terça-feira, 12 de janeiro de 2016

RESENHA: Revival

“— Todo mundo precisa de um passatempo. E todo mundo precisa de um milagre ou dois, só para provar que a vida é mais do que uma longa caminhada do berço à cova.” (KING, 2015, p. 26).

***

Jamie é uma criança quando conhece o reverendo Charles Jacobs, o novo pastor da Igreja Metodista, que vem a se tornar seu primeiro amigo adulto. Mas tudo muda quando o reverendo é demitido e abandona a cidade. Eles se reencontram anos depois, quando Jamie chafurda no vício das drogas e Charlie propõe uma forma “alternativa” de curar seu vício, unindo a vida dos dois de forma permanente. 

Revival é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de Jamie. Trata-se de sua vida, seus altos e baixos, e também sobre seus encontros com Charlie. Jamie diz logo no início do livro que Jacobs é o seu “quinto personagem”, o tipo de pessoa que surge para provocar mudanças, alterando o curso de sua vida. Assim, o cerne da obra é a relação entre eles, como cada um afetou a vida do outro e como suas vidas se entrelaçaram. 

Embora Jamie seja um protagonista extremamente carismático, que cativa o leitor rapidamente com sua voz honesta e direta, foi Charlie quem roubou as luzes do palco. O reverendo — que após uma grande tragédia passa a dedicar sua vida a investigar uma forma de eletricidade pela qual se torna obcecado —, é a mistura perfeita entre o bom samaritano e o cientista maluco. 

Creio que Revival seja um dos livros mais reflexivos de King. Temas como fé (e a perda dela), vida após a morte, obsessão, vícios e fanatismo são sutilmente abordados, instigando o leitor a pensar sobre inúmeras questões. Por mais que seja uma obra de ficção, é impossível não trazer da leitura algumas lições. 

Por centrar-se na jornada de Jamie, Revival conta com uma trama linear e um ritmo constante, mas nem por isso entediante. Afinal, King não precisa surpreender o leitor a cada capítulo para manter presa sua atenção. Desde o início fiquei a me perguntar sobre o motivo que levou Jamie a narrar a estória, a natureza dos experimentos de Charlie, bem como sobre o desfecho da obra, e são indagações como essas que impulsionam a leitura. 

Revival pode frustrar alguns leitores, visto que King não dá todas as respostas. É impossível encerrar a leitura e não começar a conjecturar hipóteses sobre o que aconteceu e sobre o que poderia vir a acontecer. A meu ver, foi uma decisão acertada, pois ao deixar algumas questões em aberto, questões que nem o próprio Jamie tinha uma explicação, King criou uma obra extremamente impactante e que não abandona o leitor, mas que fica martelando em seu inconsciente por um longo tempo. 

Apesar de ter sido considerado o livro mais assustador de King pelo jornal inglês The Guardian, diria que a definição correta para Revival é perturbador. Afinal, a leitura não me causou medo, mas estaria mentindo se dissesse que a obra não me deixou atordoado e irrequieto. Ainda mais considerando que a hipótese levantada por King poderia muito bem ser verdadeira. 

Título: Revival (exemplar cedido pela editora)
Autor: Stephen King
N.º de páginas: 373
Editora: Suma de Letras

31 comentários:

Blog Viajante das Letras disse...

Olá ALê! Tudo bem?

Imagino o quanto esta leitura pode ter sido perturbadora, argh. Este livro está na minha lista de leitura e já estou apreensivo. Sua resenha só fez atiçar minha curiosidade cada vez mais e não sei bem o que esperar... mas sei que vai ser medonho. King sempre pisando no que pensamos ser a realidade. Obrigado por trazer indicação e resenha tão maravilhosas. Ps: acho a capa deste livro maravilhosa, rs.

Ewerton Lenildo - Viajante das Letras.
viajantedasletras.blogspot.com

Amanda Ferreira disse...

Estou coletando o máximo de informações sobre os livros de King, e esse ano pretendo inseri-lo nas minhas leituras. Revival parece ser uma boa opção, fiquei bastante intrigada em saber mais sobre Jamie e Charlie. O livro tem uns temas bem pesados, que deve nos levar a refletir muito. Gostei da dica!

Rafaela. disse...

Oi, Alê!

Levando em consideração todas as resenhas que li dos livros de King, tenho a impressão de que ele cria excelentes personagens: bem construídos e aprofundados. Gosto bastante disso! O enredo de "Revival" é instigante e soa mesmo perturbador, além disso, fiquei curiosa para saber qual foi a hipótese de King no final do livro.
Ótima resenha!

Beijocas.
http://artesaliteraria.blogspot.com.br

Carina Pontes disse...

Não sou muito chegada em livros do Stephen King e esse também não me cativou :(
Mas sempre gosto de vir aqui e ler suas opiniões, você escreve bem e por isso te marquei em uma TAG lá no meu blog!
Abraços Carina.

www.carinapontes.com

Telemaco disse...

Livro do king atual e linear? Ok, essa eu tenho de conferir. Preciso conhecer mais do autor mesmo

Abraço

http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

Carlos Magno Silva disse...

King é um gênio e a cada dia vem comprovando mais isso. Essa proposta de Revival faz essa ser uma das obras dele que mais quero ler atualmente. Resenha completinha, hein? Curti pra caramba.

Visite: Cantina do Livro

Daniele Costa disse...

Oi Alê, tudo bom?
Sempre quis uma obra de King, mas não tenho certeza se começaria, já que ela deixa tantas pontas soltas e é eu sei que nem na vida real nós sabemos todas as respostas, mas sempre gosto de terminar um livro com todos os pingos nos 'i'.
estantedeumafangirl.blogspot.com.br

Carla A. disse...

Oi, Alê!
Confesso que a quantidade de vezes que já vi o King por aqui tem me deixado com muita vontade de conhecer mais obras do autor. De fato questões em aberto costumam frustrar alguns leitores, mas quando esse "buraco" é precedido por situações bem trabalhadas que permitem que a gente chegue a uma conclusão própria, eu gosto!

Beijos, Entre Aspas

Diane disse...

Oi...
Eu tenho que ler algo desse autor!
Apesar de não fazer muito o meu estilo literário, tenho muita vontade de ler algo dele pelas inumeras resenhas que você posta.
Beijos

http://coisasdediane.blohspot.com.br/

Gabriela CZ disse...

Olha eu aqui me coçando para ler mais um livro do King. Alê, fiquei super curiosa com seus comentários tanto sobre a trama quanto sobre Jamie e Charlie. Reflexivo e atordoante? Preciso ler. Ótima resenha.

Abraços!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

monique larentis disse...

Não gosto do King, não é o meu tipo de leitura, mas sei que é um ótimo escritor.

www.vivendosentimentos.com.br

Desbravadores de Livros disse...

Olá, Alê.
Acredito que não me frustaria com o King por falta de respostas. Aliás, não seria o primeiro livro que ele faz isso. Até gosto de alguns livros sem respostas, como o dele, afinal, abre espaço para o leitor fazer o resto do trabalho.
Outro aspecto da obra que me chamou a atenção foi o fato do livro gerar certas reflexões, mesmo que indiretamente. Gosto dessa característica em obras literárias.
Ótima resenha.

Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores!

Maurilei Teodoro disse...

Gostei muito de Revival, principalmente as últimas dezenas de páginas.

RUDYNALVA disse...

Alê!
Me parece mais um trhiller psicológico e já gostei por ser no mínimo perturbador.
Acredito que nos leva mais ao lado filosófico sobre as questões levantadas e talvez por isso seja considerado aterrador.
“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” (Cora Coralina)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

Nana Barcellos disse...

Oi Alê,
Primeira resenha que leio sobre esse livro do King.
Tem figuras que realmente entram na nossa vida aparentando o bem, mas podem despertar coisas perturbadoras dentro da gente. Acho que foi isso que entendi HAHAHAHA

Mas, quero dar uma chance futuramente. As vezes é necessário deixar o leitor questionando também.
Ótima resenha!

Tenha uma ótima quinta.
Nana - Obsession Valley

Teca Machado disse...

Oi, Alê!
Fazia tempo que eu não passava aqui. Com o fim do ano, atrasei meus comentários e visitas à blogs que eu gosto :D Mas estou de voltaaaa!
Então, eu vivo falando isso, mas eu PRECISO ler um livro do King!
Será que leio esse logo de cara? Achei a história interessante e você disse que não ficou com medo, mas foi perturbador. Você recomenda?
Ou tem algum mais leve? :)
Sério que ele não dá todas as respostas? Confesso que não gosto muito quando acaba assim porque eu prefiro saber o que o autor quis dizer, pensou e imaginou. Mas quando esse final em aberto condiz com a história, o que parece ser o caso, eu aceito, hehe.


Beijoooos

www.casosacasoselivros.com

Tony Lucas disse...

Oi, Alê! Tudo bem? Adorei a resenha! Eu estava bem tentando a solicitar este livro à Companhia das Letras, mas acabei optando por Gigantes. Fico feliz em saber que a obra é reflexiva, pois adoro livros assim. Talvez eu dê uma chance a "Revival" em breve! :) Adorei a resenha!

PS: Muito em breve lerei "Capitães da Areia"! Espero gostar do livro tanto quanto você gostou...

Abraço

http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

Rebeca B. disse...

Olá, vejo muita gente falando desse livro e das história desse autor, mas confesso que sou super mole em relação a coisas relacionadas a terror então não leria, quem sabe um dia. ausha

http://blogexplicita.blogspot.com.br/

Estante Diagonal disse...

Oi Alê, eu ainda não li nada do SS, sim shame of me hahaha mas minha colaboradora e prima ama, e sempre traz para o Estante resenhas dele. Ela já leu e adorou Revival, inclusive por ele mencionar a profissão dela. (Fisioterapia).

De 2016 não passa! Beijos,
Joi Cardoso
Estante Diagonal

Ariane Reis. disse...

Oie Alê =)

Olha que com as suas resenhas você um dia vai acabar me convencendo a dar uma nova chance para o King viu rs...

Ótima resenha!

Beijos;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary

Jéssica Peixoto disse...

Oi Alê, tudo bem?
Adorei sua resenha! Li meu primeiro livro do Stephen King nos últimos dias de 2015, Carrie a Estranha, após muuito desejar um livro dele. Fiquei apaixonada pela escrita do autor, que mesmo numa obra em que eu já sabia o final, conseguiu me prender do início ao fim. Vejo que com Revival não foi diferente para você!
Quando vi o lançamento deste livro fiquei muuuuuito curiosa a respeito! E imaginei que seria cheio de coisas sobrenaturais e monstros, fantasmas e etc pelo que estavam dizendo por aí, o que, pela sua resenha, não é bem verdade. Mas fiquei ainda mais animada com a leitura ao saber disso!

Um beijo!
http://winterbird.com.br

Camila Monteiro disse...

Eu me decepcionei imensamente com essa obra. Li em inglês de tão afoita que estava e não me satisfez!
Sua resenha foi ótima. Tb acho que esse não é o mais assustador. Está loooonge disso.

>> Vida Complicada <<

Sil disse...

Olá, Alê.
Acho que não leria esse livro. Não sei se já disse aqui mas já li muitos livros do autor e infelizmente gostei de poucos. E pelos pontos que você abordou acho que esse é um que eu não iria gostar. Por ser mais reflexivo, e ainda por não ter todas as repostas, acho que esse livro não é para mim.

Blog Prefácio

Thaynara ribeiro disse...

Apesar da curiosidade nunca li nada do King. Esse livro me interessou muito pq adoro entrar na mente do personagem e como tem perguntas sem resposta com certeza vou ficar pensando nele e no q ele faria, ou o q aconteceu.

Carolina Garcia disse...

Oi, Alê!

Confesso que tenho problemas quando o livro termina com perguntas não respondidas. Sempre acabo irritada e teve uma vez que até mandei um email para uma autora pedindo respostas para algumas perguntas porque eu realmente precisava saber!! Hahahahaha
Eu não fui respondida. Então nunca saberemos.

Por essa questão, deixarei essa opção de leitura para o futuro. Não estou na vibe para reflexão no momento, verdade seja dita! Hahahaha
Mas valeu pela dica. :)

Bjs

livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

Minhas Impressões disse...

Oi Alê.
Esse é um dos poucos livros do mestre King que eu leria. Quero saber o que vem a ser essa perturbação que o leitor sente após ler. Acredito que a narrativa em primeira pessoa nos aproxima mais do personagem, mas não estou certa se vou gostar de não ter algumas respostas, talvez eu fique meio inquieta com isso.
Abraços.


Minhas Impressões

Jessica Lisboa disse...

Para variar mais um livro que eu preciso ler logo! A resenha me despertou mais curiosidade ainda de ler o livro. Já disse que amo o tio King? ♥

Kayna Barra disse...

Eu nunca li um livro de terror mas eu vi vários filmes de terror e esse ano eu quero ler um livro de terror e quero ler desse autor Stephen King pra ver ser eu fico com medo porque desde pequena eu amava ver filmes de terror.
Bjss

Dan Igor disse...

Essa coisa a histórias perseguir o leitor quando terminamos de ler é um fato característicos de King, seus livros quase sempre são perturbadores. A premissa é muito interessante e pelo que vejo ele saiu bem novamente! Ansioso p/ ler. Abraços

suzana cariri disse...

Oi!
Quero muito ler algo do Stephen King, mas já tenho vários livros dele na minha lista que quero ler e não gostei desse principalmente por esse final sem respostas não gosto quando o autores escrevem finais abertos !!

Ana I. J. Mercury disse...

Essa é a primeira resenha do livro que leio e amei.
Achei bem reflexivo pelo que você falou, e diferente, sem ter aquele terror todo!
Ainda mais por ter um reverendo como personagem principal, deve ser bem interessante.
Assim que der, vou ler sim!!
bjos

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger