Desajustados” – conto que inspirou o filme homônimo estrelado por Clark Gable, Montgomery Clift e Marilyn Monroe); um casal que assiste pescadores descartarem peixes que não serão vendidos, deixando-os para morrer na praia (“Por favor, não mate nada”); uma mulher que precisa lidar com seus anseios e angústias (“A profecia”); uma mulher de sessenta anos que acorda com o marido morto ao seu lado e relembra a juventude e os anos antes de te-lo conhecido (“Moça do lar, uma vida”) e um escritor sem inspiração que decide usar o corpo nu de uma mulher como papel para escrever suas ideias (“O manuscrito nu”).

Embora não tenha gostado do livro como um todo, mas sim de algumas partes, acredito que Arthur Miller é um autor que vale muito a pena conhecer.

Título: Eu não preciso mais de você e outros contos (exemplar cedido pela editora)
Autor: Arthur Miller
Nº de páginas: 454
Editora: Companhia das Letras

30 comentários:

Maisanara F. disse...

Não conhecia o autor e me interessei pelo livro, principalmente pelos contos que você gostou mais. Fiquei curiosa para ler, parece que o autor passa sentimentalismo e reflexões para os leitores com esses contos. Bjus.

Markus Andrez disse...

Nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, mas curti muito o que voce falou sobre ele. Mesmo voce nao gostando muito do livro, acho que eu leria.
Beijos
mundoemcartas.blogspot.com.br

Karina Valshe disse...

Nunca ouvi falar do autor e apesar de alguns contos parecerem interessantes, o livro não entrou na minha lista de desejados. Ao menos por enquanto.

Denise Aquino disse...

Oi, Mari!
Eu tenho um probleminha com livro de contos porque os poucos que já parei pra ler certinho me pareciam super vagos e cortados, sabe? Mesmo com os baixos que você citou, acho que esse seria um legal de se conhecer porque pelo menos tem algo pra refletir. Confesso que não conhecia Arthur Miller, mas vou dar uma pesquisada melhor.

Beijo!
surmelody.blogspot.com

Nardonio disse...

São poucos os autores que conseguem criar contos densos, mas com palavras e expressões simples. Acho muito legal ver a escolha precisa de cada palavra para levar ao leitor tudo o que está querendo passar. Pelo que deu pra imaginar através dessa resena, o Arthur Miller sabe fazer isso muito bem. E, como todo livro de contos, é normal uns tocarem mais que outros. O bom é que no todo, o livro é bom.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

Dan Igor disse...

Oi, oi, Mariana! Tudo bom ?? ^^
Nunca tinha ouvido falar do autor. Adoro livros de contos, e este parece ótimo. Acredito que o autor deve ter outras obras que a interessem. Boas leituras, cafuné e abraços *-*

Tchauuuuuu!
bookdan.blogspot.com

Bruna Costabeber disse...

Olá Mari,
Já conhecia esse autor de nome, mas não conhecia esse livro - que parece ser legal, apesar dos altos e baixos.
Espero ler algo do autor em breve.
Beijos
http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

Ariane Reis. disse...

Oie Mari =)

Confesso que não sou muito ler contos, por que tenho a sensação que quando a história está ficando boa ela acaba rs...
Não conhecia o autor, mas mesmo você não curtindo muito a leitura acho que vale a pena dar uma chance ao autor.

Beijos;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary

Caverna Literária disse...

Esse é o grande problema dos contos né, chega uma hora que por mais que a escrita do autor seja boa, cansa, e nem sempre nos agrada também :/ quem sabe pegando um livro em si dele, dê pra aproveitar mais!

xx Carol
http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
Tem resenha nova no blog de "Escola Noturna - O Legado", vem conferir!

Diane disse...

Olá !
Não conhecia esse autor , mas , como sou apaixonada por contos , com certeza vou dar uma oportunidade para esse livro .
Acredito que a maioria dos livros de contos sejam cheio de "altos e baixos " , pois , são várias pequenas histórias e ,sendo assim , não somos obrigados a gostar de todas elas , né ?
Adorei a resenha !
Beijos ...

http://coisasdediane.blogspot.com.br/

Mirian Viegas disse...

Olá!
Não conhecia o autor nem o livro.
Não estou tão acostumada a ler livros de contos, talvez estranhe um pouco.
Alguns contos pareceram interessantes. Gostei da forma que você falou da narrativa do autor e também como os personagens acabam se tornando o ponto forte da história.

Kamila Villarreal disse...

Olá!

Adoro livros de contos justamente por contarem boas histórias em poucas páginas. Gostei dessa coletânea, vou anotar na minha wishlist.

resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

Gabriela CZ disse...

Esse é um livro que me deixou curiosa pelo título, Mari, mas não o suficiente para me impelir a ler. Seus comentários também não empolgaram muito, mas acho que livros com tantos contos dificilmente conseguem ter a mesma qualidade em todos. No entanto, alguns dos contos que você destacou me pareceram bem interessantes. Acho que eu leria. Ótima resenha.

Abraço!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

Amália Teles Machado disse...

Mari, confesso que não me interessei muito pelo livro não. Não curto muito livros de contos, gosto mesmo de um bom romance.

Soraya Abuchaim disse...

Nossa, também só conheço Arthur Miller de nome, e olhe lá.
Eu adoro livros de contos, é minha especialidade de escrita também por enquanto (logo termino meu primeiro livro rs).
Apesar de você não ter gostado 100% do livro, queria muito lê-lo.

Beijos

Meu Meio Devaneio

Ana I. J. Mercury disse...

Gosto de contos, mas é difícil gostar de alguma coletânea.
Acho que na maioria, acaba saindo fraquinha nos livros.
Prefiro livro de história completa mesmo, rsrsrs
bjos

André Inácio disse...

Eu não conhecia o livro ainda, mas fiquei interessado, principalmente pelo fato de eu estar procurando um livro para intercalar entra leituras mais densas de clássicos e tal.
Acredito que um livros de contos seria ideal.

http://maisumaleitura.blogspot.com.br/

Tamires Marins disse...

Oi, Mari, tudo bem?

Eu não curto muito coletânea de contos...gosto de contos avulsos, sabe?
Não conhecia o autor nem pelo nome, apenas também tinha ouvido falar sobre "A Morte do Caixeiro Viajante"...
Que bom que, apesar dos altos e baixos, você conseguiu se conectar com alguns dos contos! ;)

Beijo
- Tamires
Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

Teca Machado disse...

Oi, Mari!
Que pena que teve altos e baixos a sua leitura.
Confesso que contos não é o meu estilo preferido, mas quando o autor é muito bom, dou uma chance.
O Eu Não Preciso Mais de você parece ser interessante. Gostei do fato de ser pelos olhos de um menininho e ele ser exagerado e inocente.

Beijoooos

www.casosacasoselivros.com

Livy disse...

Oi =D

Eu adoro livros de contos e não conhecia este. Achei bem legal... apesar de ter altos e baixos e não ser completamente bom, é bom saber que tem ótimos contos nele! Fiquei curiosa para ler.

Beijos,
Livy
nomundodoslivros.com

rafaela disse...

Eu não gosto muito de contos, mas fiquei com vontade de ler esse livro pra conhecer a escrita do autor. Só é uma pena que você não gostou do livro todo :/
Talvez um dia eu até leia, mas não é uma prioridade...
Beijos!

Bruna Aguiar disse...

Pena que não é completamente bom! Aí já não me anima muito. Mas, conheço um pouco de Arthur Miller e achei bem bacana o que já vi! Beijos

www.chezb.com.br

Ágatha Kripke disse...

Oiee,
Confesso que nunca li nada de Miller, não me julgue, por favor kk
Mas, esse livro me interessou, pois amo contos, ainda mais os que tratam de pequenas situações do cotidiano.
Beijinhos Screepeer
screepeer.blogspot.com

Luis Carlos disse...

Eu, assim como você, sempre procuro dá uma lida nas primeiras páginas do livro para saber se ele realmente me interessa ou não! Achei esse livro bem interessante, por conter vários contos, que aparentam ser incríveis!

Karolyne K. disse...

O livro não me interessou muito no momento =/
Mas em um momento que eu queira ler contos, com certeza este estará na lista.

Tony Lucas disse...

Oi, Mariana! Tudo bem? Ainda não conhecia o Arthur Miller, acredita? Mas fiquei bem interessado nesse livro. Sou um grande fã de contos e adorei as premissas de TODOS os que você comentou na resenha! :) Espero ler o livro em breve.

Abraço

http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

Cecília Vieira disse...

Infelizmente o livro não me atraiu tanto assim, acho que o santo não bateu, sabe? Até porque contos não são a minha especialidade, embora eu tenha lido alguns livros de conto esse ano. Talvez depois.

Liih Ferreira disse...

Não gosto muito de contos e a sua resenha de certa forma não foi muito animadora. Assim acho que esse livro não rola. Logo que também não achei a capa bonita, ai já viu. E como nunca nem ouvi falar do autor. Esse eu passo.

Marco Antonio Marco Antonio Sousa da Silva disse...

Olá Mariana,

Não conhecia esse livro e nem lembrava do autor até você mencionar a peça, não leio muito contos, mas daria uma chance para esse....boa dica....bjs.


http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

Rafaela. disse...

Oi, Mari!

Apesar de amar romances, sou apaixonada por contos também. Assim como você, conhecia Miller através da peça “A Morte do Caixeiro Viajante” e fiquei bem curiosa para ler "Eu não preciso mais de você e outros contos". Esta ideia de abordar assuntos do cotidiano e trazer os personagens para o primeiro plano me encanta e instiga.
Gostei de saber que, apesar de não gostar de alguns contos, você apreciou a leitura.

Beijocas.
http://artesaliteraria.blogspot.com.br

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger